Voltar
10/2019

Está na hora de fazer uma cirurgia plástica?

Tá pensando em fazer uma cirurgia no nariz? Descubra se essa é a hora certa e saiba como se planejar.

A decisão de fazer uma cirurgia plástica é complicada e tem a ver com autoestima e com a forma com que lidamos com nosso próprio corpo. Ou seja, trata-se de uma decisão pessoal.

É importante lembrar que a autoestima pode eliminar problemas relacionados à autoimagem, afastando perigos como a depressão e ajudando na recuperação de algumas doenças.

Embora o Brasil seja o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas em todo o mundo (atrás apenas dos Estados Unidos), nos últimos anos os conselhos regionais de Medicina da maioria dos estados têm instruído profissionais a levarem a sério a profissão.

Para ter uma ideia, o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) divulgou um levantamento preocupante: pouco mais de 90% dos médicos que realizam cirurgias plásticas e procedimentos estéticos não têm a devida especialização para isso. Isso porque é necessário especialização e experiência, além do diploma de Medicina.

Há diversos exemplos no noticiário que falam sobre as consequências de uma cirurgia mal feita. Isso nos leva à primeira das 4 dicas essenciais para fazer uma cirurgia plástica:

1) Pesquise sobre o cirurgião

Além de ter diploma em Medicina, o responsável pela cirurgia plástica no seu corpo precisa ter especialização.

Para isso, verifique se o profissional possui registro na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), que exige pelo menos 2 anos de residência geral e 3 anos de plástica.

Visite o consultório com antecedência e verifique se há pelo menos uma mini-UTI no local, para imprevistos com a operação.

2) Mantenha a ótima saúde

O cirurgião costuma pedir alguns exames sobre a sua saúde, principalmente para saber se a hipertensão e a diabetes estão em dia.

Além do mais, doenças crônicas podem ser um complicador na hora da cirurgia.

Dependendo da cirurgia, é preciso seguir padrões rigorosos de dieta – como acontece com a bariátrica, por exemplo. Por isso reflita bem sobre a necessidade de fazer o procedimento e tire todas as dúvidas possíveis com o cirurgião e com o clínico que costuma frequentar.

3) Cuidado com os remédios

Siga toda e qualquer recomendação do cirurgião escolhido. Medicamentos como aspirina, AAS e alguns anti-inflamatórios podem alterar a coagulação do sangue e atrapalhar o andamento da cirurgia.

Informe ao médico se usa anticoncepcional: dependendo do tratamento que será feito, pode ser que ele recomende que você interrompa o uso por um período determinado.

4) Faça cirurgia com o consórcio

Você sabia que pode muito bem fazer a sua cirurgia plástica por meio do consórcio?

Basta selecionar a categoria de consórcio de serviços e escolher o valor de uma carta de crédito entre R$ 15 mil e R$ 30 mil.

Para o caso de uma cirurgia plástica, verifique com antecedência o valor final antes de efetuar a simulação. Se a cirurgia custar menos que a carta, você pode usar o dinheiro restante para quitar as demais parcelas do consórcio e, assim, evitar qualquer tipo de prejuízo.

Invista na sua autoestima e confira os benefícios de escolher o consórcio para a sua cirurgia plástica. Faça uma simulação e conte com a empresa mais inovadora do segmento.

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

01/2020

Conheça o UP: Consórcio sem taxa de administração

No UP Consórcios a taxa de administração só é cobrada após a contemplação.

10/2019

O que você pode comprar quando faz um UP?

Faz um UP e obtenha crédito justo, sem taxas até a contemplação.

07/2019

Saiba como limpar o nome para comprar bens

Descubra como limpar o nome com passos simples e eficientes.

Está na hora de fazer uma cirurgia plástica?

Está na hora de fazer uma cirurgia plástica?

A decisão de fazer uma cirurgia plástica é complicada e tem a ver com autoestima e com a forma com que lidamos com nosso próprio corpo. Ou seja, trata-se de uma decisão pessoal.

É importante lembrar que a autoestima pode eliminar problemas relacionados à autoimagem, afastando perigos como a depressão e ajudando na recuperação de algumas doenças.

Embora o Brasil seja o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas em todo o mundo (atrás apenas dos Estados Unidos), nos últimos anos os conselhos regionais de Medicina da maioria dos estados têm instruído profissionais a levarem a sério a profissão.

Para ter uma ideia, o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) divulgou um levantamento preocupante: pouco mais de 90% dos médicos que realizam cirurgias plásticas e procedimentos estéticos não têm a devida especialização para isso. Isso porque é necessário especialização e experiência, além do diploma de Medicina.

Há diversos exemplos no noticiário que falam sobre as consequências de uma cirurgia mal feita. Isso nos leva à primeira das 4 dicas essenciais para fazer uma cirurgia plástica:

1) Pesquise sobre o cirurgião

Além de ter diploma em Medicina, o responsável pela cirurgia plástica no seu corpo precisa ter especialização.

Para isso, verifique se o profissional possui registro na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), que exige pelo menos 2 anos de residência geral e 3 anos de plástica.

Visite o consultório com antecedência e verifique se há pelo menos uma mini-UTI no local, para imprevistos com a operação.

2) Mantenha a ótima saúde

O cirurgião costuma pedir alguns exames sobre a sua saúde, principalmente para saber se a hipertensão e a diabetes estão em dia.

Além do mais, doenças crônicas podem ser um complicador na hora da cirurgia.

Dependendo da cirurgia, é preciso seguir padrões rigorosos de dieta – como acontece com a bariátrica, por exemplo. Por isso reflita bem sobre a necessidade de fazer o procedimento e tire todas as dúvidas possíveis com o cirurgião e com o clínico que costuma frequentar.

3) Cuidado com os remédios

Siga toda e qualquer recomendação do cirurgião escolhido. Medicamentos como aspirina, AAS e alguns anti-inflamatórios podem alterar a coagulação do sangue e atrapalhar o andamento da cirurgia.

Informe ao médico se usa anticoncepcional: dependendo do tratamento que será feito, pode ser que ele recomende que você interrompa o uso por um período determinado.

4) Faça cirurgia com o consórcio

Você sabia que pode muito bem fazer a sua cirurgia plástica por meio do consórcio?

Basta selecionar a categoria de consórcio de serviços e escolher o valor de uma carta de crédito entre R$ 15 mil e R$ 30 mil.

Para o caso de uma cirurgia plástica, verifique com antecedência o valor final antes de efetuar a simulação. Se a cirurgia custar menos que a carta, você pode usar o dinheiro restante para quitar as demais parcelas do consórcio e, assim, evitar qualquer tipo de prejuízo.

Invista na sua autoestima e confira os benefícios de escolher o consórcio para a sua cirurgia plástica. Faça uma simulação e conte com a empresa mais inovadora do segmento.

Últimas Postagens

Entenda o que é Alienação Fiduciária no consórcio

Saiba como o recurso traz segurança ao consorciado e à administradora.

É possível mudar o valor da carta de crédito?

Saiba como ajustar a sua carta de crédito, seja para um valor maior ou menor.

Saiba como comprar um terreno com Consórcio de Imóveis

Um terreno possibilita construir um imóvel do jeito que você sempre desejou.

Tire suas dúvidas sobre a oferta de lance no consórcio

Lance é o valor ofertado pelo cliente para aumentar as chances de contemplação.

Aproveite a chegada de um novo ano para mudar seus hábitos financeiros

Poupar parte dos rendimentos é a porta de entrada para uma mudança nas finanças

13º salário: uma porta de entrada para novas conquistas

Aproveite a renda extra para buscar equilíbrio financeiro e novas conquistas
Próximo
1 / 14