WhatsUP - UP Consórcios
03/2022

Dicas [[[gratuitas]]] de Educação Financeira

Dicas [[[gratuitas]]] de Educação Financeira

A crise econômica que estamos passando não vem sendo fácil pra ninguém. Por isso, todos têm se sentido um pouco ansiosos. E a melhor maneira de lidar com tantas contas é encarar o problema de frente, a partir da educação financeira

Para que seja possível controlar nossas despesas sem o susto de todo mês, e ainda   conseguir fazer aquela reserva de emergência! Além de aproveitar e entender o melhor momento ou qual modelo que vale a pena investir.  Não subestimem a educação financeira, ela é a ferramenta fundamental para alcançar qualquer seus objetivos, seja de uma vida sossegada ou de planos ousados, ela é a base do seu sucesso.

O que realmente é educação financeira?

É muito raro encontrar um brasileiro que desde de criança tenha tido noções básicas educação financeira. Essa falha tem que  ser superada pela nossa geração. Antes tarde do que nunca, não é mesmo? Geralmente não temos o conceito de educação financeira bem definido. Não é sobre aprender a cortar gastos, economizar e juntar dinheiro. A educação financeira é feita para você se conhecer, identificar quais são suas prioridades e manter suas finanças equilibradas e alcançar seus objetivos durante toda a vida.  Elaboramos as dicas mais valiosas da educação financeira para vocês alcançarem seus objetivos! 

dicas-gratuitas-de-educacao-financeira

1. Saber realmente quanto se ganha

O primeiro passo para organizar sua vida financeira e conquistar mais qualidade de vida é definir e controlar todos os gastos. Defina seu orçamento mensal, quanto você realmente ganha? Parece  básico, mas grande parte das pessoas não têm definido o quanto ganha e muito menos o quanto gasta. O primeiro passo é, portanto, definir exatamente qual quantidade de dinheiro que entra.

2. Conheça seus gastos

O objetivo é viver com menos dinheiro do que se ganha. A regra básica da educação financeira diz que do seu salário deve-se destinar 50% para gastos fixos (aluguel, conta de luz, água…), 30% para gastos variáveis (lazer, por exemplo), 20% para investir nos seus sonhos. Se seus gastos fixos superam seu salário é hora de parar e rever seu padrão de consumo; se seus gastos variáveis são altos reveja seus hábitos. 

3. Elabore um orçamento doméstico

Seguindo à risca as duas primeiras e principais dicas de educação, sabendo exatamente o quanto se ganha e o quanto se gasta, financeira é hora de elaborar o orçamento doméstico (anotação ou planilhas para controle). 

  • Tenha um caderno ou app  e anote todos os gastos e despesas diariamente; 
  • Coloque o vencimento de todas as contas para depois do dia do seu pagamento; 
  • Pague as contas em dia, assim você vai se livrar de multas e os juros; 
  • Gaste somente o que ganha. Entretanto, nunca comprometa 100% da sua renda; 
  • Faça listas com todos os itens que precisa antes de comprá-los, seja no supermercado ou no shopping. Planeje, reflita e decida, afinal, é muito difícil ganhar dinheiro para gastar com produtos desnecessários.; 

5. Evite fazer compras quando estiver estressado, ansioso, cansado ou com fome

Cada pessoa possui uma maneira própria de consumir e organizar o seu dinheiro. Enquanto alguns têm facilidade para poupar, outros sempre cedem às compras por impulso e ficam no vermelho antes mesmo do mês acabar. Para montar um bom planejamento financeiro pessoal, é necessário compreender a forma como você lida com o dinheiro e como funcionam suas finanças pessoais. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas? São questões importantes neste momento. 

6. Reserve 5% da sua renda para investir em você mesmo. 

Isso é muito importante. Aprender a se recompensar, a ter um ritual de merecimento e autoconhecimento é uma das melhores coisas que a educação financeira te beneficiará. Identifique o que te faz feliz, as pequenas coisas que trazem felicidade e invista 5% do que vc ganha com ela todos os meses, sem falta! 

8. O barato sai caro: compare preços antes de comprar

Sempre compare os preços antes de fazer uma compra. com isso  é capaz de evitar desperdício de dinheiro pagando caro por algo, além de evitar as aquisições por impulso. Com a Internet, a tarefa fica muito mais fácil. Basta colocar o produto ou serviço que deseja comprar e ver os melhores preços disponíveis. Fique atento também à reputação da loja. Afinal, não adianta pagar mais barato e comprar em uma empresa que não é confiável.

7. Defina seus objetivos financeiros

Após entender suas finanças, é o momento de definir seus objetivos financeiros. Nesta hora, é essencial ser realista. Não adianta estipular o objetivo de juntar R$ 100 mil em um ano se seu salário é de R$ 1 mil, certo? Procure pensar em algo possível de ser alcançado e desmembre o objetivo em metas de curto prazo. Se você quiser formar uma reserva de emergência de R$ 1,2 mil ao final de um ano, comece com a meta de juntar R$ 100 por mês.

9. Os segredos de poupar dinheiro

Aprender a poupar dinheiro começa por ter em mente um objetivo muito simples: você precisa gastar menos do que ganha. Pode parecer muito óbvio, mas muitos não conseguem atingir este objetivo dentro de um planejamento financeiro e se perdem no meio do caminho. Resultado: ficam sempre no vermelho e precisam recorrer a empréstimos e afins para cobrir os rombos na conta. Aprender a poupar dinheiro exige avaliar as despesas de maneira objetiva, ter metas realistas e, sobretudo, determinação e persistência para mudar hábitos e economizar um pouco a cada mês até atingir seus objetivos financeiros.

10. Aprenda a investir dinheiro

Depois de aprender a poupar o seu dinheiro, é o momento de saber como investir o dinheiro que sobrou. Primeiro, entenda o seu perfil de investidor (conservador, ousado, moderado) e a quantia que tem disponível para investimento. Alinhe estas informações com seus objetivos financeiros e busque investimentos que sejam adequados à sua própria equação. Quem quer ter dinheiro para a aposentadoria pode preferir investimentos de longo prazo. Quem tem pavor de perder dinheiro (eu mesma) pode não se dar bem em um investimento mais arriscado como o mercado de ações, por exemplo.

Para concluir, consórcio é um investimento mais que seguro, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital em mãos e busca aumentar seu patrimônio a custos baixos. 

Com o UP Consórcios é possível adquirir bens (carros e imóveis) e serviços (festas, viagens, cursos, reformas, estética, entre outros), com planos de 9 a 180 parcelas. A fintech é administrada pela Embracon, que é fiscalizada e regulamentada pelo Banco Central. 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre


Outras matérias relacionadas

03/2022

Precisa ter qual índice de score no consórcio?

O consórcio é tão justo que é possível entrar nele, em busca das suas conquistas, sem precisar se preocupar com a situação do seu score. Saiba mais!

05/2022

O que você precisa saber para contratar uma administradora de consórcio

Neste artigo falaremos um pouco sobre como contratar uma administradora de consórcio e qual a sua importância na hora de fazer a contratação do seu consórcio.

03/2022

O que é consórcio de carros? Entenda como comprar um carro vai facilitar seu dia-a-dia

O que é consórcio de carros? Acesse nossa postagem e entenda como comprar um carro vai facilitar seu dia-a-dia!

Dicas [[[gratuitas]]] de Educação Financeira

Dicas [[[gratuitas]]] de Educação Financeira

A crise econômica que estamos passando não vem sendo fácil pra ninguém. Por isso, todos têm se sentido um pouco ansiosos. E a melhor maneira de lidar com tantas contas é encarar o problema de frente, a partir da educação financeira

Para que seja possível controlar nossas despesas sem o susto de todo mês, e ainda   conseguir fazer aquela reserva de emergência! Além de aproveitar e entender o melhor momento ou qual modelo que vale a pena investir.  Não subestimem a educação financeira, ela é a ferramenta fundamental para alcançar qualquer seus objetivos, seja de uma vida sossegada ou de planos ousados, ela é a base do seu sucesso.

O que realmente é educação financeira?

É muito raro encontrar um brasileiro que desde de criança tenha tido noções básicas educação financeira. Essa falha tem que  ser superada pela nossa geração. Antes tarde do que nunca, não é mesmo? Geralmente não temos o conceito de educação financeira bem definido. Não é sobre aprender a cortar gastos, economizar e juntar dinheiro. A educação financeira é feita para você se conhecer, identificar quais são suas prioridades e manter suas finanças equilibradas e alcançar seus objetivos durante toda a vida.  Elaboramos as dicas mais valiosas da educação financeira para vocês alcançarem seus objetivos! 

dicas-gratuitas-de-educacao-financeira

1. Saber realmente quanto se ganha

O primeiro passo para organizar sua vida financeira e conquistar mais qualidade de vida é definir e controlar todos os gastos. Defina seu orçamento mensal, quanto você realmente ganha? Parece  básico, mas grande parte das pessoas não têm definido o quanto ganha e muito menos o quanto gasta. O primeiro passo é, portanto, definir exatamente qual quantidade de dinheiro que entra.

2. Conheça seus gastos

O objetivo é viver com menos dinheiro do que se ganha. A regra básica da educação financeira diz que do seu salário deve-se destinar 50% para gastos fixos (aluguel, conta de luz, água…), 30% para gastos variáveis (lazer, por exemplo), 20% para investir nos seus sonhos. Se seus gastos fixos superam seu salário é hora de parar e rever seu padrão de consumo; se seus gastos variáveis são altos reveja seus hábitos. 

3. Elabore um orçamento doméstico

Seguindo à risca as duas primeiras e principais dicas de educação, sabendo exatamente o quanto se ganha e o quanto se gasta, financeira é hora de elaborar o orçamento doméstico (anotação ou planilhas para controle). 

  • Tenha um caderno ou app  e anote todos os gastos e despesas diariamente; 
  • Coloque o vencimento de todas as contas para depois do dia do seu pagamento; 
  • Pague as contas em dia, assim você vai se livrar de multas e os juros; 
  • Gaste somente o que ganha. Entretanto, nunca comprometa 100% da sua renda; 
  • Faça listas com todos os itens que precisa antes de comprá-los, seja no supermercado ou no shopping. Planeje, reflita e decida, afinal, é muito difícil ganhar dinheiro para gastar com produtos desnecessários.; 

5. Evite fazer compras quando estiver estressado, ansioso, cansado ou com fome

Cada pessoa possui uma maneira própria de consumir e organizar o seu dinheiro. Enquanto alguns têm facilidade para poupar, outros sempre cedem às compras por impulso e ficam no vermelho antes mesmo do mês acabar. Para montar um bom planejamento financeiro pessoal, é necessário compreender a forma como você lida com o dinheiro e como funcionam suas finanças pessoais. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas? São questões importantes neste momento. 

6. Reserve 5% da sua renda para investir em você mesmo. 

Isso é muito importante. Aprender a se recompensar, a ter um ritual de merecimento e autoconhecimento é uma das melhores coisas que a educação financeira te beneficiará. Identifique o que te faz feliz, as pequenas coisas que trazem felicidade e invista 5% do que vc ganha com ela todos os meses, sem falta! 

8. O barato sai caro: compare preços antes de comprar

Sempre compare os preços antes de fazer uma compra. com isso  é capaz de evitar desperdício de dinheiro pagando caro por algo, além de evitar as aquisições por impulso. Com a Internet, a tarefa fica muito mais fácil. Basta colocar o produto ou serviço que deseja comprar e ver os melhores preços disponíveis. Fique atento também à reputação da loja. Afinal, não adianta pagar mais barato e comprar em uma empresa que não é confiável.

7. Defina seus objetivos financeiros

Após entender suas finanças, é o momento de definir seus objetivos financeiros. Nesta hora, é essencial ser realista. Não adianta estipular o objetivo de juntar R$ 100 mil em um ano se seu salário é de R$ 1 mil, certo? Procure pensar em algo possível de ser alcançado e desmembre o objetivo em metas de curto prazo. Se você quiser formar uma reserva de emergência de R$ 1,2 mil ao final de um ano, comece com a meta de juntar R$ 100 por mês.

9. Os segredos de poupar dinheiro

Aprender a poupar dinheiro começa por ter em mente um objetivo muito simples: você precisa gastar menos do que ganha. Pode parecer muito óbvio, mas muitos não conseguem atingir este objetivo dentro de um planejamento financeiro e se perdem no meio do caminho. Resultado: ficam sempre no vermelho e precisam recorrer a empréstimos e afins para cobrir os rombos na conta. Aprender a poupar dinheiro exige avaliar as despesas de maneira objetiva, ter metas realistas e, sobretudo, determinação e persistência para mudar hábitos e economizar um pouco a cada mês até atingir seus objetivos financeiros.

10. Aprenda a investir dinheiro

Depois de aprender a poupar o seu dinheiro, é o momento de saber como investir o dinheiro que sobrou. Primeiro, entenda o seu perfil de investidor (conservador, ousado, moderado) e a quantia que tem disponível para investimento. Alinhe estas informações com seus objetivos financeiros e busque investimentos que sejam adequados à sua própria equação. Quem quer ter dinheiro para a aposentadoria pode preferir investimentos de longo prazo. Quem tem pavor de perder dinheiro (eu mesma) pode não se dar bem em um investimento mais arriscado como o mercado de ações, por exemplo.

Para concluir, consórcio é um investimento mais que seguro, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital em mãos e busca aumentar seu patrimônio a custos baixos. 

Com o UP Consórcios é possível adquirir bens (carros e imóveis) e serviços (festas, viagens, cursos, reformas, estética, entre outros), com planos de 9 a 180 parcelas. A fintech é administrada pela Embracon, que é fiscalizada e regulamentada pelo Banco Central. 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre


Últimas Postagens

Tabela de consórcio: o que é e como funciona?

A tabela de consórcio é um documento que contém todas as informações sobre valores de união. Essa é uma informação básica e você deve ficar atento a ela!

Consórcio de Van para quem quer empreender

Já pensou em um consórcio de van para abrir seu próprio negócio? Nos acompanhe na leitura e veja os benefícios deste investimento. Boa leitura!

Rendimento melhor que poupança

Quer investir seu dinheiro, mas em algo com um rendimento melhor que poupança? Nos acompanhe na leitura que preparamos e descubra as vantagens do consórcio.

Invista em Consorcios no pós pandemia

Invista em consórcio! Confira, neste artigo, os benefícios desta modalidade de investimento, mesmo em meio a crise deixada pela pandemia. Saiba mais!

No UP Consórcios o que importa é a experiência do cliente

Tornar a experiência do cliente positiva não é tarefa fácil. Muitas vezes envolve uma mudança de perspectiva, estratégia, cultura e liderança da empresa.

Meu Consórcio Digital é UP!

Sabe aquela satisfação em afirmar "meu consórcio é UP"? Se você não sabe, é porque ainda não contratou nossos serviços. Leia e saiba como funciona!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis