10/2019

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

Quando se fala em investir, muita gente prefere guardar as economias na poupança. Quando você faz um UP, a mesma quantia tem rentabilidade maior.

Escolher entre o consórcio x poupança é um dilema que afeta quem busca por poupar e investir para conquistar um objetivo do futuro. Por isso mesmo, o consórcio é visto como um investimento - seja por funcionar como aplicação do seu dinheiro ou como espécie de poupança forçada.

Geralmente quando falamos em consórcio, pensamos em um bem final: seja uma casa, um carro ou um serviço (viagem, educação, cirurgia, reforma, festas e casamento). No entanto, a partir do momento em que você se torna um consorciado, está investindo o seu dinheiro em um fundo comum abastecido por um grupo. Esse grupo é gerido pela administradora, que precisa ter autorização do Banco Central para operar legalmente.

Quando você efetua o pagamento da sua mensalidade no consórcio, o dinheiro vai para este fundo e passa a ser corrigido conforme os índices inflacionários do ano anterior.

A seguir, vamos explicar por que o UP Consórcios pode render mais que a poupança.

Por que o UP rende mais que a poupança?

Quando se fala em investir o dinheiro, muitos brasileiros preferem investir na poupança. O levantamento mais recente feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) constatou que 61% prefere esse tipo de aplicação, mesmo com sua baixa rentabilidade.

Seu percentual de retorno é bem baixo: costuma oscilar entre 0,4% e 0,5% ao mês. Isso significa que, se você deixar uma quantia na sua conta poupança por um ano, ao todo ela deve render menos que 6% do montante total.

Quando você faz um UP, a mesma quantia que aplicaria na poupança tem rentabilidade maior. Considerando inflação média de 6% ao ano, num plano de R$ 100 mil em 36 meses, por exemplo, você conquistaria:

• Com o UP: R$ 119 mil

• Na poupança: R$ 112 mil.

Em planos mais longos o ganho seria ainda maior! Um ganho significativo, não é mesmo? Por isso mesmo, o UP é muito mais que uma ‘poupança forçada’. É um investimento em um bem que faz com o que o seu dinheiro renda bastante.

Agora que você já sabe que o UP pode fazer com que o seu dinheiro renda mais, faça uma simulação da carta de crédito para automóveis, imóveis e serviços no site e conte com o que há de mais inovador em consórcio.

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

10/2019

Conheça os canais de atendimento do UP Consórcios

Você pode entrar em contato direto com a nossa equipe de especialistas.

10/2019

Qual a diferença entre o UP e o consórcio comum?

O UP Consórcios não cobra taxa de administração até a contemplação.

10/2019

Dá para comprar carro seminovo com consórcio?

Saiba como comprar um modelo seminovo com consórcio.

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

Escolher entre o consórcio x poupança é um dilema que afeta quem busca por poupar e investir para conquistar um objetivo do futuro. Por isso mesmo, o consórcio é visto como um investimento - seja por funcionar como aplicação do seu dinheiro ou como espécie de poupança forçada.

Geralmente quando falamos em consórcio, pensamos em um bem final: seja uma casa, um carro ou um serviço (viagem, educação, cirurgia, reforma, festas e casamento). No entanto, a partir do momento em que você se torna um consorciado, está investindo o seu dinheiro em um fundo comum abastecido por um grupo. Esse grupo é gerido pela administradora, que precisa ter autorização do Banco Central para operar legalmente.

Quando você efetua o pagamento da sua mensalidade no consórcio, o dinheiro vai para este fundo e passa a ser corrigido conforme os índices inflacionários do ano anterior.

A seguir, vamos explicar por que o UP Consórcios pode render mais que a poupança.

Por que o UP rende mais que a poupança?

Quando se fala em investir o dinheiro, muitos brasileiros preferem investir na poupança. O levantamento mais recente feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) constatou que 61% prefere esse tipo de aplicação, mesmo com sua baixa rentabilidade.

Seu percentual de retorno é bem baixo: costuma oscilar entre 0,4% e 0,5% ao mês. Isso significa que, se você deixar uma quantia na sua conta poupança por um ano, ao todo ela deve render menos que 6% do montante total.

Quando você faz um UP, a mesma quantia que aplicaria na poupança tem rentabilidade maior. Considerando inflação média de 6% ao ano, num plano de R$ 100 mil em 36 meses, por exemplo, você conquistaria:

• Com o UP: R$ 119 mil

• Na poupança: R$ 112 mil.

Em planos mais longos o ganho seria ainda maior! Um ganho significativo, não é mesmo? Por isso mesmo, o UP é muito mais que uma ‘poupança forçada’. É um investimento em um bem que faz com o que o seu dinheiro renda bastante.

Agora que você já sabe que o UP pode fazer com que o seu dinheiro renda mais, faça uma simulação da carta de crédito para automóveis, imóveis e serviços no site e conte com o que há de mais inovador em consórcio.

Últimas Postagens

Entre investir seu dinheiro e adquirir um bem, escolha as duas opções.

Saiba como investir em uma alternativa financeira sem juros e sem taxa de adesão

Descubra como usar seu FGTS no Consórcio de Imóveis

Confira como aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito

Como planejar uma viagem em família?

Confira algumas dicas e planeje-se para viajar tranquilamente com a família

Descubra o Consórcio de Equipamentos

Investir no consórcio é a melhor alternativa para quem precisa de equipamentos.

Cinco mitos e verdades sobre consórcio

Confira as incertezas mais comuns em torno do consórcio e tire suas dúvidas.

Serviços mais contratados pelo consórcio

O UP oferece um consórcio que atende todas as demandas solicitadas.
Próximo
1 / 13