WhatsUP - UP Consórcios
08/2021

5 motivos para entrar no consórcio na pandemia

Conquistar bens mais caros, infelizmente,  pode trazer dificuldades para pessoas que não tem uma renda muito alta. Isso porque, além de ser desafiador pagar o valor à vista, os financiamentos bancários, normalmente, apresentam juros que fazem o preço final aumentar bastante, tornando qualquer tipo de negociação escandalosamente desvantajosa a longo prazo. 

Sem contar as análises de crédito feitas nos financiamentos, que podem complicar a aquisição. Diante dessa realidade, já pensou em conquistar bens de alto valor com planejamento de compra e benefícios?

O consórcio, apesar de ser um investimento a longo prazo, alivia a carga tributária, com prazos maiores e flexibilidade. Com ele, é possível adquirir bens de maior valor, como motos, carros, imóveis, entre outros.

A pandemia foi o momento para muitas pessoas refletirem o futuro e quais serão os próximos passos para se desenvolver profissionalmente e pessoalmente. 

Neste artigo, vamos te apresentar os motivos para entrar no consórcio e expandir as possibilidades. 

5 motivos para entrar no consórcio na pandemia

1. Redução da carga tributária

No sistema de consórcio, a taxa administrativa deve ser paga para a manutenção do consórcio que, frente ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e aos juros, normalmente praticados pelos bancos, é bem menor (de longe bem melhor).

Assim, ao final do pagamento das parcelas do consórcio, o valor pago será, essencialmente, o que está estabelecido em contrato.

Diferente de um financiamento de imóvel, por exemplo, cujos encargos de juros variam entre 9,5% e 10,2% ao ano, dependendo da entidade financeira.

E não por aí, pois no financiamento de automóveis, essas taxas ficam em torno de quase 27% também anualmente.

5-motivos-para-entrar-no-consorcio-na-pandemia

2. Poder de compra a vista

Um dos grandes benefícios do consórcio é que, apesar de parcelar o produto, o pagamento do bem será à vista.

Isso é possível pois quando chegar a sua vez de ser contemplado, a carta de crédito— valor a ser resgatado, conforme combinado em contrato — será entregue integralmente.

Dessa maneira, quando o consorciado for contemplado e chegar a hora de comprar o produto, ele terá à disposição valor integral, sem altos juros, com a possibilidade de obter desconto na negociação.

3. Planejamento da compra

Normalmente, os consórcios são utilizados para adquirir bens, como automóveis e imóveis.

Quando esses produtos são adquiridos por financiamentos tradicionais, há o risco de a renda ser bastante comprometida e, dessa forma, o comprador ficar inadimplente.

Uma das vantagens do consórcio é que o consumidor consegue se programar para a quitação da aquisição do bem com parcelas menores e livres de juros.

Assim, é possível ter uma noção melhor de quando o produto estará em mãos, favorecendo o planejamento a médio e longo prazo.

4. Versatilidade do uso do crédito

Quando se recebe a carta de crédito, o cliente não precisa, por obrigação, usá-lo para adquirir o produto do consórcio, e sim um da mesma categoria.

Por exemplo: quando você entra em um consórcio de carros, além de poder comprar um automóvel de qualquer marca, é possível utilizar a carta para adquirir qualquer outro veículo, como embarcações, máquinas agrícolas e até aeronaves, pois todos pertencem à mesma classe. Essa é mais uma das grandes vantagens do consórcio.

5. Valor do bem sempre atualizado

Os consórcios precisam de planejamento financeiro, pois você estará perto de adquirir bens de alto valor, que exigem maior investimento. O valor do crédito, em um consórcio, consiste no recurso financeiro que o cliente adquire para comprar o bem desejado.

Para isso, será necessário ser contemplado, como já mencionamos acima, os bens sofrem variações de preços, provocadas pela inflação ou por outros fatores de mercado. Assim, para oferecer poder de barganha e garantir as mesmas condições para todos os participantes do grupo adquirem o bem, é feito um reajuste periódico do crédito.

Além dessas vantagens em entrar no consórcio, é necessário para atender a uma das exigências da Lei n 11.795/08, que determina as regras para o sistema de consórcio.

É importante destacar também que esse reajuste vale para todos, contemplado, ou não, garantindo o acesso ao bem referencial, independentemente se a contemplação acontecer no início ou no fim do plano estabelecido. 

O principal benefício do reajuste é que garante que o consorciado tenha o mesmo poder de barganha com a carta de crédito em mãos, sem depender do momento em que a contemplação ocorrerá, ou seja, no início ou no fim do plano.

Esse reajuste é feito anualmente e tem como base alguns índices:

   • Para automóveis: aqui é utilizado o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo), ou se for um bem escolhido de fábrica, sempre que a montadora sugerir um novo preço;

   • Para imóveis: é comumente utilizado o INCC (Índice Nacional da Construção Civil).

Motivo extra para entrar no consórcio: uso do FGTS para imóveis

O uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para dar lances a fim de antecipar a contemplação do consórcio e realizar o sonho da casa própria.

Existe também a possibilidade de usar o Fundo de Garantia para quitar até três parcelas atrasadas do seu financiamento e impedir que a inadimplência se torne um problema. Afinal, o compromisso dos consorciados é fazer o pagamento correto das parcelas do consórcio para não encontrar desafios na hora de receber a carta de crédito

Contudo, para utilizar este recurso, o consorciado precisa:

  • ter três anos de depósito no FGTS — esse período de contribuição não precisa ser consecutivo;
  • não possuir nenhum outro imóvel — e que o valor desse bem seja de até R$ 950 mil em SP, MG, RJ e DF ou, no máximo, R$ 850 mil nos demais estados, não importando se está na planta ou não.

Como utilizar o FGTS para pagar o lance no consórcio?

Você pode utilizar seu FGTS para lance, amortização ou quitação das parcelas. Dessa forma, é possível oferecer um valor maior e antecipar sua carta de crédito.

Separamos abaixo algumas informações necessárias, isto é, os pré-requisitos padrões, para aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito:

- Antes de tudo, veja se você tem acesso ao seu FGTS para fins de uso imobiliário. Para isso, é necessário ter, pelo menos, três anos sob o regime CLT. Podem ser 3 anos trabalhados em uma mesma empresa ou, caso você tenha mudado de emprego neste período, não se preocupe, o importante é ter no mínimo 3 anos de FGTS recolhido.

  1. Você precisa ser titular da cota de consórcio de imóveis e também da conta de FGTS que será utilizada. Caso esteja casado pode consultar as regras de acordo com o regime de casamento e se este permite usar o FGTS do esposo(a). Vale também para os casos de união estável.
  2.  Você também não pode ter financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em território nacional, a não ser que comprove alienação, quitação ou transferência do financiamento.
  3.  Você não pode ser o comprador e nem o proprietário de outro imóvel na mesma localidade. Exceto em casos de comprovação de transferência ou alienação do imóvel em questão.
  4. - Verifique algumas particularidades que anulam as condições acima, por exemplo: o imóvel que você possui é usufruto de um terceiro, neste caso, mesmo já sendo proprietário de um imóvel, você poderá usar o FGTS para compra de um segundo bem. Ou recebeu um imóvel de herança, mas tem parte inferior a 50%. 

Os registros do imóvel também precisam estar de acordo com as seguintes regras para poder ser adquirido:

  • O imóvel precisa ser registrado em cartório no nome do trabalhador;
  • O imóvel não pode ser uma propriedade rural, mas sim, residencial;
  • O valor máximo de avaliação do imóvel e data de compra precisam estar dentro das limitações estabelecidas pelo SFH. Desde 2018 este teto é de R$ 1,5 milhões.

FGTS para construir imóvel: Investimento para o futuro

 Além de uma ótima forma para aquisição de um terrenos, o consórcio é também um investimento seguro para seu futuro. Até porque, nos últimos anos ele tem sido uma grande concorrência para a previdência privada, pois com a rentabilidade do aluguel você cobre a parcela do consórcio e ainda ganha uma renda extra.

Investir o FGTS no consórcio de imóvel é a melhor alternativa para construir patrimônios sólidos. 

Intervalo para uso do FGTS

Listamos, a seguir, os intervalos mínimos para uso do FGTS em cada uma das quatro situações listadas acima.

Aquisição ou construção: O imóvel adquirido com FGTS somente poderá contar com os recursos do FGTS após 3 anos.

Amortização ou liquidação: Intervalo de 2 (dois) anos entre cada utilização de FGTS, por trabalhador.

Pagamento de parte das prestações: Ao término do prazo de utilização, poderá ser iniciada nova utilização.

Entrar no consórcio: simulador para comprar imóvel

Não tem segredo. O simulador de consórcio imobiliário do UP Consórcios, além de confiável, é super descomplicado. Confira o passo a passo:

1. entre na página do simulador de consórcio de imóvel;

2. clique sobre a opção Simule Agora e selecione a modalidade de consórcio de imóvel;

3.  preencha os seus dados no formulário que será aberto;

4. escolha a opção ‘’Imóveis’’ para fazer a simulação do consórcio de imóvel;

5. arraste a barra de valores até o local desejado;

6. clique em "Avançar";

7. tenha acesso ao resultado da simulação de consórcio;

8. prontinho! Nem será preciso aguardar o contato de um especialista. Aqui no UP Consórcios é sem enrolação! As informações sobre o consórcio de imóvel são imediatas! 

9.escolha o plano que melhor atenda o seu perfil e clique em ‘’Contratar’’;

Todo esse processo levará apenas alguns minutos. Após ter acesso aos valores do consórcio imobiliário de forma simplificada, você poderá ficar tranquilo (a) para tomar qualquer decisão sobre investimento de imóveis sem preocupações. Além disso, terá contato direto com uma equipe de profissionais que pode tirar suas dúvidas a qualquer momento. 

Ao usar o simulador de consórcio de imóvel, você descarta aquelas opções que não tem nada a ver com seus objetivos e nem com o seu orçamento.  A partir de resultados específicos para as suas preferências, será muito mais fácil alcançar seu principal objetivo: construir a própria casa. Simule e compare!





Outras matérias relacionadas

07/2021

Entenda como funciona o Consórcio de Motos

Consórcio ou Financiamento: Qual a melhor opção para você comprar sua moto? Acesse nosso conteúdo e saiba como funciona o Consórcio de Moto e seus benefícios!

07/2021

Por que Escolher o Consórcio de Imóvel?

Apesar da constante mudança, alguns sonhos permanecem, como o da casa própria. Acesse e saiba por que escolher o Consórcio de Imóvel!

07/2021

Dicas para quem tem dificuldade para juntar dinheiro

A dificuldade está em guardar dinheiro porque ganha pouco ou porque você está gastando demais? Vamos te ajudar a controlar os gastos e juntar dinheiro.

5 motivos para entrar no consórcio na pandemia

5 motivos para entrar no consórcio na pandemia

Conquistar bens mais caros, infelizmente,  pode trazer dificuldades para pessoas que não tem uma renda muito alta. Isso porque, além de ser desafiador pagar o valor à vista, os financiamentos bancários, normalmente, apresentam juros que fazem o preço final aumentar bastante, tornando qualquer tipo de negociação escandalosamente desvantajosa a longo prazo. 

Sem contar as análises de crédito feitas nos financiamentos, que podem complicar a aquisição. Diante dessa realidade, já pensou em conquistar bens de alto valor com planejamento de compra e benefícios?

O consórcio, apesar de ser um investimento a longo prazo, alivia a carga tributária, com prazos maiores e flexibilidade. Com ele, é possível adquirir bens de maior valor, como motos, carros, imóveis, entre outros.

A pandemia foi o momento para muitas pessoas refletirem o futuro e quais serão os próximos passos para se desenvolver profissionalmente e pessoalmente. 

Neste artigo, vamos te apresentar os motivos para entrar no consórcio e expandir as possibilidades. 

5 motivos para entrar no consórcio na pandemia

1. Redução da carga tributária

No sistema de consórcio, a taxa administrativa deve ser paga para a manutenção do consórcio que, frente ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e aos juros, normalmente praticados pelos bancos, é bem menor (de longe bem melhor).

Assim, ao final do pagamento das parcelas do consórcio, o valor pago será, essencialmente, o que está estabelecido em contrato.

Diferente de um financiamento de imóvel, por exemplo, cujos encargos de juros variam entre 9,5% e 10,2% ao ano, dependendo da entidade financeira.

E não por aí, pois no financiamento de automóveis, essas taxas ficam em torno de quase 27% também anualmente.

5-motivos-para-entrar-no-consorcio-na-pandemia

2. Poder de compra a vista

Um dos grandes benefícios do consórcio é que, apesar de parcelar o produto, o pagamento do bem será à vista.

Isso é possível pois quando chegar a sua vez de ser contemplado, a carta de crédito— valor a ser resgatado, conforme combinado em contrato — será entregue integralmente.

Dessa maneira, quando o consorciado for contemplado e chegar a hora de comprar o produto, ele terá à disposição valor integral, sem altos juros, com a possibilidade de obter desconto na negociação.

3. Planejamento da compra

Normalmente, os consórcios são utilizados para adquirir bens, como automóveis e imóveis.

Quando esses produtos são adquiridos por financiamentos tradicionais, há o risco de a renda ser bastante comprometida e, dessa forma, o comprador ficar inadimplente.

Uma das vantagens do consórcio é que o consumidor consegue se programar para a quitação da aquisição do bem com parcelas menores e livres de juros.

Assim, é possível ter uma noção melhor de quando o produto estará em mãos, favorecendo o planejamento a médio e longo prazo.

4. Versatilidade do uso do crédito

Quando se recebe a carta de crédito, o cliente não precisa, por obrigação, usá-lo para adquirir o produto do consórcio, e sim um da mesma categoria.

Por exemplo: quando você entra em um consórcio de carros, além de poder comprar um automóvel de qualquer marca, é possível utilizar a carta para adquirir qualquer outro veículo, como embarcações, máquinas agrícolas e até aeronaves, pois todos pertencem à mesma classe. Essa é mais uma das grandes vantagens do consórcio.

5. Valor do bem sempre atualizado

Os consórcios precisam de planejamento financeiro, pois você estará perto de adquirir bens de alto valor, que exigem maior investimento. O valor do crédito, em um consórcio, consiste no recurso financeiro que o cliente adquire para comprar o bem desejado.

Para isso, será necessário ser contemplado, como já mencionamos acima, os bens sofrem variações de preços, provocadas pela inflação ou por outros fatores de mercado. Assim, para oferecer poder de barganha e garantir as mesmas condições para todos os participantes do grupo adquirem o bem, é feito um reajuste periódico do crédito.

Além dessas vantagens em entrar no consórcio, é necessário para atender a uma das exigências da Lei n 11.795/08, que determina as regras para o sistema de consórcio.

É importante destacar também que esse reajuste vale para todos, contemplado, ou não, garantindo o acesso ao bem referencial, independentemente se a contemplação acontecer no início ou no fim do plano estabelecido. 

O principal benefício do reajuste é que garante que o consorciado tenha o mesmo poder de barganha com a carta de crédito em mãos, sem depender do momento em que a contemplação ocorrerá, ou seja, no início ou no fim do plano.

Esse reajuste é feito anualmente e tem como base alguns índices:

   • Para automóveis: aqui é utilizado o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo), ou se for um bem escolhido de fábrica, sempre que a montadora sugerir um novo preço;

   • Para imóveis: é comumente utilizado o INCC (Índice Nacional da Construção Civil).

Motivo extra para entrar no consórcio: uso do FGTS para imóveis

O uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para dar lances a fim de antecipar a contemplação do consórcio e realizar o sonho da casa própria.

Existe também a possibilidade de usar o Fundo de Garantia para quitar até três parcelas atrasadas do seu financiamento e impedir que a inadimplência se torne um problema. Afinal, o compromisso dos consorciados é fazer o pagamento correto das parcelas do consórcio para não encontrar desafios na hora de receber a carta de crédito

Contudo, para utilizar este recurso, o consorciado precisa:

  • ter três anos de depósito no FGTS — esse período de contribuição não precisa ser consecutivo;
  • não possuir nenhum outro imóvel — e que o valor desse bem seja de até R$ 950 mil em SP, MG, RJ e DF ou, no máximo, R$ 850 mil nos demais estados, não importando se está na planta ou não.

Como utilizar o FGTS para pagar o lance no consórcio?

Você pode utilizar seu FGTS para lance, amortização ou quitação das parcelas. Dessa forma, é possível oferecer um valor maior e antecipar sua carta de crédito.

Separamos abaixo algumas informações necessárias, isto é, os pré-requisitos padrões, para aproveitar o FGTS na aquisição da sua carta de crédito:

- Antes de tudo, veja se você tem acesso ao seu FGTS para fins de uso imobiliário. Para isso, é necessário ter, pelo menos, três anos sob o regime CLT. Podem ser 3 anos trabalhados em uma mesma empresa ou, caso você tenha mudado de emprego neste período, não se preocupe, o importante é ter no mínimo 3 anos de FGTS recolhido.

  1. Você precisa ser titular da cota de consórcio de imóveis e também da conta de FGTS que será utilizada. Caso esteja casado pode consultar as regras de acordo com o regime de casamento e se este permite usar o FGTS do esposo(a). Vale também para os casos de união estável.
  2.  Você também não pode ter financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em território nacional, a não ser que comprove alienação, quitação ou transferência do financiamento.
  3.  Você não pode ser o comprador e nem o proprietário de outro imóvel na mesma localidade. Exceto em casos de comprovação de transferência ou alienação do imóvel em questão.
  4. - Verifique algumas particularidades que anulam as condições acima, por exemplo: o imóvel que você possui é usufruto de um terceiro, neste caso, mesmo já sendo proprietário de um imóvel, você poderá usar o FGTS para compra de um segundo bem. Ou recebeu um imóvel de herança, mas tem parte inferior a 50%. 

Os registros do imóvel também precisam estar de acordo com as seguintes regras para poder ser adquirido:

  • O imóvel precisa ser registrado em cartório no nome do trabalhador;
  • O imóvel não pode ser uma propriedade rural, mas sim, residencial;
  • O valor máximo de avaliação do imóvel e data de compra precisam estar dentro das limitações estabelecidas pelo SFH. Desde 2018 este teto é de R$ 1,5 milhões.

FGTS para construir imóvel: Investimento para o futuro

 Além de uma ótima forma para aquisição de um terrenos, o consórcio é também um investimento seguro para seu futuro. Até porque, nos últimos anos ele tem sido uma grande concorrência para a previdência privada, pois com a rentabilidade do aluguel você cobre a parcela do consórcio e ainda ganha uma renda extra.

Investir o FGTS no consórcio de imóvel é a melhor alternativa para construir patrimônios sólidos. 

Intervalo para uso do FGTS

Listamos, a seguir, os intervalos mínimos para uso do FGTS em cada uma das quatro situações listadas acima.

Aquisição ou construção: O imóvel adquirido com FGTS somente poderá contar com os recursos do FGTS após 3 anos.

Amortização ou liquidação: Intervalo de 2 (dois) anos entre cada utilização de FGTS, por trabalhador.

Pagamento de parte das prestações: Ao término do prazo de utilização, poderá ser iniciada nova utilização.

Entrar no consórcio: simulador para comprar imóvel

Não tem segredo. O simulador de consórcio imobiliário do UP Consórcios, além de confiável, é super descomplicado. Confira o passo a passo:

1. entre na página do simulador de consórcio de imóvel;

2. clique sobre a opção Simule Agora e selecione a modalidade de consórcio de imóvel;

3.  preencha os seus dados no formulário que será aberto;

4. escolha a opção ‘’Imóveis’’ para fazer a simulação do consórcio de imóvel;

5. arraste a barra de valores até o local desejado;

6. clique em "Avançar";

7. tenha acesso ao resultado da simulação de consórcio;

8. prontinho! Nem será preciso aguardar o contato de um especialista. Aqui no UP Consórcios é sem enrolação! As informações sobre o consórcio de imóvel são imediatas! 

9.escolha o plano que melhor atenda o seu perfil e clique em ‘’Contratar’’;

Todo esse processo levará apenas alguns minutos. Após ter acesso aos valores do consórcio imobiliário de forma simplificada, você poderá ficar tranquilo (a) para tomar qualquer decisão sobre investimento de imóveis sem preocupações. Além disso, terá contato direto com uma equipe de profissionais que pode tirar suas dúvidas a qualquer momento. 

Ao usar o simulador de consórcio de imóvel, você descarta aquelas opções que não tem nada a ver com seus objetivos e nem com o seu orçamento.  A partir de resultados específicos para as suas preferências, será muito mais fácil alcançar seu principal objetivo: construir a própria casa. Simule e compare!





Últimas Postagens

Educação financeira e finanças pessoais para ser contemplado mais rápido

A educação financeira também é capaz de torná-lo mais consciente frente a oportunidades e aos riscos que envolvem diferentes tipos de investimento. Entenda!

Consórcio para construir imóvel: dicas de planejamento financeiro

Você precisa de alguns cuidados antes de comprar um imóvel. Neste artigo, apresentaremos dicas que você precisa saber antes de construir imóvel com consórcio. 

Consórcio de moto Yamaha: confira os principais benefícios

O consórcio de moto Yamaha funciona como uma espécie de poupança: você não paga altos juros, somente uma taxa administrativa. Entenda mais neste artigo!

Dicas para comprar imóvel com planejamento de compra

Comprar imóvel é uma das ações mais importantes da vida pessoal, não é mesmo? Faça a leitura deste conteúdo e confira dicas para comprar seu imóvel.

Como funciona o consórcio gamer

Os jovens estão cada vez mais dispostos a investir. então porque não saber como funciona o consórcio de gamer? Vamos te contar como funciona esse processo.

7 benefícios ao comprar automóvel usado com o UP Consórcios!

Comprar um automóvel usado pode ser a solução para muitos dos desafios relacionados à compra de um automóvel zero km. Saiba mais sobre o assunto, neste artigo!
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios