10/2019

Descubra como usar seu FGTS no Consórcio de Imóveis

O FGTS é um dos principais recursos para aquisição da casa própria. Confira as dicas necessárias para aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito.

Muita gente sabe que o FGTS recolhido mensalmente do salário bruto do empregado CLT é um dos principais recursos para aquisição da casa própria. E, se o objetivo é adquirir um imóvel próprio, certamente um consórcio voltado para esse objetivo também poderá contar com o recurso.

Aliás, pode ser um ótimo aliado para te deixar ainda mais próximo de uma das maiores aquisições de bens que fará na vida.  Você pode usar o FGTS de diversas maneiras para amortizar suas parcelas do consórcio ou, até mesmo, fazer lances que acelerem sua contemplação.

Separamos abaixo algumas informações necessárias para conhecer os pré-requisitos para aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito:

- Antes de tudo, veja se você tem acesso ao seu FGTS para fins de uso imobiliário. Para isso, é necessário ter, pelo menos, três anos sob o regime do FGTS. Pode ser tanto em uma empresa apenas, como em duas ou mais.

- Você precisa ser titular da cota de consórcio e também da conta de FGTS que será utilizada.

- Você também não pode ter financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em território nacional, a não ser que comprove alienação, quitação ou transferência do financiamento.

- Você não pode ser o comprador e nem o proprietário de outro imóvel na mesma localidade. Exceto em casos de comprovação de transferência ou alienação do imóvel em questão.

Os registros do imóvel também precisam estar de acordo com as seguintes regras para poder ser adquirido:

-  O imóvel precisa ser registrado em cartório no nome do trabalhador.

- O imóvel não pode ser uma propriedade rural, mas sim, residencial.

- O valor máximo de avaliação do imóvel e data de compra precisam estar dentro das limitações estabelecidas pelo SFH. Segundo a Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 4.537, de 24/11/2016, os valores máximos para Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal é de R$ 950 mil, e para os demais estados, de R$ 800 mil.

Como você pode usar seu FGTS no UP Consórcios?

Quando o consorciado faz uma oferta do lance com o FGTS, é preciso informar já no ato. Caso ele seja contemplado, tem um prazo de até 5 dias para fazer o pagamento desse lance. O contemplado pode enviar uma cópia do extrato do FGTS para o UP.

Para isso, o consorciado deve ir até a agência da Caixa Econômica Federal e solicitar um extrato com o carimbo e assinatura da gerência. Assim, o UP consegue baixar o lance do consorciado e contemplado. Após a liberação, o UP Consórcios recebe o valor diretamente da Caixa.

Você também pode fazer o saque do FGTS na modalidade de pagamento de parcelas.

Quando você deseja usar o FGTS somente para pagar mensalidades do consórcio, o saque deverá ser feito de maneira única e o valor debitado será usado em doze parcelas, exceto em casos de contrato com prazo inferior. Nesses casos, o valor pode descontar até 80% do total da prestação.

Caso o participante esteja com as parcelas atrasadas, pode fazer uso do FGTS para pagar uma parte das mensalidades, mas somente em casos de até três parcelas em aberto. É importante ressaltar que só é possível eliminar parte das prestações após a contemplação do consorciado.

Conte com uma administradora para a realização da operação.

Operações como a liquidação, amortização e abatimento de parte das mensalidades do consórcio podem ser realizadas diretamente por uma administradora de consórcio (como o UP) ou com o auxílio de um agente financeiro.

Porém, as operações que envolvem o uso de FGTS na aquisição do imóvel deverão ser intermediadas por um banco que seja agente financeiro do SFH.

Não se esqueça de verificar também se a empresa de consórcio possui autorização do Banco Central e a sua reputação. O UP Consórcios, por exemplo, é uma fintech da Embracon, é 100% digital e simplificado, justamente para você entender com clareza todos os detalhes do seu plano.

Agora que você sabe que pode usar o seu FGTS no seu plano de consórcio para aquisição de um imóvel, aproveite essa oportunidade! Faça uma simulação agora mesmo e lembre-se que, no UP Consórcios, você não paga taxas de administração até a contemplação, além de isenção total na taxa de adesão e fundo reserva.

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

10/2019

Como guardar dinheiro para comprar a casa própria?

A casa própria é um bem valioso que exige um planejamento a longo prazo.

10/2019

Assembleia de consórcio: para que serve?

As assembleias realizam o sorteio das cotas, além da contemplação via lance.

10/2019

Dê um UP na autoestima com o consórcio de Cirurgia Plástica

Para investir em uma cirurgia plástica, a melhor opção é o consórcio de serviços

Descubra como usar seu FGTS no Consórcio de Imóveis

Descubra como usar seu FGTS no Consórcio de Imóveis

Muita gente sabe que o FGTS recolhido mensalmente do salário bruto do empregado CLT é um dos principais recursos para aquisição da casa própria. E, se o objetivo é adquirir um imóvel próprio, certamente um consórcio voltado para esse objetivo também poderá contar com o recurso.

Aliás, pode ser um ótimo aliado para te deixar ainda mais próximo de uma das maiores aquisições de bens que fará na vida.  Você pode usar o FGTS de diversas maneiras para amortizar suas parcelas do consórcio ou, até mesmo, fazer lances que acelerem sua contemplação.

Separamos abaixo algumas informações necessárias para conhecer os pré-requisitos para aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito:

- Antes de tudo, veja se você tem acesso ao seu FGTS para fins de uso imobiliário. Para isso, é necessário ter, pelo menos, três anos sob o regime do FGTS. Pode ser tanto em uma empresa apenas, como em duas ou mais.

- Você precisa ser titular da cota de consórcio e também da conta de FGTS que será utilizada.

- Você também não pode ter financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em território nacional, a não ser que comprove alienação, quitação ou transferência do financiamento.

- Você não pode ser o comprador e nem o proprietário de outro imóvel na mesma localidade. Exceto em casos de comprovação de transferência ou alienação do imóvel em questão.

Os registros do imóvel também precisam estar de acordo com as seguintes regras para poder ser adquirido:

-  O imóvel precisa ser registrado em cartório no nome do trabalhador.

- O imóvel não pode ser uma propriedade rural, mas sim, residencial.

- O valor máximo de avaliação do imóvel e data de compra precisam estar dentro das limitações estabelecidas pelo SFH. Segundo a Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 4.537, de 24/11/2016, os valores máximos para Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal é de R$ 950 mil, e para os demais estados, de R$ 800 mil.

Como você pode usar seu FGTS no UP Consórcios?

Quando o consorciado faz uma oferta do lance com o FGTS, é preciso informar já no ato. Caso ele seja contemplado, tem um prazo de até 5 dias para fazer o pagamento desse lance. O contemplado pode enviar uma cópia do extrato do FGTS para o UP.

Para isso, o consorciado deve ir até a agência da Caixa Econômica Federal e solicitar um extrato com o carimbo e assinatura da gerência. Assim, o UP consegue baixar o lance do consorciado e contemplado. Após a liberação, o UP Consórcios recebe o valor diretamente da Caixa.

Você também pode fazer o saque do FGTS na modalidade de pagamento de parcelas.

Quando você deseja usar o FGTS somente para pagar mensalidades do consórcio, o saque deverá ser feito de maneira única e o valor debitado será usado em doze parcelas, exceto em casos de contrato com prazo inferior. Nesses casos, o valor pode descontar até 80% do total da prestação.

Caso o participante esteja com as parcelas atrasadas, pode fazer uso do FGTS para pagar uma parte das mensalidades, mas somente em casos de até três parcelas em aberto. É importante ressaltar que só é possível eliminar parte das prestações após a contemplação do consorciado.

Conte com uma administradora para a realização da operação.

Operações como a liquidação, amortização e abatimento de parte das mensalidades do consórcio podem ser realizadas diretamente por uma administradora de consórcio (como o UP) ou com o auxílio de um agente financeiro.

Porém, as operações que envolvem o uso de FGTS na aquisição do imóvel deverão ser intermediadas por um banco que seja agente financeiro do SFH.

Não se esqueça de verificar também se a empresa de consórcio possui autorização do Banco Central e a sua reputação. O UP Consórcios, por exemplo, é uma fintech da Embracon, é 100% digital e simplificado, justamente para você entender com clareza todos os detalhes do seu plano.

Agora que você sabe que pode usar o seu FGTS no seu plano de consórcio para aquisição de um imóvel, aproveite essa oportunidade! Faça uma simulação agora mesmo e lembre-se que, no UP Consórcios, você não paga taxas de administração até a contemplação, além de isenção total na taxa de adesão e fundo reserva.

Últimas Postagens

Entre investir seu dinheiro e adquirir um bem, escolha as duas opções.

Saiba como investir em uma alternativa financeira sem juros e sem taxa de adesão

Descubra como usar seu FGTS no Consórcio de Imóveis

Confira como aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito

Como planejar uma viagem em família?

Confira algumas dicas e planeje-se para viajar tranquilamente com a família

Descubra o Consórcio de Equipamentos

Investir no consórcio é a melhor alternativa para quem precisa de equipamentos.

Cinco mitos e verdades sobre consórcio

Confira as incertezas mais comuns em torno do consórcio e tire suas dúvidas.

Serviços mais contratados pelo consórcio

O UP oferece um consórcio que atende todas as demandas solicitadas.
Próximo
1 / 13