WhatsUP - UP Consórcios
03/2022

Preciso deixar o grupo de consórcio, como fazer agora?

Preciso deixar o grupo de consórcio, como fazer agora?

Antes de decidir entrar no consórcio, é preciso conhecer bem as regras que envolvem seu plano. Ao entrar para um grupo, você certamente escolheu um plano com parcelas ideais para o seu bolso, certo?

Contudo, mesmo depois de tomar a melhor decisão, podem acontecer imprevistos que te levem a abandonar o grupo de consórcio, no caso, antes de ter sido contemplado. O grande problema é que há consequências para esse tipo de situação, além do principal problema:  o fato de você não alcançar o seu objetivo final, aquele que te fez entrar no consórcio. 

Preciso deixar o grupo de consórcio, como proceder?

Pois bem, vamos supor que você precise sair do grupo do consórcio. A melhor decisão é não abandoná-lo deixando de pagar as parcelas. Isso porque, de início, isso será considerado inadimplência, dessa forma, essa será a situação até completar o prazo máximo de inadimplência estipulada em contrato. Após esse período, você será excluído do grupo.

Ao se tornar um participante inadimplente, será impossível participar dos sorteios, assim como ofertar lances, ou seja, você não terá a oportunidade de ser contemplado. Na prática, isso significa estar distante de comprar o imóvel ou carro que tanto deseja.

Ao ser excluído do grupo, você continuará participando dos sorteios para receber o valor pago referente ao fundo comum, nesse quesito, será descontada multa por quebra de contrato, de acordo com as regras do seu contrato, que variam em cada administradora. 

Atraso de parcelas do consórcio. E agora?!

Se você está com parcelas atrasadas de consórcio, o primeiro passo é entrar em contato com o UP para negociar as parcelas atrasadas.

Importante: caso o atraso seja superior a 2 meses, o participante corre o risco de ser excluído do grupo, além disso, também é acrescentado juros e multa de acordo com seu contrato. E mais, algumas penalizações entram em jogo, afinal, outras pessoas são afetadas com o atraso do pagamento das parcelas do consórcio. 

Abandonar o grupo de consórcio após contemplação

Caso você tenha sido contemplado e não utilize o crédito, contudo, deixou de pagar as parcelas do consórcio já pretendendo deixar o consórcio, sua contemplação poderá ser cancelada. Nessa situação, as consequências passam a ser as mesmas de um participante que não foi contemplado. Primeiro, você será considerado inadimplente e depois será excluído do grupo.

Se você foi contemplado e utilizou a carta de crédito para adquirir o bem ou serviço, não será possível deixar o consórcio. Aqui, as garantias serão executadas e o bem será apreendido, após isso, será vendido para cobrir o saldo devedor e outras despesas.

preciso-deixar-o-grupo-de-consorcio-como-fazer-agora

Transferência de consórcio

Realmente não vai dar para levar a frente o consórcio, pelo menos no momento? 

Após ter entrado em contato com o UP, você também pode fazer a transferência de consórcio. Nessa transação, é possível negociar com o interessado o pagamento do valor já pago por você, podendo transferir o contrato de cota contemplada ou não contemplada, desde que tenha sido firmado em contrato as decisões, ficando o consorciado sujeito ao pagamento de taxa.

Afinal, como fazer a transferência de consórcio?

Agora que você já sabe quais são os quesitos para se atentar para que a transferência de consórcio seja possível, é necessário solicitar à administradora o termo de transferência padrão da empresa e preenchê-lo com os dados da cota de consórcio, do cedente e do cessionário do contrato em questão.

Se tratando do termo de transferência devem ser anexados os documentos do vendedor e do comprador, que são exigidos pela administradora e que podem variar de acordo com a situação atual do consórcio. Tendo esses documentos em mãos, é a hora de assinar o termo de transferência de consórcio que será apresentado à administradora, após as firmas reconhecidas.

Depois de apresentar os documentos, a administradora irá fazer a análise do cadastro do comprador. A transferência de consórcio será efetivada com a aprovação desse cadastro e o pagamento da taxa de transferência

Importante: o valor dessa taxa irá variar de administradora para administradora, e é importante que seja verificado junto à empresa.

Principais cuidados com Transferência de Consórcio

A transferência de consórcio é uma maneira eficiente de evitar prejuízos por falta de pagamento de parcelas, além disso, permite que o consorciado faça um dinheiro rápido, o que é bastante vantajoso naqueles momentos em que o orçamento aperta..

Porém, é essencial que esse tipo de transação aconteça seguindo as regras estabelecidas pela administradora de consórcio, assim você evitará quaisquer problemas futuros.
Mas antes de sair por aí oferecendo a cota de consórcio, é preciso conhecer com profundidade tudo o que diz o contrato de adesão sobre o processo de transferência de consórcio. Afinal, somente assim será possível iniciar um processo seguro.

Por outro lado, tenha em mente que o contrato assinado entre as partes só deve existir para assegurar as questões relativas à transferência de consórcio. Não se esqueçam daquele velho conhecido “contrato de gaveta”, que não oferece segurança ou garantia de que a transação tenha sido efetivada, já que ela precisa ocorrer com a anuência da administradora.

O que isso significa?

Um contrato de gaveta não necessariamente quer dizer que o consorciado original deixou de ter obrigações junto à administradora. Nesse sentido, se o comprador não mantiver os pagamentos em dia, todas as penalidades por atrasos e por inadimplência irão se sobressair sobre o consorciado original, aquele que ainda estará registrado na administradora como responsável pela cota do consórcio.

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado e excelentes oportunidades de investimentos para você. Faça uma simulação.


Outras matérias relacionadas

03/2022

Consórcio seguro: como funciona o crédito de consórcio?

Consórcio seguro: como funciona o crédito de consórcio? Tire essa e outras dúvidas sobre o consórcio, a melhor forma de conquistar seu objetivo!

03/2022

O que é carta contemplada no consórcio?

Entenda o que é Carta Contemplada no Consórcio e a aquisição do seu bem.

03/2022

5 Dicas para não errar na hora de comprar carro zero!

Decidir comprar um carro vem junto com a vontade de não cair em nenhuma furada, certo? A busca é sempre pelo carro ideal por um preço justo.

Preciso deixar o grupo de consórcio, como fazer agora?

Preciso deixar o grupo de consórcio, como fazer agora?

Antes de decidir entrar no consórcio, é preciso conhecer bem as regras que envolvem seu plano. Ao entrar para um grupo, você certamente escolheu um plano com parcelas ideais para o seu bolso, certo?

Contudo, mesmo depois de tomar a melhor decisão, podem acontecer imprevistos que te levem a abandonar o grupo de consórcio, no caso, antes de ter sido contemplado. O grande problema é que há consequências para esse tipo de situação, além do principal problema:  o fato de você não alcançar o seu objetivo final, aquele que te fez entrar no consórcio. 

Preciso deixar o grupo de consórcio, como proceder?

Pois bem, vamos supor que você precise sair do grupo do consórcio. A melhor decisão é não abandoná-lo deixando de pagar as parcelas. Isso porque, de início, isso será considerado inadimplência, dessa forma, essa será a situação até completar o prazo máximo de inadimplência estipulada em contrato. Após esse período, você será excluído do grupo.

Ao se tornar um participante inadimplente, será impossível participar dos sorteios, assim como ofertar lances, ou seja, você não terá a oportunidade de ser contemplado. Na prática, isso significa estar distante de comprar o imóvel ou carro que tanto deseja.

Ao ser excluído do grupo, você continuará participando dos sorteios para receber o valor pago referente ao fundo comum, nesse quesito, será descontada multa por quebra de contrato, de acordo com as regras do seu contrato, que variam em cada administradora. 

Atraso de parcelas do consórcio. E agora?!

Se você está com parcelas atrasadas de consórcio, o primeiro passo é entrar em contato com o UP para negociar as parcelas atrasadas.

Importante: caso o atraso seja superior a 2 meses, o participante corre o risco de ser excluído do grupo, além disso, também é acrescentado juros e multa de acordo com seu contrato. E mais, algumas penalizações entram em jogo, afinal, outras pessoas são afetadas com o atraso do pagamento das parcelas do consórcio. 

Abandonar o grupo de consórcio após contemplação

Caso você tenha sido contemplado e não utilize o crédito, contudo, deixou de pagar as parcelas do consórcio já pretendendo deixar o consórcio, sua contemplação poderá ser cancelada. Nessa situação, as consequências passam a ser as mesmas de um participante que não foi contemplado. Primeiro, você será considerado inadimplente e depois será excluído do grupo.

Se você foi contemplado e utilizou a carta de crédito para adquirir o bem ou serviço, não será possível deixar o consórcio. Aqui, as garantias serão executadas e o bem será apreendido, após isso, será vendido para cobrir o saldo devedor e outras despesas.

preciso-deixar-o-grupo-de-consorcio-como-fazer-agora

Transferência de consórcio

Realmente não vai dar para levar a frente o consórcio, pelo menos no momento? 

Após ter entrado em contato com o UP, você também pode fazer a transferência de consórcio. Nessa transação, é possível negociar com o interessado o pagamento do valor já pago por você, podendo transferir o contrato de cota contemplada ou não contemplada, desde que tenha sido firmado em contrato as decisões, ficando o consorciado sujeito ao pagamento de taxa.

Afinal, como fazer a transferência de consórcio?

Agora que você já sabe quais são os quesitos para se atentar para que a transferência de consórcio seja possível, é necessário solicitar à administradora o termo de transferência padrão da empresa e preenchê-lo com os dados da cota de consórcio, do cedente e do cessionário do contrato em questão.

Se tratando do termo de transferência devem ser anexados os documentos do vendedor e do comprador, que são exigidos pela administradora e que podem variar de acordo com a situação atual do consórcio. Tendo esses documentos em mãos, é a hora de assinar o termo de transferência de consórcio que será apresentado à administradora, após as firmas reconhecidas.

Depois de apresentar os documentos, a administradora irá fazer a análise do cadastro do comprador. A transferência de consórcio será efetivada com a aprovação desse cadastro e o pagamento da taxa de transferência

Importante: o valor dessa taxa irá variar de administradora para administradora, e é importante que seja verificado junto à empresa.

Principais cuidados com Transferência de Consórcio

A transferência de consórcio é uma maneira eficiente de evitar prejuízos por falta de pagamento de parcelas, além disso, permite que o consorciado faça um dinheiro rápido, o que é bastante vantajoso naqueles momentos em que o orçamento aperta..

Porém, é essencial que esse tipo de transação aconteça seguindo as regras estabelecidas pela administradora de consórcio, assim você evitará quaisquer problemas futuros.
Mas antes de sair por aí oferecendo a cota de consórcio, é preciso conhecer com profundidade tudo o que diz o contrato de adesão sobre o processo de transferência de consórcio. Afinal, somente assim será possível iniciar um processo seguro.

Por outro lado, tenha em mente que o contrato assinado entre as partes só deve existir para assegurar as questões relativas à transferência de consórcio. Não se esqueçam daquele velho conhecido “contrato de gaveta”, que não oferece segurança ou garantia de que a transação tenha sido efetivada, já que ela precisa ocorrer com a anuência da administradora.

O que isso significa?

Um contrato de gaveta não necessariamente quer dizer que o consorciado original deixou de ter obrigações junto à administradora. Nesse sentido, se o comprador não mantiver os pagamentos em dia, todas as penalidades por atrasos e por inadimplência irão se sobressair sobre o consorciado original, aquele que ainda estará registrado na administradora como responsável pela cota do consórcio.

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado e excelentes oportunidades de investimentos para você. Faça uma simulação.


Últimas Postagens

Dicas para investir em imóveis através do consórcio

A seguir, você vai conferir resumidamente 4 dicas úteis para quem busca investir em imóveis por meio de um consórcio. Leia o artigo completo e saiba mais!

Existe prazo de recompra após a contemplação?

Foi contemplado e quer saber se existe prazo de recompra da sua carta de crédito? Então fique ligado, que aqui você vai tirar todas as dúvidas sobre o assunto.

Consigo fazer reativação da cota excluída?

Quer saber como fazer a reativação da cota excluída, mas não sabe como? Leia o artigo completo que preparamos para você e faça sua ativação - Infracommerce

Como funciona o consórcio de terreno?

Em um consórcio de terreno, um grupo de pessoas se reúne para alcançar o objetivo em comum. Quer saber como funciona? Continue a leitura que preparamos!

Use o FGTS para comprar seu carro

Quer saber como usar seu FGTS para comprar seu carro? Então leia este artigo que preparamos para você, tire suas dúvidas e conquiste a compra do seu automóvel.

Motivos que comprovam que o UP é o melhor consórcio nacional

Não perca mais tempo e conquiste seus objetivos com o melhor consórcio nacional, o UP! Quer saber os motivos? Então, continue lendo e comprove!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis