WhatsUP - UP Consórcios
07/2021

O que acontece com a carta de crédito contemplada e não utilizada?

No consórcio, o valor do crédito é atualizado conforme critérios estabelecidos em contrato. Isso já não é novidade para quem está por dentro do consórcio, afinal, essa é uma antiga medida, bastante conhecida, que tem como objetivo garantir o poder de compra do consorciado,  independentemente do momento em que ele for contemplado. 

Agora, no caso de ter sido contemplado e não utilizado a carta de crédito, há algumas informações importantes. Confira!

Carta de crédito contemplada e não utilizada, e agora?

É possível utilizar o crédito do consórcio quando quiser, até o fim do grupo. Essa é uma maneira democrática do consórcio tornar possível aguardar a melhor oportunidade para comprar o bem ou contratar o serviço desejado. No entanto, é necessário ter passado 180 dias da data da contemplação, assim como, o consorciado deve estar com a dívida quitada, seguindo as regras relacionadas com as Normas do Banco Central do Brasil.

Vale ressaltar que o valor da carta de crédito será o da data vigente no dia da contemplação, que é corrigida diariamente por aplicação financeira no mercado, de acordo com as normas do Banco Central. Contudo, pode acontecer do valor da correção da aplicação ser diferente ao da variação do valor do bem. Dessa forma, há o risco de sua carta de crédito não garantir a compra do bem desejado, se o preço do bem subir mais do que o valor da aplicação. Da mesma maneira, se o valor da aplicação for superior ao valor do bem, é possível adquiri-lo e, no fim, ter parte com um dinheirinho sobrando.

Como ser contemplado com carta de crédito no consórcio

O primeiro passo é entrar no consórcio! Brincadeiras a parte, a contemplação pode ocorrer de duas formas: por meio de sorteio ou pela oferta de lance. No caso do sorteio, o participante é contemplado via sorteio considerando o resultado da Loteria Federal. No lance, o consorciado oferta um valor que corresponde a antecipação de parcelas do plano contratado, que trata-se de uma maneira de antecipar a sua contemplação.

O participante interessado oferece o valor que achar mais adequado. Nesse caso, é aconselhado estudar com cuidado o histórico do grupo para entender qual é o percentual médio oferecido pelos participantes e avaliar as condições disponíveis para ofertar valores maiores. Mas, se a contemplação não acontecer de imediato, é só ofertar no mês seguinte, isso porque o lance só é pago se você realmente foi contemplado. Quem fica responsável por organizar e gerenciar os grupos é a administradora de consórcios, que distribui os interessados conforme o valor do crédito pretendido. 

No UP Consórcios, por exemplo, você pode contratar online e tem acesso a vários diferenciais. A administradora também é responsável por organizar as assembleias mensais, momento em que ocorrem as contemplações, via sorteio ou lance

Resumindo: ao contratar um consórcio, você passa a fazer parte de um grupo que possui  um objetivo em comum, forma uma poupança coletiva (ou um auto-financiamento) destinado à compra de um bem definido previamente. 

As assembleia de consórcio é o momento em que acontecem os sorteios e as ofertas de lances. São elas que permitem a contemplação de um ou mais participantes, que  podem utilizar os recursos para comprar o bem desejado. Juntos, esses recursos são reunidos na forma da carta de crédito, que trata-se do valor para a contratação do serviço ou compra do bem especificado. A carta de crédito, dessa forma, é um valor no qual é possível adquirir o bem desejado a partir do consórcio. O objetivo dela é estabelecer segurança para quem compra e também para a administradora do negócio, assim, o valor contratado é pago e será recebido até o fim do plano. 

o-que-acontece-com-a-carta-de-credito-contemplada-e-nao-utilizada

Diferente da compra à vista, para conseguir a carta de crédito é preciso passar por alguns procedimentos, veja só: 

Definição do valor

O primeiro passo (real oficial) para conseguir a carta de crédito é definir seu valor. Ou seja, o valor que ele deseja para alcançar seu objetivo de compra. E mais que isso, é preciso definir qual a quantia que pode pagar por mês.

Para ter sucesso nessa escolha, a dica é definir bem o tempo de consórcio e da renda. O mais indicado é que o valor da parcela não comprometa mais do que 30% da renda, contribuindo para a segurança financeira do participante do consórcio.

Não se preocupe, se você ainda não tem muito bem definido o valor, é possível alterá-lo quando o consórcio já está em andamento. Se no meio do andamento do consórcio, por exemplo, você não conseguir fazer o pagamento das parcelas de um determinado valor, é possível reduzir a carta de crédito para driblar as preocupações financeiras. Por outro lado, quem quiser pagar um pouco mais, pode estender o seu limite. O mais importante de tudo é sempre estar em contato com a administradora do consórcio e respeitar as regras previamente  definidas no contrato.

É preciso ser contemplado no consórcio

Todos que começam a pagar as mensalidades serão contemplados. No entanto, nenhuma administradora de consórcio pode garantir a data que essa contemplação acontecerá. Pode ser no primeiro, no segundo, no último mês…

Isso porque o consorciado, ao investir em uma carta, participa de um grupo com diversos outros consorciados interessados em bens semelhantes.

Todos os meses são realizadas assembleias para divulgar os contemplados de acordo com o sorteio da Loteria Federal. Como os concursos são realizados duas vezes por semana, às quartas e sábados, considera-se o sorteio mais próximo à data das Assembleias.

Se você for sorteado, é contemplado com a carta de crédito. Porém, existe outra forma que pode garantir a contemplação de forma mais rápida – ou de acordo com o que você tiver planejado: a oferta do lance.

Contemplado por lance

Quem deseja antecipar a aquisição do bem, pode optar pelo lance. Funciona da seguinte forma: até o dia anterior à Assembleia, você pode fazer  uma oferta com o valor que dispõe para pagamento do lance, por e-mail, aplicativo ou central telefônica.

Para definir o valor do lance, você pode fazer este cálculo pela quantidade de parcelas que deseja quitar da sua carta ou acompanhar os valores contemplados ao longo das assembleias, ofertando um percentual da sua carta de crédito.

Vale lembrar que registrar a oferta do valor antes da assembleia não significa que ele é debitado antes do sorteio. Somente após a contemplação que o valor deve ser pago  para a administradora do consórcio.

Aquisição indireta

Já que estamos falando de aquisição, é fundamental notar que, se tratando do funcionamento, a carta de crédito promove uma aquisição indireta. Esse valor, na realidade, é utilizado pela administradora para adquirir o bem desejado. Diante disso, o valor não cai diretamente na conta do contemplado, e sim é utilizado para fazer a aquisição do que é desejado. 

Isso é importante para evitar que os recursos sejam utilizados para bens diferentes daqueles contratados — ou seja, uma carta de crédito imobiliário, por exemplo, serve para comprar bens relacionados a imóveis, dessa forma não podem ser utilizados para outros fins, como adquirir um automóvel.

Pagamento à vista

Uma coisa é certa, o contemplado não pode fazer a aquisição de forma direta do bem ou serviço, entretanto, ele ganha muito poder de negociação. Como o pagamento é realizado à vista, é possível conseguir descontos diante da liquidez da operação.

Vamos a um exemplo, se o contemplado desejar adquirir um imóvel de R$ 300 mil, mas o imóvel fica semanas no mercado e começa a indicar que vai encalhar, essa é a hora que o proprietário começa a ficar atento com a desvalorização do bem e a potencial perda de dinheiro. Diante disso, com a carta de crédito, você pode fazer uma proposta no valor de R$ 285 mil, e então pode alegar que o pagamento é feito à vista. Se o proprietário não aceitar a primeira oferta, é provável que o valor de venda final seja consideravelmente abaixo do valor inicial. Diante disso, como há riscos menores para quem vende, a oferta de dinheiro vivo e do valor integral à vista, geralmente, torna disponível descontos muito vantajosos, o que permite um melhor uso da carta de crédito.

Faça simulação de consórcio aqui no UP e se prepare para tirar os planos do papel com total segurança e tranquilidade




Outras matérias relacionadas

07/2021

Vontade de comprar apartamento né, minha filha? Conheça o consórcio imobiliário!

De fato, é uma grande conquista que merece total atenção na hora de investir, isso porque envolve também um alto investimento. Consórcio pode te ajudar!

07/2021

Como fazer um consórcio de carro usado

Tenho certeza que você já está convencido das vantagens do consórcio de carro x financiamento. Acesse e saiba como fazer um consórcio de carro usado!

07/2021

Vale a pena comprar casa em condomínio fechado?

Você tem interesse em comprar casa em condomínio fechado? Então você precisa ler esse artigo!

O que acontece com a carta de crédito contemplada e não utilizada?

O que acontece com a carta de crédito contemplada e não utilizada?

No consórcio, o valor do crédito é atualizado conforme critérios estabelecidos em contrato. Isso já não é novidade para quem está por dentro do consórcio, afinal, essa é uma antiga medida, bastante conhecida, que tem como objetivo garantir o poder de compra do consorciado,  independentemente do momento em que ele for contemplado. 

Agora, no caso de ter sido contemplado e não utilizado a carta de crédito, há algumas informações importantes. Confira!

Carta de crédito contemplada e não utilizada, e agora?

É possível utilizar o crédito do consórcio quando quiser, até o fim do grupo. Essa é uma maneira democrática do consórcio tornar possível aguardar a melhor oportunidade para comprar o bem ou contratar o serviço desejado. No entanto, é necessário ter passado 180 dias da data da contemplação, assim como, o consorciado deve estar com a dívida quitada, seguindo as regras relacionadas com as Normas do Banco Central do Brasil.

Vale ressaltar que o valor da carta de crédito será o da data vigente no dia da contemplação, que é corrigida diariamente por aplicação financeira no mercado, de acordo com as normas do Banco Central. Contudo, pode acontecer do valor da correção da aplicação ser diferente ao da variação do valor do bem. Dessa forma, há o risco de sua carta de crédito não garantir a compra do bem desejado, se o preço do bem subir mais do que o valor da aplicação. Da mesma maneira, se o valor da aplicação for superior ao valor do bem, é possível adquiri-lo e, no fim, ter parte com um dinheirinho sobrando.

Como ser contemplado com carta de crédito no consórcio

O primeiro passo é entrar no consórcio! Brincadeiras a parte, a contemplação pode ocorrer de duas formas: por meio de sorteio ou pela oferta de lance. No caso do sorteio, o participante é contemplado via sorteio considerando o resultado da Loteria Federal. No lance, o consorciado oferta um valor que corresponde a antecipação de parcelas do plano contratado, que trata-se de uma maneira de antecipar a sua contemplação.

O participante interessado oferece o valor que achar mais adequado. Nesse caso, é aconselhado estudar com cuidado o histórico do grupo para entender qual é o percentual médio oferecido pelos participantes e avaliar as condições disponíveis para ofertar valores maiores. Mas, se a contemplação não acontecer de imediato, é só ofertar no mês seguinte, isso porque o lance só é pago se você realmente foi contemplado. Quem fica responsável por organizar e gerenciar os grupos é a administradora de consórcios, que distribui os interessados conforme o valor do crédito pretendido. 

No UP Consórcios, por exemplo, você pode contratar online e tem acesso a vários diferenciais. A administradora também é responsável por organizar as assembleias mensais, momento em que ocorrem as contemplações, via sorteio ou lance

Resumindo: ao contratar um consórcio, você passa a fazer parte de um grupo que possui  um objetivo em comum, forma uma poupança coletiva (ou um auto-financiamento) destinado à compra de um bem definido previamente. 

As assembleia de consórcio é o momento em que acontecem os sorteios e as ofertas de lances. São elas que permitem a contemplação de um ou mais participantes, que  podem utilizar os recursos para comprar o bem desejado. Juntos, esses recursos são reunidos na forma da carta de crédito, que trata-se do valor para a contratação do serviço ou compra do bem especificado. A carta de crédito, dessa forma, é um valor no qual é possível adquirir o bem desejado a partir do consórcio. O objetivo dela é estabelecer segurança para quem compra e também para a administradora do negócio, assim, o valor contratado é pago e será recebido até o fim do plano. 

o-que-acontece-com-a-carta-de-credito-contemplada-e-nao-utilizada

Diferente da compra à vista, para conseguir a carta de crédito é preciso passar por alguns procedimentos, veja só: 

Definição do valor

O primeiro passo (real oficial) para conseguir a carta de crédito é definir seu valor. Ou seja, o valor que ele deseja para alcançar seu objetivo de compra. E mais que isso, é preciso definir qual a quantia que pode pagar por mês.

Para ter sucesso nessa escolha, a dica é definir bem o tempo de consórcio e da renda. O mais indicado é que o valor da parcela não comprometa mais do que 30% da renda, contribuindo para a segurança financeira do participante do consórcio.

Não se preocupe, se você ainda não tem muito bem definido o valor, é possível alterá-lo quando o consórcio já está em andamento. Se no meio do andamento do consórcio, por exemplo, você não conseguir fazer o pagamento das parcelas de um determinado valor, é possível reduzir a carta de crédito para driblar as preocupações financeiras. Por outro lado, quem quiser pagar um pouco mais, pode estender o seu limite. O mais importante de tudo é sempre estar em contato com a administradora do consórcio e respeitar as regras previamente  definidas no contrato.

É preciso ser contemplado no consórcio

Todos que começam a pagar as mensalidades serão contemplados. No entanto, nenhuma administradora de consórcio pode garantir a data que essa contemplação acontecerá. Pode ser no primeiro, no segundo, no último mês…

Isso porque o consorciado, ao investir em uma carta, participa de um grupo com diversos outros consorciados interessados em bens semelhantes.

Todos os meses são realizadas assembleias para divulgar os contemplados de acordo com o sorteio da Loteria Federal. Como os concursos são realizados duas vezes por semana, às quartas e sábados, considera-se o sorteio mais próximo à data das Assembleias.

Se você for sorteado, é contemplado com a carta de crédito. Porém, existe outra forma que pode garantir a contemplação de forma mais rápida – ou de acordo com o que você tiver planejado: a oferta do lance.

Contemplado por lance

Quem deseja antecipar a aquisição do bem, pode optar pelo lance. Funciona da seguinte forma: até o dia anterior à Assembleia, você pode fazer  uma oferta com o valor que dispõe para pagamento do lance, por e-mail, aplicativo ou central telefônica.

Para definir o valor do lance, você pode fazer este cálculo pela quantidade de parcelas que deseja quitar da sua carta ou acompanhar os valores contemplados ao longo das assembleias, ofertando um percentual da sua carta de crédito.

Vale lembrar que registrar a oferta do valor antes da assembleia não significa que ele é debitado antes do sorteio. Somente após a contemplação que o valor deve ser pago  para a administradora do consórcio.

Aquisição indireta

Já que estamos falando de aquisição, é fundamental notar que, se tratando do funcionamento, a carta de crédito promove uma aquisição indireta. Esse valor, na realidade, é utilizado pela administradora para adquirir o bem desejado. Diante disso, o valor não cai diretamente na conta do contemplado, e sim é utilizado para fazer a aquisição do que é desejado. 

Isso é importante para evitar que os recursos sejam utilizados para bens diferentes daqueles contratados — ou seja, uma carta de crédito imobiliário, por exemplo, serve para comprar bens relacionados a imóveis, dessa forma não podem ser utilizados para outros fins, como adquirir um automóvel.

Pagamento à vista

Uma coisa é certa, o contemplado não pode fazer a aquisição de forma direta do bem ou serviço, entretanto, ele ganha muito poder de negociação. Como o pagamento é realizado à vista, é possível conseguir descontos diante da liquidez da operação.

Vamos a um exemplo, se o contemplado desejar adquirir um imóvel de R$ 300 mil, mas o imóvel fica semanas no mercado e começa a indicar que vai encalhar, essa é a hora que o proprietário começa a ficar atento com a desvalorização do bem e a potencial perda de dinheiro. Diante disso, com a carta de crédito, você pode fazer uma proposta no valor de R$ 285 mil, e então pode alegar que o pagamento é feito à vista. Se o proprietário não aceitar a primeira oferta, é provável que o valor de venda final seja consideravelmente abaixo do valor inicial. Diante disso, como há riscos menores para quem vende, a oferta de dinheiro vivo e do valor integral à vista, geralmente, torna disponível descontos muito vantajosos, o que permite um melhor uso da carta de crédito.

Faça simulação de consórcio aqui no UP e se prepare para tirar os planos do papel com total segurança e tranquilidade




Últimas Postagens

Apartamento com varanda gourmet: dicas de decoração

Além das vantagens por si só, um apartamento com varanda gourmet pode ser ainda mais otimizado. Neste artigo te daremos algumas dicas de decoração.

Quais são os tipos de consórcio para abrir um negócio?

O consórcio para abrir um negócio é uma excelente alternativa para quem está pensando e em concretizar novos planos! Podemos te ajudar no processo.

Quanto custa um apartamento no Consórcio?

Você sabe quanto custa um apartamento no consórcio? O sistema de consórcios oferece planos e vantagens exclusivas para você programar a sua compra. Confira!

5 razões para comprar apartamento de luxo como investimento

Comprar um apartamento de luxo é equivalente a comprar uma fatia valiosa da cidade. Quer saber como fazer para ter um apartamento como investimento? Confira!

Financiamento de caminhão é uma boa escolha?

Além disso, os trâmites para financiamento de caminhão são complexos, haja burocracia…Neste artigo te explicamos o porquê e a solução para isso.

Financiamento de carro: qual a melhor modalidade de compra?

Muitos consumidores costumam ficar em dúvida sobre qual opção escolher: financiamento de carro ou consórcio? Calma que estamos aqui para te ajudar na escolha.
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios