Voltar
03/2021

Entenda por que o consórcio é uma Poupança Turbinada

O UP é a VERDADEIRA POUPANÇA TURBINADA. Acesse e entenda por quê!

Pesquisa realizada pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), feita anualmente com apoio do Datafolha, aponta os hábitos de poupança e de investimentos dos brasileiros, a partir de informações sobre o comportamento dos investidores e da população, com relação ao uso do dinheiro, as motivações para investir e, em inúmeros casos, a decisão de não aplicar em produtos financeiros. 

Em 2018, o percentual de brasileiros que tinham algum saldo aplicado em produtos de investimento se manteve em 42% – mesmo percentual da pesquisa do ano anterior. O levantamento mostra também que 59% aplicaram em produtos financeiros em que já tinham dinheiro investido em outros anos.

E a poupança se mantém como o principal destino das economias dos investidores brasileiros: 88% deixou as economias na caderneta. Com larga distância da poupança, o segundo produto mais utilizado pela população investidora é a previdência privada, com 6%.)


Mas a pergunta é: por que o brasileiro continua investindo na poupança, sabendo que a rentabilidade é baixa? A resposta se resume em três motivos: 

  • não há dúvidas sobre o funcionamento e a rentabilidade;  
  •  a aplicação é segura e sem burocracia; 
  • oferece liquidez e facilidade de sacar o dinheiro em casos de  necessidade.


Isso significa que os investidores priorizam a segurança em detrimento do quanto seu dinheiro pode render. A grande maioria poupa para realizar um objetivo, como a aquisição de um imóvel, automóvel, bem como a realização de uma reforma ou uma viagem. Sendo assim, o foco não é a maior rentabilidade, mas sim juntar recursos para atingir uma meta de compra. A maior parcela deles (33%) pretende comprar um imóvel. O sonho da casa própria se mantém como o objetivo preferido dos investidores. 

Para quem opta pela poupança para obter capital para a aquisição de bens ou contratação de serviços, o consórcio surge como a melhor opção para o seu objetivo. Entenda porque. 

Por que o Consórcio é uma Poupança Turbinada?

Tanto na poupança quanto em qualquer outro tipo de investimento, o investidor tem que esperar até acumular o valor total para então efetuar a compra. Alguns usam a poupança para guardar o suficiente para a entrada em um financiamento convencional. 

Neste cenário, uma alternativa de crédito se destaca: "poupança turbinada". É como o consórcio vem sendo chamado entre os usuários do sistema. Consórcio é uma modalidade de crédito e poupança amplamente conhecido pelo brasileiro que reúne, em um único produto, muitas possibilidades:


Ferramenta de poupança: um apelido carinhoso adotado pelos consorciados têm sido “boleto do bem”, ou seja, aquele pago todos os meses para um sonho ou objetivo a ser conquistado. É uma forma de blindar a meta;


Modalidade de crédito: quem entra em um consórcio com pressa em liberar o dinheiro, pode ofertar um lance com percentuais próximos ao que seria a entrada no financiamento;


Produto de investimento: pois oferece rentabilidade da carta contemplada e atualizações anuais do crédito.


Quem já aposta nos investimentos mais rentáveis, apesar de privilegiar a liquidez diária, os mantém, em média, por nove anos. O Tesouro Direto, por exemplo, tão difundido nos últimos anos, torna-se viável apenas a longo prazo e a média de permanência de apenas 4 anos prova que o brasileiro não tem dado tempo suficiente para ter o retorno desejado. 

Mas, além dos produtos financeiros, onde estava o dinheiro dos brasileiros que afirmaram ter investido? 

Eles fizeram isso de inúmeras formas. A maior parcela (11%) aplicou seu dinheiro em bens duráveis (carro, moto, caminhão) e imóveis (construção da casa, reforma, compra). Quatro por cento investiu no próprio negócio, seja abrindo um novo ou injetando capital na empresa já existente. 

Além desses, existe o grupo que não tem dinheiro guardado em nenhum produto de investimento. O Brasil conta com 58% de pessoas que declaram não investir. Esse percentual está dividido da seguinte forma: 50% não guardam nada de forma alguma; 6% guardam, mas não usam os produtos financeiros para isso, fazendo-o de outra forma e 2% não conhecem nenhum tipo de investimento.

As condições financeiras são as principais razões de quem não conseguiu investir. As respostas de 80% deste grupo destacam a falta de dinheiro como principal impeditivo para direcionar a verba para a conquista do objetivo. O problema se acentua porque a base do planejamento financeiro pressupõe que é necessário poupar no mínimo 10% dos ganhos, incluindo as economias no orçamento familiar como qualquer outra despesa. 


Leia também: Solucionamos as principais dúvidas sobre Consórcio de Imóveis


É exatamente para quem não tem essa disciplina que ter um boleto fixo que corresponda ao valor que você se propôs a guardar é fundamental. Assim, o consórcio se consolida como um “boleto do bem”, que ajuda a poupar dinheiro e evita que ele seja usado para outro objetivo. A modalidade dá um “turbo”, por assim dizer, nas suas economias e adianta as suas conquistas, permitindo ter um bem em mãos em um prazo curto, seja através do sorteio ou da oferta de lance.

UP Consórcios, consórcio digital para suas conquistas

O UP Consórcios é uma fintech da Embracon que ajuda as pessoas a atingirem seus objetivos com planejamento financeiro. Mais que moderno e digital, o UP é um consórcio transparente e o único consórcio sem nenhuma taxa até a contemplação.  

O UP é a VERDADEIRA POUPANÇA TURBINADA. Entenda por quê:

No UP, além de todas as vantagens do consórcio tradicional, traz diferenciais que não existem em nenhum outro consórcio. O principal deles é o fato da taxa ser zero enquanto você está POUPANDO. Era o que faltava para o consórcio!

Ou seja: é ótimo para quem poupa e excelente para quem compra!

Outro diferencial do UP é a recompra garantida para a cota contemplada, com as parcelas pagas corrigidas pelo índice oficial da Poupança. 

Com o UP Consórcio você pode adquirir bens (carros e imóveis) e serviços (festas, viagens, cursos, reformas, estética, entre outros), com planos de 20 a 180 parcelas. A fintech é administrada pela Embracon, que é fiscalizada e regulamentada pelo Banco Central. 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre. E o melhor: sem juros, sem taxas de adesão, fundo reserva e administrativa até a contemplação.

Entre em contato conosco, estamos ansiosos por sua parceria! 

Até a próxima!   

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

03/2021

Qual a diferença entre consórcio e financiamento de carro?

Comprar um carro está na lista de objetivos de muitos brasileiros. Acesse e saiba qual a diferença entre consórcio e financiamento de carro!

03/2021

Saiba como planejar a compra do seu primeiro carro

A conquista de um automóvel é um passo importante que precisa ser bem planejado.

03/2021

Valor de consórcio de carro: quanto você precisa investir?

Quanto você precisa para investir em um consórcio e finalmente comprar ou trocar seu carro? Se você não sabe a gente te conta em detalhes o que fazer.

Entenda por que o consórcio é uma Poupança Turbinada

Entenda por que o consórcio é uma Poupança Turbinada

Pesquisa realizada pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), feita anualmente com apoio do Datafolha, aponta os hábitos de poupança e de investimentos dos brasileiros, a partir de informações sobre o comportamento dos investidores e da população, com relação ao uso do dinheiro, as motivações para investir e, em inúmeros casos, a decisão de não aplicar em produtos financeiros. 

Em 2018, o percentual de brasileiros que tinham algum saldo aplicado em produtos de investimento se manteve em 42% – mesmo percentual da pesquisa do ano anterior. O levantamento mostra também que 59% aplicaram em produtos financeiros em que já tinham dinheiro investido em outros anos.

E a poupança se mantém como o principal destino das economias dos investidores brasileiros: 88% deixou as economias na caderneta. Com larga distância da poupança, o segundo produto mais utilizado pela população investidora é a previdência privada, com 6%.)


Mas a pergunta é: por que o brasileiro continua investindo na poupança, sabendo que a rentabilidade é baixa? A resposta se resume em três motivos: 

  • não há dúvidas sobre o funcionamento e a rentabilidade;  
  •  a aplicação é segura e sem burocracia; 
  • oferece liquidez e facilidade de sacar o dinheiro em casos de  necessidade.


Isso significa que os investidores priorizam a segurança em detrimento do quanto seu dinheiro pode render. A grande maioria poupa para realizar um objetivo, como a aquisição de um imóvel, automóvel, bem como a realização de uma reforma ou uma viagem. Sendo assim, o foco não é a maior rentabilidade, mas sim juntar recursos para atingir uma meta de compra. A maior parcela deles (33%) pretende comprar um imóvel. O sonho da casa própria se mantém como o objetivo preferido dos investidores. 

Para quem opta pela poupança para obter capital para a aquisição de bens ou contratação de serviços, o consórcio surge como a melhor opção para o seu objetivo. Entenda porque. 

Por que o Consórcio é uma Poupança Turbinada?

Tanto na poupança quanto em qualquer outro tipo de investimento, o investidor tem que esperar até acumular o valor total para então efetuar a compra. Alguns usam a poupança para guardar o suficiente para a entrada em um financiamento convencional. 

Neste cenário, uma alternativa de crédito se destaca: "poupança turbinada". É como o consórcio vem sendo chamado entre os usuários do sistema. Consórcio é uma modalidade de crédito e poupança amplamente conhecido pelo brasileiro que reúne, em um único produto, muitas possibilidades:


Ferramenta de poupança: um apelido carinhoso adotado pelos consorciados têm sido “boleto do bem”, ou seja, aquele pago todos os meses para um sonho ou objetivo a ser conquistado. É uma forma de blindar a meta;


Modalidade de crédito: quem entra em um consórcio com pressa em liberar o dinheiro, pode ofertar um lance com percentuais próximos ao que seria a entrada no financiamento;


Produto de investimento: pois oferece rentabilidade da carta contemplada e atualizações anuais do crédito.


Quem já aposta nos investimentos mais rentáveis, apesar de privilegiar a liquidez diária, os mantém, em média, por nove anos. O Tesouro Direto, por exemplo, tão difundido nos últimos anos, torna-se viável apenas a longo prazo e a média de permanência de apenas 4 anos prova que o brasileiro não tem dado tempo suficiente para ter o retorno desejado. 

Mas, além dos produtos financeiros, onde estava o dinheiro dos brasileiros que afirmaram ter investido? 

Eles fizeram isso de inúmeras formas. A maior parcela (11%) aplicou seu dinheiro em bens duráveis (carro, moto, caminhão) e imóveis (construção da casa, reforma, compra). Quatro por cento investiu no próprio negócio, seja abrindo um novo ou injetando capital na empresa já existente. 

Além desses, existe o grupo que não tem dinheiro guardado em nenhum produto de investimento. O Brasil conta com 58% de pessoas que declaram não investir. Esse percentual está dividido da seguinte forma: 50% não guardam nada de forma alguma; 6% guardam, mas não usam os produtos financeiros para isso, fazendo-o de outra forma e 2% não conhecem nenhum tipo de investimento.

As condições financeiras são as principais razões de quem não conseguiu investir. As respostas de 80% deste grupo destacam a falta de dinheiro como principal impeditivo para direcionar a verba para a conquista do objetivo. O problema se acentua porque a base do planejamento financeiro pressupõe que é necessário poupar no mínimo 10% dos ganhos, incluindo as economias no orçamento familiar como qualquer outra despesa. 


Leia também: Solucionamos as principais dúvidas sobre Consórcio de Imóveis


É exatamente para quem não tem essa disciplina que ter um boleto fixo que corresponda ao valor que você se propôs a guardar é fundamental. Assim, o consórcio se consolida como um “boleto do bem”, que ajuda a poupar dinheiro e evita que ele seja usado para outro objetivo. A modalidade dá um “turbo”, por assim dizer, nas suas economias e adianta as suas conquistas, permitindo ter um bem em mãos em um prazo curto, seja através do sorteio ou da oferta de lance.

UP Consórcios, consórcio digital para suas conquistas

O UP Consórcios é uma fintech da Embracon que ajuda as pessoas a atingirem seus objetivos com planejamento financeiro. Mais que moderno e digital, o UP é um consórcio transparente e o único consórcio sem nenhuma taxa até a contemplação.  

O UP é a VERDADEIRA POUPANÇA TURBINADA. Entenda por quê:

No UP, além de todas as vantagens do consórcio tradicional, traz diferenciais que não existem em nenhum outro consórcio. O principal deles é o fato da taxa ser zero enquanto você está POUPANDO. Era o que faltava para o consórcio!

Ou seja: é ótimo para quem poupa e excelente para quem compra!

Outro diferencial do UP é a recompra garantida para a cota contemplada, com as parcelas pagas corrigidas pelo índice oficial da Poupança. 

Com o UP Consórcio você pode adquirir bens (carros e imóveis) e serviços (festas, viagens, cursos, reformas, estética, entre outros), com planos de 20 a 180 parcelas. A fintech é administrada pela Embracon, que é fiscalizada e regulamentada pelo Banco Central. 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre. E o melhor: sem juros, sem taxas de adesão, fundo reserva e administrativa até a contemplação.

Entre em contato conosco, estamos ansiosos por sua parceria! 

Até a próxima!   

Últimas Postagens

Tutorial para cadastrar a CNH Digital

A CNH digital é um documento eletrônico que tem o mesmo valor jurídico de sua versão impressa, porém, de um jeito mais prático. Te contamos como fazer.

Oportunidade no agronegócio: consórcio para drones agrícolas

O consórcio é seu aliado para estabelecer um planejamento financeiro, além disso, traz segurança e possui apenas taxa de administração. Saiba como fazer.

Colocar silicone ou reduzir seios com Consórcio de Serviços

Mas estamos aqui para destacar que SIM, é possível colocar silicone ou reduzir seios com planejamento, sem perder dinheiro. Entenda como pode fazer.

FGTS para construir imóvel: entenda como isso é possível

Poucos sabem que com o consórcio é possível gastar menos do que por meio do financiamento, ainda mais podendo utilizar o FGTS. Saiba mais sobre isso!

10 sinais de que você precisa fazer um consórcio

O consórcio é a melhor maneira de você adquirir seu próximo bem por ser flexível ao seu orçamento. Vamos te dar todos os motivos que mostram as vantagens.

Como comprar um carro sem precisar juntar dinheiro

Se você tem dificuldades para juntar dinheiro, existe uma solução para revolucionar a sua vida: o UP Consórcios. Te contamos como funciona o processo.
Próximo
1 / 88
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios