07/2021

Como quitar o financiamento imobiliário com consórcio?

Segundo uma pesquisa recente, o financiamento imobiliário é um dos principais responsáveis pelo endividamento de cerca de 11,3% dos paulistanos. Isso acontece devido ao alto valor das parcelas e dos juros, que podem elevar (e muito!) o preço do imóvel para pessoas que não conseguem quitá-lo antes do prazo final.

Se está entre seus planos adquirir uma casa, o ideal é ter um planejamento financeiro. E frente a isso o consórcio é uma excelente opção para aumentar o seu patrimônio de forma saudável! Esqueça aquelas juros bizarros praticados no mercado! 

Agora vamos lá, você já sabe que o consórcio de imóvel é muito mais vantajoso que fazer um financiamento. Sabia também que é possível quitar financiamento imobiliário com consórcio? Acompanhe esse conteúdo e descubra como!

Passo a passo: quitação de financiamento imobiliário com consórcio

A partir da Lei 11.795/2008 — conhecida como Lei dos Consórcios —  que foi possível utilizar cartas de crédito para quitação de financiamentos bancários. Esta lei passou a valer em 2009 e, nesse sentido, desde então é permitido quitar financiamento de imóvel com consórcio. Porém, é importante que você conheça como funciona tal transação para não ter problemas. Confira! 

1) Conheça as regras para quitar financiamento imobiliário

Para fugir de surpresas desagradáveis, é essencial ficar por dentro das regras para quitar imóvel com consórcio. Os requisitos são:

  • Só é permitido utilizar o crédito se ele estiver relacionado ao mesmo tipo de bem ou serviço do consórcio. Nesse caso, não é possível quitar um financiamento imobiliário se a carta de crédito for para um carro, por exemplo;
  • O valor da carta de crédito deve ser igual ou maior que o saldo devedor do financiamento;
  • O grupo de consórcio deve ser posterior ao ano de 2009;
  • A empresa de consórcio e a instituição financeira responsável pelo financiamento devem concordar com a operação;
  • A possibilidade de utilizar a carta de crédito para quitar o saldo devedor deve estar prevista no contrato de adesão do consórcio;
  • Na hora de utilizar a carta de crédito, grande parte das empresas de consórcio exige que o consorciado esteja adimplente com todas as parcelas, sem pendências financeiras nos órgãos de proteção ao crédito — do contrário, o valor não será liberado.

2) Contrate um consórcio

Estando por dentro das normas, e tendo se certificado que a instituição financeira permite a quitação do financiamento imobiliário com consórcio, agora é a hora de contratar sua carta de crédito. No entanto, siga as seguintes dicas:

  • Certifique-se da idoneidade da administradora;
  • Procure uma carta de crédito com valor igual ou acima do seu saldo devedor atual;
  • Tenha garantia que o valor da parcela não irá interferir em seu orçamento doméstico;
  • Não esqueça de verificar se a possibilidade de quitar a dívida do financiamento do imóvel com consórcio está presente no contrato de adesão do seu consórcio;
  • Verifique no contrato de adesão quais são as garantias que são exigidas pela empresa de consórcio para que ocorra a liberação do crédito. É comum que sejam exigidas garantias iguais ou superiores ao valor do saldo devedor.

Para além das dicas acima, é essencial verificar quais são os procedimentos estabelecidos pela empresa de consórcio, afinal, é ela que será responsável pela liberação do valor, mediante constituição de garantia.

Como quitar o financiamento imobiliário com consórcio - UP Consórcios

3) Aguarde a contemplação do consórcio

Só será possível utilizar a carta de crédito quando você for contemplado. No entanto, há duas opções:

  • aguardar ser sorteado;
  • ofertar um lance diferenciado (vencedor).

Além disso, você também pode quitar todas as parcelas do consórcio e aguardar 180 dias após a contemplação para retirar o valor em espécie.

Em ambas alternativas será possível utilizar o dinheiro disponível para quitar o seu saldo devedor do financiamento imobiliário, desde que essa opção esteja no contrato firmado com a instituição bancária.

4) Negocie as condições para quitar o saldo devedor

Após a contemplação, busque pela instituição financeira responsável pelo seu financiamento imobiliário e negocie as condições para liquidar o saldo devedor. Informe que irá realizar o procedimento utilizando uma carta de crédito e pergunte quais são os procedimentos que você deve seguir, bem como os documentos que precisa apresentar.

