07/2021

Como funciona o reajuste anual da cota para valorização do crédito

Uma coisa é fato: qualquer que seja o bem que se queira adquirir, planejamento é fundamental. Se você já contratou sua cota ou deseja contratar, mas tem aquela dúvida sobre o reajuste anual da sua, este conteúdo é pra você. 

Antes, é importante entender como é estipulado o valor das parcelas de um consórcio. Então vamos a um exemplo: 

Um investidor de consórcio faz a aquisição de um crédito de R$ 20 mil, que deve ser pago em 20 meses. Essa quantia é dividida pelo tempo e considera outros fatores, como:

O conjunto desses fatores determina a parcela mensal, que tem  influência direta pelo prazo escolhido pelo investidor de consórcio para quitar o crédito. Dessa forma, é essencial compreender como funciona o reajuste do consórcio para fechar um bom investimento.Por que há reajuste no consórcio? 

O reajuste do consórcio causa dois efeitos: o primeiro, na parcela do consórcio, o outro é a influência no valor do crédito, que deve ser conhecido em detalhes.

Existem 2 tipos de reajustes no consórcio, que correspondem a 3 modalidades de cotas.

1) Aquisição de Crédito (IPCA) - Consórcio de Automóveis

O primeiro reajuste está relacionado a aquisição de crédito, e é reajustado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para a compra de um carro.

O reajuste dá o ar da graça anualmente e pode ser chamado de “aniversário da cota de consórcio”. Neste momento o participante tem o valor de sua parcela atualizado  durante o próximo ano. A melhor parte é que o valor do crédito a ser recebido após a contemplação está sempre atualizado de acordo com os índices do setor. 

2) Aquisição de Crédito (INCC) - Consórcio de Imóveis

Assim como para consórcio de automóveis, o mesmo vale para imóveis. Porém, a taxa de reajuste é determinada pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), responsável por verificar os custos de obras no segmento de habitação.

Entenda como funciona o reajuste anual da cota para valorização do créditono UP 

O reajuste do consórcio envolve duas situações: a cota não contemplada e a contemplada.No primeiro caso, o reajuste funciona para um veículo e para um imóvel, por exemplo, da mesma forma. Pense no consorciado que tem uma cota de R$ 20 mil e que a inflação anual do IPCA foi de 1%.

Nesse caso, foi aplicado 1% em cima de R$ 20 mil. Essa operação fez com que o valor total do crédito passe para R$ 20.200,00,  assim, as parcelas são recalculadas com base nesse valor. Isso acontece anualmente, com base no índice de inflação utilizado em cada grupo de consórcio.

Agora vamos lá, todo esse processo é definido no contrato. O cliente já sabe que o reajuste pode ser feito pelo IPCA ou INCC, de acordo com a modalidade contratada.  No caso do reajuste anual, a variação será no aniversário da cota.

Já  no segundo caso, se o consorciado for contemplado e demorar para tirar o crédito ou escolher o que vai adquirir, o crédito de R$ 20 mil vai para um fundo de curto prazo e continua rendendo até a retirada do recurso financeiro.

Isso é MUITO diferente do reajuste do crédito, porque há um rendimento para o cliente, se ele escolher por não usar o dinheiro no momento. Existe também a opção de utilizar o recurso financeiro como uma aplicação de curto prazo.

Importância do reajuste anual da cota

Aqui uma informação muito importante: se não é feito o reajuste da cota de consórcio, o participante pode não receber o crédito necessário para compra do seu bem. 

Isso acontece porque a inflação do IPCA e do INCC influencia no valor dos bens adquiridos.

Dentro de um consórcio, todos os integrantes devem participar de forma igual e respeitar os reajustes. A medida é fundamental para que o bem seja entregue a todos, considerando também as mudanças no valor das parcelas durante o contrato.

Como funciona o reajuste anual da cota para valorização do crédito


Esse procedimento é essencial para que os últimos sorteados possam adquirir o bem desejado. Por ser um investimento de longo prazo, o consórcio demanda que todos os membros estejam comprometidos em respeitar os valores e os prazos de pagamento.

Além disso, é importante que a administradora atue para evitar a inadimplência dos participantes do consórcio e garantir que todas as regras sejam devidamente seguidas até o fim do consórcio.

Como ser transparente é um dos aspectos cada vez mais valorizado por consumidores e empresas atualmente, nós do UP Consórcios valorizamos essa informação: mesmo que um participante seja contemplado, as parcelas do consórcio serão corrigidas no aniversário da cota. E agora você já sabe, isso se deve ao fato do grupo de consórcio necessitar de recursos para atualizar o crédito dos integrantes que ainda não foram beneficiados.

Dessa maneira, o consórcio atinge a principal meta: proporcionar a todos a compra de um bem de forma justa e acessível. 

Outras matérias relacionadas

07/2021

Consórcio é burocrático?

O Consórcio vem conquistando cada vez mais o coração dos brasileiros. Mas ele é burocrático? Acesse nossa postagem e saiba mais detalhes!

07/2021

É difícil conseguir a carta de crédito no consórcio?

É difícil conseguir a carta de crédito no consórcio? Tire essa e outras dúvidas sobre o consórcio, a melhor forma de conquistar seu bem!

07/2021

Qual a melhor modalidade para comprar o primeiro imóvel?

Vamos te mostrar como escolher a melhor modalidade para comprar o primeiro imóvel!

Como funciona o reajuste anual da cota para valorização do crédito

Como funciona o reajuste anual da cota para valorização do crédito

Uma coisa é fato: qualquer que seja o bem que se queira adquirir, planejamento é fundamental. Se você já contratou sua cota ou deseja contratar, mas tem aquela dúvida sobre o reajuste anual da sua, este conteúdo é pra você. 

Antes, é importante entender como é estipulado o valor das parcelas de um consórcio. Então vamos a um exemplo: 

Um investidor de consórcio faz a aquisição de um crédito de R$ 20 mil, que deve ser pago em 20 meses. Essa quantia é dividida pelo tempo e considera outros fatores, como:

O conjunto desses fatores determina a parcela mensal, que tem  influência direta pelo prazo escolhido pelo investidor de consórcio para quitar o crédito. Dessa forma, é essencial compreender como funciona o reajuste do consórcio para fechar um bom investimento.Por que há reajuste no consórcio? 

O reajuste do consórcio causa dois efeitos: o primeiro, na parcela do consórcio, o outro é a influência no valor do crédito, que deve ser conhecido em detalhes.

Existem 2 tipos de reajustes no consórcio, que correspondem a 3 modalidades de cotas.

1) Aquisição de Crédito (IPCA) - Consórcio de Automóveis

O primeiro reajuste está relacionado a aquisição de crédito, e é reajustado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para a compra de um carro.

O reajuste dá o ar da graça anualmente e pode ser chamado de “aniversário da cota de consórcio”. Neste momento o participante tem o valor de sua parcela atualizado  durante o próximo ano. A melhor parte é que o valor do crédito a ser recebido após a contemplação está sempre atualizado de acordo com os índices do setor. 

2) Aquisição de Crédito (INCC) - Consórcio de Imóveis

Assim como para consórcio de automóveis, o mesmo vale para imóveis. Porém, a taxa de reajuste é determinada pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), responsável por verificar os custos de obras no segmento de habitação.

Entenda como funciona o reajuste anual da cota para valorização do créditono UP 

O reajuste do consórcio envolve duas situações: a cota não contemplada e a contemplada.No primeiro caso, o reajuste funciona para um veículo e para um imóvel, por exemplo, da mesma forma. Pense no consorciado que tem uma cota de R$ 20 mil e que a inflação anual do IPCA foi de 1%.

Nesse caso, foi aplicado 1% em cima de R$ 20 mil. Essa operação fez com que o valor total do crédito passe para R$ 20.200,00,  assim, as parcelas são recalculadas com base nesse valor. Isso acontece anualmente, com base no índice de inflação utilizado em cada grupo de consórcio.

Agora vamos lá, todo esse processo é definido no contrato. O cliente já sabe que o reajuste pode ser feito pelo IPCA ou INCC, de acordo com a modalidade contratada.  No caso do reajuste anual, a variação será no aniversário da cota.

Já  no segundo caso, se o consorciado for contemplado e demorar para tirar o crédito ou escolher o que vai adquirir, o crédito de R$ 20 mil vai para um fundo de curto prazo e continua rendendo até a retirada do recurso financeiro.

Isso é MUITO diferente do reajuste do crédito, porque há um rendimento para o cliente, se ele escolher por não usar o dinheiro no momento. Existe também a opção de utilizar o recurso financeiro como uma aplicação de curto prazo.

Importância do reajuste anual da cota

Aqui uma informação muito importante: se não é feito o reajuste da cota de consórcio, o participante pode não receber o crédito necessário para compra do seu bem. 

Isso acontece porque a inflação do IPCA e do INCC influencia no valor dos bens adquiridos.

Dentro de um consórcio, todos os integrantes devem participar de forma igual e respeitar os reajustes. A medida é fundamental para que o bem seja entregue a todos, considerando também as mudanças no valor das parcelas durante o contrato.

Como funciona o reajuste anual da cota para valorização do crédito


Esse procedimento é essencial para que os últimos sorteados possam adquirir o bem desejado. Por ser um investimento de longo prazo, o consórcio demanda que todos os membros estejam comprometidos em respeitar os valores e os prazos de pagamento.

Além disso, é importante que a administradora atue para evitar a inadimplência dos participantes do consórcio e garantir que todas as regras sejam devidamente seguidas até o fim do consórcio.

Como ser transparente é um dos aspectos cada vez mais valorizado por consumidores e empresas atualmente, nós do UP Consórcios valorizamos essa informação: mesmo que um participante seja contemplado, as parcelas do consórcio serão corrigidas no aniversário da cota. E agora você já sabe, isso se deve ao fato do grupo de consórcio necessitar de recursos para atualizar o crédito dos integrantes que ainda não foram beneficiados.

Dessa maneira, o consórcio atinge a principal meta: proporcionar a todos a compra de um bem de forma justa e acessível. 

Últimas Postagens

Como funciona a contemplação no consórcio? Tudo que você precisa saber

Neste artigo nós te contamos tudo o que você precisa saber sobre como funciona a contemplação no consórcio. Continua a leitura para saber o passo a passo.

Se eu for contemplado no fim do plano, não pago taxa?

Você sabe como funciona o processo de contemplação? Caso seja contemplado no fim do plano existem taxas que precisam ser pagas independente do tempo.

3 motivos para investir no consórcio agora mesmo!

Todos nós almejamos conquistar algo, ou realizar desejos que há tempos estão nos aguardando, não é mesmo? Daremos 3 motivos para investir no consorcio.

O consórcio de imóveis está batendo recorde em adesões, entenda porquê

O consórcio de imóveis é um excelente tipo de investimento, principalmente por se tratar de uma modalidade segura e livre de burocracias. Entenda como funciona!

Tendências de investimento com consórcio: segurança de compra

Preparamos este artigo para você ficar por dentro das tendências de investimento com consórcio. Com consórcio você tem segurança de compra!

5 razões inteligentes para fazer um consórcio de intercâmbio e não perder oportunidades!

O consórcio de intercâmbio é uma luz para quem está sem muita perspectiva… Com ele, é possível se planejar, e ter uma experiência inesquecível. Confira!
Próximo
1 / 98
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios