WhatsUP - UP Consórcios
04/2022

Investimento imobiliário em São Paulo

Investimento imobiliário em São Paulo

Neste artigo que preparamos, você verá como funciona o investimento imobiliário em São Paulo. Tire suas dúvidas antes de tomar qualquer decisão importante!

Neste artigo que preparamos, você verá como funciona o investimento imobiliário em São Paulo. Tire suas dúvidas antes de tomar qualquer decisão importante!

Um dos mantras do mercado imobiliário é que a localização importa mais do que qualquer outra coisa. O bairro, a rua e geralmente o quarteirão onde o imóvel está localizado determinam seu preço – e, para quem quer investir comprando e alugando, o retorno do investimento.

Mas o que levar em conta antes de escolher o melhor bairro para investir em imóvel para investir? Nós, do UP Consórcios, queremos te ajudar a investir em São Paulo!

Confira o conteúdo do manual do Investimento Imobiliário correto, assim será possível tomar a melhor decisão. Leve em consideração a distância entre o preço do aluguel e a soma entre IPTU e condomínio.

A razão é fácil de entender: para o inquilino, o custo de moradia inclui as três despesas. Assim, quanto menores forem os valores de IPTU e condomínio, maior é o espaço para cobrar mais na locação.

Investimento imobiliário em São Paulo

Investimento imobiliário em São Paulo: dicas para investir com segurança

Para começar, se tratando de investimento imobiliário em São Paulo, é necessário estar atento a boa gestão do edifício e condições nas imediações.

De acordo com o levantamento, os dez melhores bairros de São Paulo em termos de retorno financeiro para os investidores são: Cidade Jardim, Vila Nova Conceição, Vila Olímpia, Vila Cruzeiro, Cidade Monções, Brooklin, Vila Gertrudes, Granja Julieta, Barra Funda e Água Branca.

Em geral, esses bairros são bem servidos de transporte público, próximos a comércios e empresas, e apresentam um bom índice de segurança em relação à média da cidade.

Do outro lado estão Vila Andrade, Vila Mascote, Santana, Morumbi, Vila Gumercindo, Vila Suzana, Jardim Ampliação e Real Parque, que são as comunidades com menor retorno aos investidores por serem comunidades remotas, com infraestrutura de transporte precária e preocupações com segurança.

Agora, que comprar imóvel e investir com segurança? Confira as nossas dicas abaixo!

1. Quantos quartos estão disponíveis no imóvel?

Se você tem planos de aumentar sua família, ou mesmo, deixar em aberto a possibilidade de ter um quarto para hóspedes e afins, a melhor alternativa é conferir bem o número de quartos do imóvel que irá comprar. 

Lembre-se de por mais que as novas gerações estejam optando por constituir famílias cada vez menores: um, ou, no máximo, dois filhos, comprar um imóvel significa fazer um grande investimento, por isso é tão importante planejar sua compra.  

Fato é que, realmente, as pessoas têm optado por constituir famílias menores. Um efeito sintomático disso é que os imóveis em São Paulo mais procurados, por exemplo, são os de até dois dormitórios. Por isso, vale a pena a pesquisa. 

2. Avalie o investimento imobiliário em São Paulo por metros quadrados

Certamente, a área útil do imóvel tem um aspecto mais técnico, afinal, ela é um item tão importante quanto o número de quartos. Na prática, trata-se de saber quanto espaço será necessário para acomodar tudo o que tem – ou pretende ter.

De acordo com a lógica que as estatísticas se baseiam sobre as constituições de famílias modernas, os imóveis em São Paulo com metragem inferior a 45 metros quadrados ocupam a liderança em vendas. Mesmo assim, é necessário equilibrar orçamento, planejamento familiar e estilo de vida para não investir em uma unidade que, em pouco tempo, não irá suprir suas necessidades.    

3. Definindo por faixa de preço

Quanto você quer pagar para comprar imóvel em São Paulo? 

Considerar a faixa de preço é o método mais clássico de procura por imóveis – e muitos irão dizer que é o único método. No entanto, deixar o olhar virado somente para o bolso, na hora de escolher onde morar, pode resultar em um negócio insatisfatório, que trará desconforto e prejuízos futuros.

Por isso, a nossa dica aqui é que você coloque na balança seus objetivos e possibilidades e, de preferência, considere também as avaliações de profissionais em imóveis, como os corretores. Para que você tenha uma ideia, na cidade de São Paulo, as faixas de preço mais procuradas estão entre R$ 225 mil e R$ 500 mil.  

4. Verifique a localização

Para muitos que começam a pesquisar possibilidades para comprar imóvel, a localização, normalmente, começa como o item principal e, por fim, passa a ser subjugado ao preço e ao tamanho do imóvel (incluindo aí vagas de garagem). 

Isso porque vale considerar as distâncias para o local de trabalho, bem como os inconvenientes como falta de vaga na garagem e bairros que não condizem com o perfil do casal.

Dessa forma, antes de fechar qualquer negócio, é essencial calcular quanto tempo levará para chegar ao serviço, como é o trânsito na região e se existem linhas de ônibus no local.

Em São Paulo, a Zona Leste é a nova preferida pelas construtoras, deixando para trás a Zona Norte e a área Central. Mas também vale considerar a região Oeste da cidade para quem quer ruas mais arborizadas. 

5. Faça um consórcio para investimento imobiliário em São Paulo

O consórcio é uma modalidade que permite a compra de qualquer tipo de bem, desde que esteja descrito no contrato realizado. No consórcio para investimento imobiliário em São Paulo, eles podem ser usados, novos ou ainda estar na planta. 

Após ser contemplado, o consorciado recebe a carta de crédito e pode fazer a aquisição desejada. Caso o valor do imóvel seja maior do que a carta de crédito contratada, você deve completar o restante. Se for menor, até 10% do montante da carta de crédito pode ser utilizado para pagar despesas com o bem – como documentação – e/ou quitar o saldo das parcelas restantes.

O valor total que será concedido à carta de crédito depende da contratação que você almeja fazer. No momento de escolher o plano, terá à sua disposição muitas opções. Todas elas irão indicar quanto será pago no final, a quantia referente às parcelas mensais e o número de meses do pagamento.

Há várias opções de compras com o consórcio. Independentemente de qual seja o objetivo com o imóvel: morar no lugar adquirido, alugar ou fazer um investimento, enfim... o consórcio é a escolha perfeita. Cada categoria tem as suas vantagens e separamos algumas delas a seguir:

Comprar casa: significa mais espaço para crianças e bichos de estimação, uma casa também é sinônimo de mais privacidade e liberdade. 

Comprar apartamentos: você tem mais sensação de tranquilidade, é possível contar com serviços e praticidades de condomínio, que trazem maior comodidade no dia a dia. 

Comprar terrenos: mais recomendado para as pessoas que querem acompanhar o nascimento do seu imóvel próprio. Você pode fazer a casa do jeito que sempre sonhou, mas também é possível contar com a valorização da região, o que pode trazer um excelente retorno de investimento em poucos anos.

Comprar imóveis na planta: utilizar sua carta de crédito em um imóvel na planta pode ser uma boa opção, afinal você garante o valor no lançamento que, normalmente, é menor do que o praticado nos imóveis prontos para morar.

Comprar espaço comercial: para quem quer ter o próprio negócio, ou, até mesmo, alugar, esse tipo de investimento é aberto para diversas possibilidades. Isso ocorre, porque é possível adquirir espaços para lojas, restaurantes, escritórios ou salas comerciais. No UP Consórcios, fazer um consórcio é muito mais vantajoso. 

Para resumir, anota aí alguns de nossos principais diferenciais: 

  • Zero taxa até a contemplação;
  • Lance contemplado sem taxa; 
  • Menor lance contemplado do segmento;
  • Muito mais facilidade para contratar o consórcio. 

O UP Consórcio te oferece as melhores condições do mercado para que você possa ter um ótimo investimento sem dor de cabeça. Faça sua simulação aqui no UP Consórcios e compare.

Outras matérias relacionadas

03/2022

Como trocar de carro com planejamento e economia?

Está sentindo (na prática, principalmente) que precisa trocar de carro? Acesse nossa postagem e saiba como trocar de carro com planejamento e economia!

03/2022

O que é um imóvel na planta?

O que é um imóvel na planta? Neste artigo, vamos te mostrar o que é um imóvel na planta e suas vantagens. Acesse e saiba mais!

03/2022

Consórcio para sair do aluguel na pandemia

O consórcio de imóvel surge como uma alternativa economicamente sustentável, bem mais viável que o financiamento. Saia do aluguel o quanto antes!

Investimento imobiliário em São Paulo

Investimento imobiliário em São Paulo

Neste artigo que preparamos, você verá como funciona o investimento imobiliário em São Paulo. Tire suas dúvidas antes de tomar qualquer decisão importante!

Um dos mantras do mercado imobiliário é que a localização importa mais do que qualquer outra coisa. O bairro, a rua e geralmente o quarteirão onde o imóvel está localizado determinam seu preço – e, para quem quer investir comprando e alugando, o retorno do investimento.

Mas o que levar em conta antes de escolher o melhor bairro para investir em imóvel para investir? Nós, do UP Consórcios, queremos te ajudar a investir em São Paulo!

Confira o conteúdo do manual do Investimento Imobiliário correto, assim será possível tomar a melhor decisão. Leve em consideração a distância entre o preço do aluguel e a soma entre IPTU e condomínio.

A razão é fácil de entender: para o inquilino, o custo de moradia inclui as três despesas. Assim, quanto menores forem os valores de IPTU e condomínio, maior é o espaço para cobrar mais na locação.

Investimento imobiliário em São Paulo

Investimento imobiliário em São Paulo: dicas para investir com segurança

Para começar, se tratando de investimento imobiliário em São Paulo, é necessário estar atento a boa gestão do edifício e condições nas imediações.

De acordo com o levantamento, os dez melhores bairros de São Paulo em termos de retorno financeiro para os investidores são: Cidade Jardim, Vila Nova Conceição, Vila Olímpia, Vila Cruzeiro, Cidade Monções, Brooklin, Vila Gertrudes, Granja Julieta, Barra Funda e Água Branca.

Em geral, esses bairros são bem servidos de transporte público, próximos a comércios e empresas, e apresentam um bom índice de segurança em relação à média da cidade.

Do outro lado estão Vila Andrade, Vila Mascote, Santana, Morumbi, Vila Gumercindo, Vila Suzana, Jardim Ampliação e Real Parque, que são as comunidades com menor retorno aos investidores por serem comunidades remotas, com infraestrutura de transporte precária e preocupações com segurança.

Agora, que comprar imóvel e investir com segurança? Confira as nossas dicas abaixo!

1. Quantos quartos estão disponíveis no imóvel?

Se você tem planos de aumentar sua família, ou mesmo, deixar em aberto a possibilidade de ter um quarto para hóspedes e afins, a melhor alternativa é conferir bem o número de quartos do imóvel que irá comprar. 

Lembre-se de por mais que as novas gerações estejam optando por constituir famílias cada vez menores: um, ou, no máximo, dois filhos, comprar um imóvel significa fazer um grande investimento, por isso é tão importante planejar sua compra.  

Fato é que, realmente, as pessoas têm optado por constituir famílias menores. Um efeito sintomático disso é que os imóveis em São Paulo mais procurados, por exemplo, são os de até dois dormitórios. Por isso, vale a pena a pesquisa. 

2. Avalie o investimento imobiliário em São Paulo por metros quadrados

Certamente, a área útil do imóvel tem um aspecto mais técnico, afinal, ela é um item tão importante quanto o número de quartos. Na prática, trata-se de saber quanto espaço será necessário para acomodar tudo o que tem – ou pretende ter.

De acordo com a lógica que as estatísticas se baseiam sobre as constituições de famílias modernas, os imóveis em São Paulo com metragem inferior a 45 metros quadrados ocupam a liderança em vendas. Mesmo assim, é necessário equilibrar orçamento, planejamento familiar e estilo de vida para não investir em uma unidade que, em pouco tempo, não irá suprir suas necessidades.    

3. Definindo por faixa de preço

Quanto você quer pagar para comprar imóvel em São Paulo? 

Considerar a faixa de preço é o método mais clássico de procura por imóveis – e muitos irão dizer que é o único método. No entanto, deixar o olhar virado somente para o bolso, na hora de escolher onde morar, pode resultar em um negócio insatisfatório, que trará desconforto e prejuízos futuros.

Por isso, a nossa dica aqui é que você coloque na balança seus objetivos e possibilidades e, de preferência, considere também as avaliações de profissionais em imóveis, como os corretores. Para que você tenha uma ideia, na cidade de São Paulo, as faixas de preço mais procuradas estão entre R$ 225 mil e R$ 500 mil.  

4. Verifique a localização

Para muitos que começam a pesquisar possibilidades para comprar imóvel, a localização, normalmente, começa como o item principal e, por fim, passa a ser subjugado ao preço e ao tamanho do imóvel (incluindo aí vagas de garagem). 

Isso porque vale considerar as distâncias para o local de trabalho, bem como os inconvenientes como falta de vaga na garagem e bairros que não condizem com o perfil do casal.

Dessa forma, antes de fechar qualquer negócio, é essencial calcular quanto tempo levará para chegar ao serviço, como é o trânsito na região e se existem linhas de ônibus no local.

Em São Paulo, a Zona Leste é a nova preferida pelas construtoras, deixando para trás a Zona Norte e a área Central. Mas também vale considerar a região Oeste da cidade para quem quer ruas mais arborizadas. 

5. Faça um consórcio para investimento imobiliário em São Paulo

O consórcio é uma modalidade que permite a compra de qualquer tipo de bem, desde que esteja descrito no contrato realizado. No consórcio para investimento imobiliário em São Paulo, eles podem ser usados, novos ou ainda estar na planta. 

Após ser contemplado, o consorciado recebe a carta de crédito e pode fazer a aquisição desejada. Caso o valor do imóvel seja maior do que a carta de crédito contratada, você deve completar o restante. Se for menor, até 10% do montante da carta de crédito pode ser utilizado para pagar despesas com o bem – como documentação – e/ou quitar o saldo das parcelas restantes.

O valor total que será concedido à carta de crédito depende da contratação que você almeja fazer. No momento de escolher o plano, terá à sua disposição muitas opções. Todas elas irão indicar quanto será pago no final, a quantia referente às parcelas mensais e o número de meses do pagamento.

Há várias opções de compras com o consórcio. Independentemente de qual seja o objetivo com o imóvel: morar no lugar adquirido, alugar ou fazer um investimento, enfim... o consórcio é a escolha perfeita. Cada categoria tem as suas vantagens e separamos algumas delas a seguir:

Comprar casa: significa mais espaço para crianças e bichos de estimação, uma casa também é sinônimo de mais privacidade e liberdade. 

Comprar apartamentos: você tem mais sensação de tranquilidade, é possível contar com serviços e praticidades de condomínio, que trazem maior comodidade no dia a dia. 

Comprar terrenos: mais recomendado para as pessoas que querem acompanhar o nascimento do seu imóvel próprio. Você pode fazer a casa do jeito que sempre sonhou, mas também é possível contar com a valorização da região, o que pode trazer um excelente retorno de investimento em poucos anos.

Comprar imóveis na planta: utilizar sua carta de crédito em um imóvel na planta pode ser uma boa opção, afinal você garante o valor no lançamento que, normalmente, é menor do que o praticado nos imóveis prontos para morar.

Comprar espaço comercial: para quem quer ter o próprio negócio, ou, até mesmo, alugar, esse tipo de investimento é aberto para diversas possibilidades. Isso ocorre, porque é possível adquirir espaços para lojas, restaurantes, escritórios ou salas comerciais. No UP Consórcios, fazer um consórcio é muito mais vantajoso. 

Para resumir, anota aí alguns de nossos principais diferenciais: 

  • Zero taxa até a contemplação;
  • Lance contemplado sem taxa; 
  • Menor lance contemplado do segmento;
  • Muito mais facilidade para contratar o consórcio. 

O UP Consórcio te oferece as melhores condições do mercado para que você possa ter um ótimo investimento sem dor de cabeça. Faça sua simulação aqui no UP Consórcios e compare.

Últimas Postagens

Tabela de consórcio: o que é e como funciona?

A tabela de consórcio é um documento que contém todas as informações sobre valores de união. Essa é uma informação básica e você deve ficar atento a ela!

Consórcio de Van para quem quer empreender

Já pensou em um consórcio de van para abrir seu próprio negócio? Nos acompanhe na leitura e veja os benefícios deste investimento. Boa leitura!

Rendimento melhor que poupança

Quer investir seu dinheiro, mas em algo com um rendimento melhor que poupança? Nos acompanhe na leitura que preparamos e descubra as vantagens do consórcio.

Invista em Consorcios no pós pandemia

Invista em consórcio! Confira, neste artigo, os benefícios desta modalidade de investimento, mesmo em meio a crise deixada pela pandemia. Saiba mais!

No UP Consórcios o que importa é a experiência do cliente

Tornar a experiência do cliente positiva não é tarefa fácil. Muitas vezes envolve uma mudança de perspectiva, estratégia, cultura e liderança da empresa.

Meu Consórcio Digital é UP!

Sabe aquela satisfação em afirmar "meu consórcio é UP"? Se você não sabe, é porque ainda não contratou nossos serviços. Leia e saiba como funciona!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis