Voltar
05/2021

O que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?

Com certeza esta é uma dúvida presente na vida de muitas pessoas. Alugar ou comprar imóvel: o que é melhor financeiramente? Essa questão realmente não é tão fácil de resolver assim, afinal e envolvem questionamentos cruciais para solucionar o assunto.

Normalmente, a primeira problemática está relacionada estritamente ao financeiro. Para compreender o que é mais vantajoso a nível financeiro, você não deve olhar somente se a parcela cabe no bolso. É fundamental analisar a relação entre o preço do aluguel e o valor do imóvel. Acompanhe este conteúdo e saiba mais! 

Afinal, o que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?

O primeiro passo, antes de qualquer coisa, é dividir o preço do aluguel do imóvel pelo seu valor de venda. Se você estiver fazendo somente uma simulação para comprar imóvel e não têm os valores corretos, é possível fazer uso do preço de venda de um imóvel semelhante na mesma região pelo metro quadrado. Após isso, calcule quanto o resultado representa em termos de percentual.

Exemplo: se você conseguir alugar um imóvel de 500 mil reais por 2 mil reais por mês, o preço a ser pago do aluguel representa 0,4% do valor do imóvel, uma vez que 2.000/500.000 = 0,004.

Feito isso, é hora de comparar esse percentual com a remuneração de aplicações financeiras conservadoras. É essencial escolher aplicações atreladas à inflação, como o título público Tesouro IPCA+, isso porque os preços dos aluguéis costumam ser corrigidos pela inflação.

Os títulos públicos relacionados à inflação pagam uma taxa de juros superior ao valor do IPCA. É com essa taxa que você deve comparar. Dica: como ela é manifestada em termos anuais, é importante convertê-la em uma taxa mensal. Ou por outro lado, faça a conversão da taxa do aluguel em uma taxa anual.

Para ter sucesso nessa ação, utilize calculadoras de conversão de taxas mensais para anuais e vice-versa. Você pode encontrar essas ferramentas online, já a rentabilidade dos títulos Tesouro IPCA+ você irá encontrar no site do Tesouro Direto.

Seguindo o exemplo acima, suponha que os títulos associados à inflação estejam pagando, acima do IPCA, uma remuneração de mais ou menos 6% ao ano. Nesse caso, corresponde a 0,5% ao mês. Caso a taxa do aluguel for menor que a rentabilidade real (acima da inflação) da renda fixa conservadora, aqui, vale mais a pena alugar do que comprar. Do contrário, a compra do imóvel é financeiramente mais vantajosa.

Diante de tudo isso. A resposta correta sobre alugar ou comprar imóvel é…

Depende do momento que está enfrentando, da sua situação financeira e do contexto econômico do país. 

Entretanto, NUNCA se esqueça, comprar um imóvel é um investimento maior – cujo retorno é perfeito: uma propriedade em seu nome. 

Por outro lado, alugar um imóvel não demanda um investimento inicial tão alto, porém não traz um retorno tão significativo; é por esse motivo que muitos dizem que alugar um imóvel não vale a pena.

De qualquer forma, planejamento é essencial e indispensável em ambos os casos. 

E já que você vai montar um planejamento financeiro. Por que não fazer um consórcio para comprar imóvel? Melhor ainda se for sem alto investimento inicial! 

Consórcio para comprar imóvel: fique livre do aluguel! 

Para entender como funciona um consórcio de imóvel de maneira simples, pense em um grupo de pessoas que deseja comprar um bem, como um imóvel, porém nenhuma delas tem a quantia necessária nas palmas das mãos. Ao se organizar para contribuir mensalmente com valores iguais, esse grupo de pessoas consegue comprar ao menos um imóvel à vista por mês!

Aqui entra em cena os sorteios cuja finalidade é decidir quem fica com o crédito para a compra imóvel da vez - os sorteios são feitos entre os membros do grupo. Contribuindo até o final do prazo estabelecido, mesmo após serem contemplados, todos conseguem conquistar seu objetivo, uns antes outros depois. 

Esta é a explicação básica. Porém, em um consórcio vamos bem além disso. Reunindo um bom número de pessoas, temos saldo suficiente para contemplar diversas cotas e não somente uma via sorteio. Aqueles que têm pressa em usar o crédito podem ofertar um lance e, assim adiantar a contemplação.

O que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?


Quem fica responsável por organizar e gerenciar os grupos é a administradora de consórcios, que distribui os interessados conforme o valor do crédito pretendido. 

(No UP Consórcios você pode contratar online e tem acesso a vários diferenciais). A administradora também é responsável por organizar as assembléias mensais, momento em que ocorrem as contemplações, via sorteio ou lance

Resumindo: ao contratar um consórcio de imóvel, você passa a fazer parte de um grupo que possui um objetivo em comum, forma uma poupança coletiva (ou um auto-financiamento) destinado à compra de um bem definido previamente. Acompanhe outras vantagens desta modalidade de compra! 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre. E o melhor: sem juros, sem taxas de adesão, fundo de reserva e taxas administrativas até a contemplação. 

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

05/2021

Casa ou apartamento: qual é o melhor pra você?

A melhor opção é a que se encaixa ao seu estilo de vida. Saiba como escolher.

05/2021

Qual a diferença entre Loteamento e Condomínio fechado?

Você sabe a diferença de loteamento e condomínio fechado? Nós te contamos quais são as principais.

05/2021

Solucionamos as principais dúvidas sobre Consórcio de Serviços

Neste conteúdo, solucionamos as principais dúvidas sobre o Consórcio de Serviços. Acesse e saiba como essa modalidade pode te ajudar a conquistar seu objetivo!

O que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?

O que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?

Com certeza esta é uma dúvida presente na vida de muitas pessoas. Alugar ou comprar imóvel: o que é melhor financeiramente? Essa questão realmente não é tão fácil de resolver assim, afinal e envolvem questionamentos cruciais para solucionar o assunto.

Normalmente, a primeira problemática está relacionada estritamente ao financeiro. Para compreender o que é mais vantajoso a nível financeiro, você não deve olhar somente se a parcela cabe no bolso. É fundamental analisar a relação entre o preço do aluguel e o valor do imóvel. Acompanhe este conteúdo e saiba mais! 

Afinal, o que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?

O primeiro passo, antes de qualquer coisa, é dividir o preço do aluguel do imóvel pelo seu valor de venda. Se você estiver fazendo somente uma simulação para comprar imóvel e não têm os valores corretos, é possível fazer uso do preço de venda de um imóvel semelhante na mesma região pelo metro quadrado. Após isso, calcule quanto o resultado representa em termos de percentual.

Exemplo: se você conseguir alugar um imóvel de 500 mil reais por 2 mil reais por mês, o preço a ser pago do aluguel representa 0,4% do valor do imóvel, uma vez que 2.000/500.000 = 0,004.

Feito isso, é hora de comparar esse percentual com a remuneração de aplicações financeiras conservadoras. É essencial escolher aplicações atreladas à inflação, como o título público Tesouro IPCA+, isso porque os preços dos aluguéis costumam ser corrigidos pela inflação.

Os títulos públicos relacionados à inflação pagam uma taxa de juros superior ao valor do IPCA. É com essa taxa que você deve comparar. Dica: como ela é manifestada em termos anuais, é importante convertê-la em uma taxa mensal. Ou por outro lado, faça a conversão da taxa do aluguel em uma taxa anual.

Para ter sucesso nessa ação, utilize calculadoras de conversão de taxas mensais para anuais e vice-versa. Você pode encontrar essas ferramentas online, já a rentabilidade dos títulos Tesouro IPCA+ você irá encontrar no site do Tesouro Direto.

Seguindo o exemplo acima, suponha que os títulos associados à inflação estejam pagando, acima do IPCA, uma remuneração de mais ou menos 6% ao ano. Nesse caso, corresponde a 0,5% ao mês. Caso a taxa do aluguel for menor que a rentabilidade real (acima da inflação) da renda fixa conservadora, aqui, vale mais a pena alugar do que comprar. Do contrário, a compra do imóvel é financeiramente mais vantajosa.

Diante de tudo isso. A resposta correta sobre alugar ou comprar imóvel é…

Depende do momento que está enfrentando, da sua situação financeira e do contexto econômico do país. 

Entretanto, NUNCA se esqueça, comprar um imóvel é um investimento maior – cujo retorno é perfeito: uma propriedade em seu nome. 

Por outro lado, alugar um imóvel não demanda um investimento inicial tão alto, porém não traz um retorno tão significativo; é por esse motivo que muitos dizem que alugar um imóvel não vale a pena.

De qualquer forma, planejamento é essencial e indispensável em ambos os casos. 

E já que você vai montar um planejamento financeiro. Por que não fazer um consórcio para comprar imóvel? Melhor ainda se for sem alto investimento inicial! 

Consórcio para comprar imóvel: fique livre do aluguel! 

Para entender como funciona um consórcio de imóvel de maneira simples, pense em um grupo de pessoas que deseja comprar um bem, como um imóvel, porém nenhuma delas tem a quantia necessária nas palmas das mãos. Ao se organizar para contribuir mensalmente com valores iguais, esse grupo de pessoas consegue comprar ao menos um imóvel à vista por mês!

Aqui entra em cena os sorteios cuja finalidade é decidir quem fica com o crédito para a compra imóvel da vez - os sorteios são feitos entre os membros do grupo. Contribuindo até o final do prazo estabelecido, mesmo após serem contemplados, todos conseguem conquistar seu objetivo, uns antes outros depois. 

Esta é a explicação básica. Porém, em um consórcio vamos bem além disso. Reunindo um bom número de pessoas, temos saldo suficiente para contemplar diversas cotas e não somente uma via sorteio. Aqueles que têm pressa em usar o crédito podem ofertar um lance e, assim adiantar a contemplação.

O que vale mais a pena: alugar ou comprar imóvel?


Quem fica responsável por organizar e gerenciar os grupos é a administradora de consórcios, que distribui os interessados conforme o valor do crédito pretendido. 

(No UP Consórcios você pode contratar online e tem acesso a vários diferenciais). A administradora também é responsável por organizar as assembléias mensais, momento em que ocorrem as contemplações, via sorteio ou lance

Resumindo: ao contratar um consórcio de imóvel, você passa a fazer parte de um grupo que possui um objetivo em comum, forma uma poupança coletiva (ou um auto-financiamento) destinado à compra de um bem definido previamente. Acompanhe outras vantagens desta modalidade de compra! 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre. E o melhor: sem juros, sem taxas de adesão, fundo de reserva e taxas administrativas até a contemplação. 

Últimas Postagens

Consórcio de veículos em crescimento no Brasil

Se você quer fazer um comprar um carro, antes precisa entender como consórcio de veículos em crescimento no Brasil pode te ajudar.

O que acontece com o consórcio após a morte do consorciado sem seguro?

Você sabe o que acontece com o consórcio após a morte do consorciado sem seguro? É uma situação triste, mas explicamos a parte burocrática.

Investimento imobiliário em Balneário Camboriu

Saiba tudo sobre investimento imobiliário em Balneário Camboriu. Não perca mais tempo e invista na compra do seu imóvel com o UP Consórcios!

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Conseguir conquistar algum bem de alto valor, como um imóvel ou um carro novo, envolve se organizar financeiramente.

Quanto custa um consórcio para comprar carro?

Diante de todas as incertezas, o consórcio para comprar carro é a melhor opção, sobretudo se comparado ao financiamento.

Como funciona a alienação de bens no consórcio de Serviços?

A segurança de investimento que o consórcio proporciona é destaque no mercado há tempos. Acompanhe este conteúdo e confira como funciona esse processo!
Próximo
1 / 94
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios