Voltar
01/2020

Entenda o que é Alienação Fiduciária no consórcio

A Alienação Fiduciária, de forma direta e resumida, funciona como uma garantia, para o consorciado e para a administradora.

Quando entramos em um consórcio, somos introduzidos em um grupo de pessoas que querem conquistar um objetivo semelhante ao nosso. Através disso e com a contribuição de cada um, o fundo coletivo que se formou é o responsável para que todos consigam ser contemplados com o passar do tempo, de forma igual para todos. Para isso ocorrer, algumas medidas são tomadas para garantir o bom andamento do consórcio e que ninguém se prejudique pela falha de outro membro.

Por exemplo, o próprio grupo de consórcio conta com uma margem de segurança nos valores, como um seguro interno, que assegura o bom andamento do grupo caso, por algum motivo, alguns membros atrasem os pagamentos das parcelas.

Outra medida que é benéfica em diversos casos é quando o próprio consorciado opta por fazer um seguro, disponível na hora de compra da cota, pois isso garante que em situações de imprevisto, o membro não irá atrasar os seus pagamentos e consequentemente prejudicar o grupo de alguma forma.

Segurança da Alienação Fiduciária no Consórcio

Mesmo se precavendo e tomando tais medidas de segurança, imprevistos acontecem e para isso é necessário estar preparado para garantir o bom funcionamento das cotas presentes no grupo. Por este motivo, ao ser contemplado, a administradora do consórcio fica com a posse indireta do bem/serviço.

Ou seja, se ao decorrer do contrato o consorciado não cumprir com os pagamentos das parcelas restantes após sua contemplação a propriedade é consolidada como patrimônio da administradora, que pode usar diversos recursos para recuperar tal investimento, como promover a venda do bem ou carta de crédito, já que está autorizada a se apropriar do valor correspondente ao plano contratado.

Afinal, de quem é o bem?

Não é tão complicado quanto pode soar. Após a contemplação, o bem – ou em diversos casos, a carta de crédito – é do consorciado, que pode usufruir do mesmo imediatamente. A alienação fiduciária, de forma direta e resumida, funciona como uma garantia.

O consorciado, após receber a sua carta de crédito, usufrui do bem como bem quiser e assim que todas as suas parcelas forem quitadas, a alienação deixa de existir e o bem passar a ser único e exclusivo do consorciado.

Conheça mais sobre a Recompra Garantida UP Consórcios!

Todo Consórcio é livre de taxas?

Apesar de trabalhar com bens alienados, nem todo consórcio é necessariamente econômico e livres de cobranças adicionais.

O UP Consórcios por exemplo, se destaca entre as demais empresas do ramo justamente por reduzir estes custos ao máximo: não existe taxa de adesão e de fundo de reserva, a taxa de administração é cobrada apenas após a contemplação, e não existem nenhum juro ou cobrança adicional que possam encarecer a sua parcela.

Inclusive, até mesmo o seguro, que foi citado anteriormente, aqui é ofertado de forma opcional, afinal, transparência é um dos pilares do relacionamento que temos com você.

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

03/2020

Qual o melhor consórcio de veículos para jovens

Se você está pensando em comprar um carro, mas está com dúvidas sobre como proceder, clique aqui e saiba qual o melhor consórcio de veículos para jovens!

03/2020

Está na hora de fazer uma cirurgia plástica?

Descubra a hora certa para fazer uma cirurgia plástica e saiba como planejar.

03/2020

Como funciona a Assembleia de Consórcio

Neste artigo vamos te mostrar como funciona a assembleia de consórcio. Finalizaremos este conteúdo esclarecendo como funciona a assembleia do UP. Confira!

Entenda o que é Alienação Fiduciária no consórcio

Entenda o que é Alienação Fiduciária no consórcio

Quando entramos em um consórcio, somos introduzidos em um grupo de pessoas que querem conquistar um objetivo semelhante ao nosso. Através disso e com a contribuição de cada um, o fundo coletivo que se formou é o responsável para que todos consigam ser contemplados com o passar do tempo, de forma igual para todos. Para isso ocorrer, algumas medidas são tomadas para garantir o bom andamento do consórcio e que ninguém se prejudique pela falha de outro membro.

Por exemplo, o próprio grupo de consórcio conta com uma margem de segurança nos valores, como um seguro interno, que assegura o bom andamento do grupo caso, por algum motivo, alguns membros atrasem os pagamentos das parcelas.

Outra medida que é benéfica em diversos casos é quando o próprio consorciado opta por fazer um seguro, disponível na hora de compra da cota, pois isso garante que em situações de imprevisto, o membro não irá atrasar os seus pagamentos e consequentemente prejudicar o grupo de alguma forma.

Segurança da Alienação Fiduciária no Consórcio

Mesmo se precavendo e tomando tais medidas de segurança, imprevistos acontecem e para isso é necessário estar preparado para garantir o bom funcionamento das cotas presentes no grupo. Por este motivo, ao ser contemplado, a administradora do consórcio fica com a posse indireta do bem/serviço.

Ou seja, se ao decorrer do contrato o consorciado não cumprir com os pagamentos das parcelas restantes após sua contemplação a propriedade é consolidada como patrimônio da administradora, que pode usar diversos recursos para recuperar tal investimento, como promover a venda do bem ou carta de crédito, já que está autorizada a se apropriar do valor correspondente ao plano contratado.

Afinal, de quem é o bem?

Não é tão complicado quanto pode soar. Após a contemplação, o bem – ou em diversos casos, a carta de crédito – é do consorciado, que pode usufruir do mesmo imediatamente. A alienação fiduciária, de forma direta e resumida, funciona como uma garantia.

O consorciado, após receber a sua carta de crédito, usufrui do bem como bem quiser e assim que todas as suas parcelas forem quitadas, a alienação deixa de existir e o bem passar a ser único e exclusivo do consorciado.

Conheça mais sobre a Recompra Garantida UP Consórcios!

Todo Consórcio é livre de taxas?

Apesar de trabalhar com bens alienados, nem todo consórcio é necessariamente econômico e livres de cobranças adicionais.

O UP Consórcios por exemplo, se destaca entre as demais empresas do ramo justamente por reduzir estes custos ao máximo: não existe taxa de adesão e de fundo de reserva, a taxa de administração é cobrada apenas após a contemplação, e não existem nenhum juro ou cobrança adicional que possam encarecer a sua parcela.

Inclusive, até mesmo o seguro, que foi citado anteriormente, aqui é ofertado de forma opcional, afinal, transparência é um dos pilares do relacionamento que temos com você.

Últimas Postagens

O que é uma Assembleia de Consórcio

Você sabe o que é uma Assembleia de Consórcio? É o momento mais esperado para aqueles que participam de um consórcio. Acesse nossa postagem e saiba mais!

Reforma sem dor de cabeça: dicas para escolher um bom prestador de serviços

Quando o assunto é reforma, sempre surgem vários pensamentos negativos, não é? Confira nossa postagem e saiba como programar uma reforma sem dor de cabeça!

Como fazer Consórcio de Dinheiro

O Consórcio de Dinheiro funciona basicamente da mesma forma que o de um automóvel ou imóvel, por exemplo. Confira nossa postagem e saiba mais!

Como ganhar dinheiro com consórcio?

Neste artigo vamos te mostrar como conseguir ganhar dinheiro com consórcio de diferentes maneiras. Acesse e saiba mais sobre esse investimento versátil!

Entenda como funciona o Consórcio de Motos

Consórcio ou Financiamento: Qual a melhor opção para você comprar sua moto? Acesse nosso conteúdo e saiba como funciona o Consórcio de Moto e seus benefícios!

Qual o melhor consórcio de veículos para jovens

Se você está pensando em comprar um carro, mas está com dúvidas sobre como proceder, clique aqui e saiba qual o melhor consórcio de veículos para jovens!
Próximo
1 / 21