Voltar
10/2019

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

Quando se fala em investir, muita gente prefere guardar as economias na poupança. Quando você faz um UP, a mesma quantia tem rentabilidade maior.

Escolher entre o consórcio x poupança é um dilema que afeta quem busca por poupar e investir para conquistar um objetivo do futuro. Por isso mesmo, o consórcio é visto como um investimento - seja por funcionar como aplicação do seu dinheiro ou como espécie de poupança forçada.

Geralmente quando falamos em consórcio, pensamos em um bem final: seja uma casa, um carro ou um serviço (viagem, educação, cirurgia, reforma, festas e casamento). No entanto, a partir do momento em que você se torna um consorciado, está investindo o seu dinheiro em um fundo comum abastecido por um grupo. Esse grupo é gerido pela administradora, que precisa ter autorização do Banco Central para operar legalmente.

Quando você efetua o pagamento da sua mensalidade no consórcio, o dinheiro vai para este fundo e passa a ser corrigido conforme os índices inflacionários do ano anterior.

A seguir, vamos explicar por que o UP Consórcios pode render mais que a poupança.

Por que o UP rende mais que a poupança?

Quando se fala em investir o dinheiro, muitos brasileiros preferem investir na poupança. O levantamento mais recente feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) constatou que 61% prefere esse tipo de aplicação, mesmo com sua baixa rentabilidade.

Seu percentual de retorno é bem baixo: costuma oscilar entre 0,4% e 0,5% ao mês. Isso significa que, se você deixar uma quantia na sua conta poupança por um ano, ao todo ela deve render menos que 6% do montante total.

Quando você faz um UP, a mesma quantia que aplicaria na poupança tem rentabilidade maior. Considerando inflação média de 6% ao ano, num plano de R$ 100 mil em 36 meses, por exemplo, você conquistaria:

• Com o UP: R$ 119 mil

• Na poupança: R$ 112 mil.

Em planos mais longos o ganho seria ainda maior! Um ganho significativo, não é mesmo? Por isso mesmo, o UP é muito mais que uma ‘poupança forçada’. É um investimento em um bem que faz com o que o seu dinheiro renda bastante.

Agora que você já sabe que o UP pode fazer com que o seu dinheiro renda mais, faça uma simulação da carta de crédito para automóveis, imóveis e serviços no site e conte com o que há de mais inovador em consórcio.

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

10/2019

Casa ou apartamento: qual é o melhor pra você?

A melhor opção é a que se encaixa ao seu estilo de vida. Saiba como escolher.

01/2020

O que é carta contemplada no consórcio?

Entenda o que é Carta Contemplada no Consórcio e a aquisição do seu bem.

01/2020

Como funciona um consórcio para serviços de estética?

O Consórcio de Serviços para Estética, realize o procedimento que deseja!

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

UP Consórcios x poupança: qual a melhor opção?

Escolher entre o consórcio x poupança é um dilema que afeta quem busca por poupar e investir para conquistar um objetivo do futuro. Por isso mesmo, o consórcio é visto como um investimento - seja por funcionar como aplicação do seu dinheiro ou como espécie de poupança forçada.

Geralmente quando falamos em consórcio, pensamos em um bem final: seja uma casa, um carro ou um serviço (viagem, educação, cirurgia, reforma, festas e casamento). No entanto, a partir do momento em que você se torna um consorciado, está investindo o seu dinheiro em um fundo comum abastecido por um grupo. Esse grupo é gerido pela administradora, que precisa ter autorização do Banco Central para operar legalmente.

Quando você efetua o pagamento da sua mensalidade no consórcio, o dinheiro vai para este fundo e passa a ser corrigido conforme os índices inflacionários do ano anterior.

A seguir, vamos explicar por que o UP Consórcios pode render mais que a poupança.

Por que o UP rende mais que a poupança?

Quando se fala em investir o dinheiro, muitos brasileiros preferem investir na poupança. O levantamento mais recente feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) constatou que 61% prefere esse tipo de aplicação, mesmo com sua baixa rentabilidade.

Seu percentual de retorno é bem baixo: costuma oscilar entre 0,4% e 0,5% ao mês. Isso significa que, se você deixar uma quantia na sua conta poupança por um ano, ao todo ela deve render menos que 6% do montante total.

Quando você faz um UP, a mesma quantia que aplicaria na poupança tem rentabilidade maior. Considerando inflação média de 6% ao ano, num plano de R$ 100 mil em 36 meses, por exemplo, você conquistaria:

• Com o UP: R$ 119 mil

• Na poupança: R$ 112 mil.

Em planos mais longos o ganho seria ainda maior! Um ganho significativo, não é mesmo? Por isso mesmo, o UP é muito mais que uma ‘poupança forçada’. É um investimento em um bem que faz com o que o seu dinheiro renda bastante.

Agora que você já sabe que o UP pode fazer com que o seu dinheiro renda mais, faça uma simulação da carta de crédito para automóveis, imóveis e serviços no site e conte com o que há de mais inovador em consórcio.

Últimas Postagens

Entenda o que é Alienação Fiduciária no consórcio

Saiba como o recurso traz segurança ao consorciado e à administradora.

É possível mudar o valor da carta de crédito?

Saiba como ajustar a sua carta de crédito, seja para um valor maior ou menor.

Saiba como comprar um terreno com Consórcio de Imóveis

Um terreno possibilita construir um imóvel do jeito que você sempre desejou.

Tire suas dúvidas sobre a oferta de lance no consórcio

Lance é o valor ofertado pelo cliente para aumentar as chances de contemplação.

Aproveite a chegada de um novo ano para mudar seus hábitos financeiros

Poupar parte dos rendimentos é a porta de entrada para uma mudança nas finanças

13º salário: uma porta de entrada para novas conquistas

Aproveite a renda extra para buscar equilíbrio financeiro e novas conquistas
Próximo
1 / 14