Não se esqueça que, ao quitar antecipadamente a dívida, você tem direito de abater proporcionalmente os juros cobrados.

5) Solicite utilizar o crédito para quitação do financiamento

Após ser contemplado e negociar o saldo devedor com o banco, é chegado o momento de formalizar a solicitação junto a empresa de consórcio para utilizar o crédito na quitação do financiamento imobiliário.

Dessa forma, reúna toda a documentação exigida, preencha e assine o formulário com as condições para quitar o financiamento disponibilizado pela administradora do seu consórcio e encaminhe tudo (atenção, exatamente tudo) a ela. Lembre-se de realizar o pagamento das taxas, caso tenha.

Feito isso, será realizada uma análise de crédito para a liberação do valor pretendido, ela levará também em consideração eventuais restrições financeiras dos clientes, as quais precisarão ser regularizadas.

6) Concretize a quitação de financiamento imobiliário!

Finalmente, após a realização de todos os trâmites burocráticos entre a empresa de consórcio e a instituição financeira, prontinho! É hora de se alegrar com a quitação do saldo devedor com o consórcio.

E agora? É vantajoso quitar financiamento imobiliário com consórcio?

O financiamento imobiliário trata-se de uma operação na qual uma pessoa faz um empréstimo em uma instituição financeira para comprar um imóvel de maneira imediata. Nesse sentido, os juros, correção monetária e outras taxas cobradas pelo banco tendem a aumentar o saldo devedor de modo que o valor da dívida pode chegar a dobrar.

Entretanto, se no início você não conseguir se organizar ou não tem conhecimento de opções melhores e, nesse caso, acabou optando por financiar, não se preocupe. Como você pôde observar, ainda dá tempo de utilizar o consórcio para quitar o financiamento imobiliário com o banco

Vantagens do UP Consórcios de imóvel:

  • Sem cobrança de juros;
  • Parcelas mais baratas, visto que o consórcio não envolve cobrança de juros, e sim uma taxa de administração que, em grande parte dos casos, é mais baixa. No UP você só paga taxa até a contemplação, então se torna uma alternativa muito mais acessível para o seu objetivo. 

À princípio, essas são as primeiras vantagens de optar pela quitação de financiamento com consórcio, entretanto, além delas, caso o valor da sua carta de crédito seja superior ao financiamento, você poderá utilizar o saldo residual para cobrir os gastos com a documentação da operação.

Ou seja, você irá trocar uma dívida que pode duplicar de valor e comprometer boa parte do seu orçamento doméstico por um investimento planejado, sustentável e que irá ser duradouro, trazendo conforto e segurança para você e sua família. Importante nesses tempos de instabilidade financeira, não é mesmo? 

Diante disso, para aquelas pessoas que buscam construir um patrimônio de maneira inteligente e sem comprometer toda a renda, fique atento às opções disponíveis no mercado para não se submeter aos altos valores cobrados pelas instituições financeiras.

E mais, o planejamento financeiro é algo fundamental e que deve ser levado a sério desde o início. Entenda o seu objetivo e trace metas de pequeno, médio e longo prazo a fim de alcançar o que você mais quer conquistar: a casa própria.

Simule, compare e compre. O UP Consórcios é o único sem taxas até a contemplação, e  o melhor: sem juros, sem taxas de adesão e sem fundo de reserva. 

Outras matérias relacionadas

07/2021

Grupo novo x grupo em andamento: qual a melhor opção no consórcio?

Para decidir qual grupo entrar, leve em consideração que, no consórcio, tanto o grupo novo quanto o grupo em andamento têm as mesmas vantagens. Confira!

07/2021

Poupança Turbinada ou Poupança Tradicional, qual a melhor para você?

É melhor apostar em uma Poupança Turbinada (Consórcio) ou Poupança Tradicional? Acesse nossa postagem e saiba qual a melhor opção para a conquista de objetivos!

07/2021

Formas de pagamento no consórcio

Com o consórcio é possível parcelar o valor sem o pagamento de altas taxas de juros e, na contemplação, aproveitar as vantagens de uma compra à vista.

Como quitar o financiamento imobiliário com consórcio?

Como quitar o financiamento imobiliário com consórcio?

Segundo uma pesquisa recente, o financiamento imobiliário é um dos principais responsáveis pelo endividamento de cerca de 11,3% dos paulistanos. Isso acontece devido ao alto valor das parcelas e dos juros, que podem elevar (e muito!) o preço do imóvel para pessoas que não conseguem quitá-lo antes do prazo final.

Se está entre seus planos adquirir uma casa, o ideal é ter um planejamento financeiro. E frente a isso o consórcio é uma excelente opção para aumentar o seu patrimônio de forma saudável! Esqueça aquelas juros bizarros praticados no mercado! 

Agora vamos lá, você já sabe que o consórcio de imóvel é muito mais vantajoso que fazer um financiamento. Sabia também que é possível quitar financiamento imobiliário com consórcio? Acompanhe esse conteúdo e descubra como!

Passo a passo: quitação de financiamento imobiliário com consórcio

A partir da Lei 11.795/2008 — conhecida como Lei dos Consórcios —  que foi possível utilizar cartas de crédito para quitação de financiamentos bancários. Esta lei passou a valer em 2009 e, nesse sentido, desde então é permitido quitar financiamento de imóvel com consórcio. Porém, é importante que você conheça como funciona tal transação para não ter problemas. Confira! 

1) Conheça as regras para quitar financiamento imobiliário

Para fugir de surpresas desagradáveis, é essencial ficar por dentro das regras para quitar imóvel com consórcio. Os requisitos são:

  • Só é permitido utilizar o crédito se ele estiver relacionado ao mesmo tipo de bem ou serviço do consórcio. Nesse caso, não é possível quitar um financiamento imobiliário se a carta de crédito for para um carro, por exemplo;
  • O valor da carta de crédito deve ser igual ou maior que o saldo devedor do financiamento;
  • O grupo de consórcio deve ser posterior ao ano de 2009;
  • A empresa de consórcio e a instituição financeira responsável pelo financiamento devem concordar com a operação;
  • A possibilidade de utilizar a carta de crédito para quitar o saldo devedor deve estar prevista no contrato de adesão do consórcio;
  • Na hora de utilizar a carta de crédito, grande parte das empresas de consórcio exige que o consorciado esteja adimplente com todas as parcelas, sem pendências financeiras nos órgãos de proteção ao crédito — do contrário, o valor não será liberado.

2) Contrate um consórcio

Estando por dentro das normas, e tendo se certificado que a instituição financeira permite a quitação do financiamento imobiliário com consórcio, agora é a hora de contratar sua carta de crédito. No entanto, siga as seguintes dicas:

  • Certifique-se da idoneidade da administradora;
  • Procure uma carta de crédito com valor igual ou acima do seu saldo devedor atual;
  • Tenha garantia que o valor da parcela não irá interferir em seu orçamento doméstico;
  • Não esqueça de verificar se a possibilidade de quitar a dívida do financiamento do imóvel com consórcio está presente no contrato de adesão do seu consórcio;
  • Verifique no contrato de adesão quais são as garantias que são exigidas pela empresa de consórcio para que ocorra a liberação do crédito. É comum que sejam exigidas garantias iguais ou superiores ao valor do saldo devedor.

Para além das dicas acima, é essencial verificar quais são os procedimentos estabelecidos pela empresa de consórcio, afinal, é ela que será responsável pela liberação do valor, mediante constituição de garantia.

Como quitar o financiamento imobiliário com consórcio - UP Consórcios

3) Aguarde a contemplação do consórcio

Só será possível utilizar a carta de crédito quando você for contemplado. No entanto, há duas opções:

  • aguardar ser sorteado;
  • ofertar um lance diferenciado (vencedor).

Além disso, você também pode quitar todas as parcelas do consórcio e aguardar 180 dias após a contemplação para retirar o valor em espécie.

Em ambas alternativas será possível utilizar o dinheiro disponível para quitar o seu saldo devedor do financiamento imobiliário, desde que essa opção esteja no contrato firmado com a instituição bancária.

4) Negocie as condições para quitar o saldo devedor

Após a contemplação, busque pela instituição financeira responsável pelo seu financiamento imobiliário e negocie as condições para liquidar o saldo devedor. Informe que irá realizar o procedimento utilizando uma carta de crédito e pergunte quais são os procedimentos que você deve seguir, bem como os documentos que precisa apresentar.

Não se esqueça que, ao quitar antecipadamente a dívida, você tem direito de abater proporcionalmente os juros cobrados.

5) Solicite utilizar o crédito para quitação do financiamento

Após ser contemplado e negociar o saldo devedor com o banco, é chegado o momento de formalizar a solicitação junto a empresa de consórcio para utilizar o crédito na quitação do financiamento imobiliário.

Dessa forma, reúna toda a documentação exigida, preencha e assine o formulário com as condições para quitar o financiamento disponibilizado pela administradora do seu consórcio e encaminhe tudo (atenção, exatamente tudo) a ela. Lembre-se de realizar o pagamento das taxas, caso tenha.

Feito isso, será realizada uma análise de crédito para a liberação do valor pretendido, ela levará também em consideração eventuais restrições financeiras dos clientes, as quais precisarão ser regularizadas.

6) Concretize a quitação de financiamento imobiliário!

Finalmente, após a realização de todos os trâmites burocráticos entre a empresa de consórcio e a instituição financeira, prontinho! É hora de se alegrar com a quitação do saldo devedor com o consórcio.

E agora? É vantajoso quitar financiamento imobiliário com consórcio?

O financiamento imobiliário trata-se de uma operação na qual uma pessoa faz um empréstimo em uma instituição financeira para comprar um imóvel de maneira imediata. Nesse sentido, os juros, correção monetária e outras taxas cobradas pelo banco tendem a aumentar o saldo devedor de modo que o valor da dívida pode chegar a dobrar.

Entretanto, se no início você não conseguir se organizar ou não tem conhecimento de opções melhores e, nesse caso, acabou optando por financiar, não se preocupe. Como você pôde observar, ainda dá tempo de utilizar o consórcio para quitar o financiamento imobiliário com o banco

Vantagens do UP Consórcios de imóvel:

  • Sem cobrança de juros;
  • Parcelas mais baratas, visto que o consórcio não envolve cobrança de juros, e sim uma taxa de administração que, em grande parte dos casos, é mais baixa. No UP você só paga taxa até a contemplação, então se torna uma alternativa muito mais acessível para o seu objetivo. 

À princípio, essas são as primeiras vantagens de optar pela quitação de financiamento com consórcio, entretanto, além delas, caso o valor da sua carta de crédito seja superior ao financiamento, você poderá utilizar o saldo residual para cobrir os gastos com a documentação da operação.

Ou seja, você irá trocar uma dívida que pode duplicar de valor e comprometer boa parte do seu orçamento doméstico por um investimento planejado, sustentável e que irá ser duradouro, trazendo conforto e segurança para você e sua família. Importante nesses tempos de instabilidade financeira, não é mesmo? 

Diante disso, para aquelas pessoas que buscam construir um patrimônio de maneira inteligente e sem comprometer toda a renda, fique atento às opções disponíveis no mercado para não se submeter aos altos valores cobrados pelas instituições financeiras.

E mais, o planejamento financeiro é algo fundamental e que deve ser levado a sério desde o início. Entenda o seu objetivo e trace metas de pequeno, médio e longo prazo a fim de alcançar o que você mais quer conquistar: a casa própria.

Simule, compare e compre. O UP Consórcios é o único sem taxas até a contemplação, e  o melhor: sem juros, sem taxas de adesão e sem fundo de reserva. 

Últimas Postagens

Como funciona a contemplação no consórcio? Tudo que você precisa saber

Neste artigo nós te contamos tudo o que você precisa saber sobre como funciona a contemplação no consórcio. Continua a leitura para saber o passo a passo.

Se eu for contemplado no fim do plano, não pago taxa?

Você sabe como funciona o processo de contemplação? Caso seja contemplado no fim do plano existem taxas que precisam ser pagas independente do tempo.

3 motivos para investir no consórcio agora mesmo!

Todos nós almejamos conquistar algo, ou realizar desejos que há tempos estão nos aguardando, não é mesmo? Daremos 3 motivos para investir no consorcio.

O consórcio de imóveis está batendo recorde em adesões, entenda porquê

O consórcio de imóveis é um excelente tipo de investimento, principalmente por se tratar de uma modalidade segura e livre de burocracias. Entenda como funciona!

Tendências de investimento com consórcio: segurança de compra

Preparamos este artigo para você ficar por dentro das tendências de investimento com consórcio. Com consórcio você tem segurança de compra!

5 razões inteligentes para fazer um consórcio de intercâmbio e não perder oportunidades!

O consórcio de intercâmbio é uma luz para quem está sem muita perspectiva… Com ele, é possível se planejar, e ter uma experiência inesquecível. Confira!
Próximo
1 / 98
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios