Voltar
04/2020

Dicas para pechinchar na hora da sua reforma

Está com o orçamento restrito para repaginar um ambiente? Nós listamos as melhores dicas para pechinchar na hora da sua reforma. Confira!

Reformas são quase sempre mais caras e mais demoradas do que se espera, além de ter muito desperdício. Mas existem alguns cuidados que você pode tomar e evitar esses problemas, estamos falando de algo que está no dia-a-dia do brasileiro (Ufa!): pechinchar. 


Acompanhe o artigo e aproveite! 


Leia também: O que é consórcio de reforma?

Dicas para pechinchar na hora da sua reforma

Com certeza você já deixou de comprar materiais ou incluir aquele item que você se apaixonou simplesmente por ter faltado orçamento ou pelo projeto ter ultrapassado todos os seus limites? 


Não se preocupe, isso acontece com todo mundo, sem exceção (juro!).


Listamos dicas para você pechinchar na hora de reformar

Estabeleça o limite do orçamento

Se você é um jovem solteiro(a) basta analisar a própria conta e/ou investimentos feitos com o intuito de reformar a casa e estabelecer um teto compatível com a reserva que já tem. Por outro lado, se você casado, é preciso sentar e abrir o diálogo com o cônjuge e verificar quais são as reais possibilidades de ambos na execução da reforma. Mas acredite: tudo é possível. 

Na atualidade, uma dívida mal planejada traz o risco de não conseguir quitá-la. O atual cenário econômico pode mudar seus planos, o desemprego pode bater à sua porta e, se a ideia inicial era parcelar os móveis novos, por exemplo, talvez deixar a reforma para depois seja uma boa ideia. 


Ter o dinheiro suficiente para a reforma vai te trazer inúmeros benefícios:


  • Maior controle dos gastos;
  • Possibilidade de comprar à vista e com desconto;
  • Segurança e tranquilidade para desfrutar do conforto do lar doce lar quando a reforma chegar ao tão esperado fim.

Identifique as prioridades e permaneça fiel a elas

Antes de contratar um pedreiro, empreiteiro ou de colocar a mão na massa, faça uma análise do que realmente precisa ser transformado. 

Eu sei que é difícil conter aquele sentimento “Irmãos à Obra”, conhece?

É um reality show canadense em que dois irmãos ajudam casais a reformarem a casa. Vale a pena conferir, caso você não conheça, para entender nossa referência (haha). Afinal, na maioria das histórias as pessoas querem fazer mais do que cabe no orçamento para a reforma.  

Enfim, voltando para a ideia central do texto, tendo como ponto de partida o orçamento limite, fica mais fácil identificar o que realmente será contemplado pela obra e permanecer fiel aos números apresentados pela realidade. Não tem problema gastar com aquela porta de dois metros de largura, digna de novela das 9, se cabe no orçamento! O que não vale é incluir mármore na reforma se isso vai causar dor de cabeça na hora de ver a fatura do cartão!

Saiba quanto vai custar

Convenhamos, não adianta estabelecer um orçamento e identificar os ambientes que serão reformados se você não souber quanto isso vai lhe custar. Diante disso, faça uma lista de todos os itens que pretende modificar, pesquise o valor de mercado, a quantidade necessária para substituí-los e não esqueça de fazer uma cotação da mão de obra que irá executar o serviço. 

Essa ação exige trabalho do ponto de vista do planejamento, mas siga o conselho desta pessoa que vos escreve: é a mais importante.

Faça comparações

Por mais que você goste daquele depósito perto da sua casa, é sempre importante fazer um esforço para ir além dos limites do próprio bairro em nome da tão especial economia no final da obra. 

Com as ferramentas de busca da internet fica ainda mais fácil comparar preços e decidir pela melhor opção. Nesse sentido, é importante planejar cada detalhe com bastante antecedência. Não se esqueça que, além da pressa ser inimiga da perfeição, ela também é inimiga do nosso bolso.

Não tenha medo de pechinchar

O custo total de uma reforma pode ser reduzido de maneira drástica se em cada uma das negociações o valor for reduzido mediante uma boa parcela de “choro”. 

Pare de bobagem, ein. Pechinchar é uma arte. E sendo ela é uma arte, exige tempo e paciência, por isso jamais vá com pressa a uma loja. Também não hesite em pedir descontos aos prestadores de serviço, como pedreiros, pintores, entre outros profissionais que vão te ajudar nesse momento. O preço inicial sempre pode ser reduzido após uma conversa sincera e amigável.

Não se esqueça que o sucesso de uma negociação depende de um resultado positivo para ambas as partes, diante disso, sempre que entrar em uma disputa pelo preço, lembre-se de, em contrapartida, oferecer um benefício.


Dica da amiga: mesmo nas grande redes de materiais de construção, chama o gerente! Sempre, eu repito, sempre dá pra ganhar algo no choro!

Pesquise alternativas criativas

Podemos dizer que, hoje, o Google é o pai da criatividade e para quem precisa de alternativas mais em conta de decoração, reforma, revestimento, entre outros. não poderia haver ferramenta mais eficiente. 

Para fazer um ótimo uso das ideias disponíveis na rede, esteja aberto à possibilidade do “faça você mesmo”. É surpreendente a quantidade de propostas com custo reduzido que aparecem todos os dias por aí.

Se quiser ir para além do Google, baixa o Pinterest. Você não faz ideia do quanto pode economizar curtindo esse APP.

Faça um UP Consórcio para reforma

De acordo pesquisas levantadas pela ABAC (Associação Brasileira de Consórcios), cerca de 60% dos cotistas que investem em consórcio de serviços optam por reformas. Entre os principais gastos estão arquitetura, churrasqueira, eletricidade, hidráulica, manutenção e tratamento de piscinas, marcenaria, paisagismo e pintura.

Entenda, na hora de fazer uma reforma, o seu direcionamento é o valor que está disposto a pagar. a reforma de um banheiro pode custar 3 ou 30 mil. Portanto, a primeira coisa a fazer é avaliar a parcela que cabe no seu orçamento, com uma ideia geral do quanto vai gastar.

Após chegar a este valor final, você pode fazer uma simulação e inseri-lo como total da carta de crédito. Nesse caso, não se preocupe em fechar o valor certinho; caso o valor seja maior que o custo da reforma, ele pode ser utilizado para quitar as parcelas restantes da sua cota. Mas reforço, quando o assunto é reforma, dificilmente sobra dinheiro... você vai acabar escolhendo aquele azulejo top!

A categoria de serviços permite uma carta de até R$ 30 mil, que pode ser parcelada em até 40 meses. A vantagem do UP é que o consorciado só paga a taxa de administração depois de ser contemplado. Isso significa que, se escolher uma carta de R$ 30 mil para 30 meses, paga R$ 1 mil até a contemplação. Se você precisa de mais, é só contratar mais de uma carta!

Após receber a carta de crédito, o valor da parcela inclui a taxa de administração, chegando a R$ 1.145, ou seja, 0,45% a mais – taxa bem inferior aos juros de um financiamento, por exemplo, é incomparável!

Quando um consorciado é contemplado, recebe o valor integral da carta de crédito que selecionou lá no início. Este valor é corrigido a partir de índices inflacionários ano a ano. Isso significa que você não perde dinheiro caso haja uma desvalorização da moeda nesse período, por exemplo. Aliás, é impossível perder dinheiro no UP Consórcios!

Ao receber a carta de crédito, você informa ao UP que deseja realizar uma reforma. Em seguida, indica a empresa ou pessoa jurídica responsável por conduzir toda essa mudança no seu lar, para que a administradora faça o repasse diretamente a ele. A grande vantagem é que a carta dá poder de compra à vista ao consorciado. Isso garante melhor margem de negociação, principalmente se conseguir fechar com uma única empresa a realização de toda a reforma.

Reforçando, se tiver interesse em um valor mais elevado para realizar a obra, não tem problemas. Você pode investir em mais de uma cota de consórcio de serviços, desde que as mensalidades não ultrapassem 30% da sua renda mensal.


Comece a se organizar o quanto antes! Faça uma simulação e repagine o seu lar com uma bela reforma.


Como oferecemos um consórcio 100% livre de taxas? Não temos intermediários! Aqui a tecnologia trabalha a seu favor, oferecendo autonomia na contratação, sem pressão e com liberdade de escolha!


Por esses e outros tantos motivos podemos afirmar que REINVENTAMOS O CONSÓRCIO!

Fala com a gente e entenda melhor como podemos ajudar você!


Até a próxima!

Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

03/2020

O que é consórcio de reforma?

Saiba o que é o Consórcio de Reforma e como você pode repaginar seu lar!

05/2020

4 lugares para viajar no verão

Verão combina com férias, que combina com planejar viagens sem afetar o bolso.

05/2020

Dicas de como não errar na hora de comprar um carro seminovo

Você está pensando em comprar um carro? Então confira nossas dicas de como não errar na hora de comprar um carro seminovo!

Dicas para pechinchar na hora da sua reforma

Dicas para pechinchar na hora da sua reforma

Reformas são quase sempre mais caras e mais demoradas do que se espera, além de ter muito desperdício. Mas existem alguns cuidados que você pode tomar e evitar esses problemas, estamos falando de algo que está no dia-a-dia do brasileiro (Ufa!): pechinchar. 


Acompanhe o artigo e aproveite! 


Leia também: O que é consórcio de reforma?

Dicas para pechinchar na hora da sua reforma

Com certeza você já deixou de comprar materiais ou incluir aquele item que você se apaixonou simplesmente por ter faltado orçamento ou pelo projeto ter ultrapassado todos os seus limites? 


Não se preocupe, isso acontece com todo mundo, sem exceção (juro!).


Listamos dicas para você pechinchar na hora de reformar

Estabeleça o limite do orçamento

Se você é um jovem solteiro(a) basta analisar a própria conta e/ou investimentos feitos com o intuito de reformar a casa e estabelecer um teto compatível com a reserva que já tem. Por outro lado, se você casado, é preciso sentar e abrir o diálogo com o cônjuge e verificar quais são as reais possibilidades de ambos na execução da reforma. Mas acredite: tudo é possível. 

Na atualidade, uma dívida mal planejada traz o risco de não conseguir quitá-la. O atual cenário econômico pode mudar seus planos, o desemprego pode bater à sua porta e, se a ideia inicial era parcelar os móveis novos, por exemplo, talvez deixar a reforma para depois seja uma boa ideia. 


Ter o dinheiro suficiente para a reforma vai te trazer inúmeros benefícios:


  • Maior controle dos gastos;
  • Possibilidade de comprar à vista e com desconto;
  • Segurança e tranquilidade para desfrutar do conforto do lar doce lar quando a reforma chegar ao tão esperado fim.

Identifique as prioridades e permaneça fiel a elas

Antes de contratar um pedreiro, empreiteiro ou de colocar a mão na massa, faça uma análise do que realmente precisa ser transformado. 

Eu sei que é difícil conter aquele sentimento “Irmãos à Obra”, conhece?

É um reality show canadense em que dois irmãos ajudam casais a reformarem a casa. Vale a pena conferir, caso você não conheça, para entender nossa referência (haha). Afinal, na maioria das histórias as pessoas querem fazer mais do que cabe no orçamento para a reforma.  

Enfim, voltando para a ideia central do texto, tendo como ponto de partida o orçamento limite, fica mais fácil identificar o que realmente será contemplado pela obra e permanecer fiel aos números apresentados pela realidade. Não tem problema gastar com aquela porta de dois metros de largura, digna de novela das 9, se cabe no orçamento! O que não vale é incluir mármore na reforma se isso vai causar dor de cabeça na hora de ver a fatura do cartão!

Saiba quanto vai custar

Convenhamos, não adianta estabelecer um orçamento e identificar os ambientes que serão reformados se você não souber quanto isso vai lhe custar. Diante disso, faça uma lista de todos os itens que pretende modificar, pesquise o valor de mercado, a quantidade necessária para substituí-los e não esqueça de fazer uma cotação da mão de obra que irá executar o serviço. 

Essa ação exige trabalho do ponto de vista do planejamento, mas siga o conselho desta pessoa que vos escreve: é a mais importante.

Faça comparações

Por mais que você goste daquele depósito perto da sua casa, é sempre importante fazer um esforço para ir além dos limites do próprio bairro em nome da tão especial economia no final da obra. 

Com as ferramentas de busca da internet fica ainda mais fácil comparar preços e decidir pela melhor opção. Nesse sentido, é importante planejar cada detalhe com bastante antecedência. Não se esqueça que, além da pressa ser inimiga da perfeição, ela também é inimiga do nosso bolso.

Não tenha medo de pechinchar

O custo total de uma reforma pode ser reduzido de maneira drástica se em cada uma das negociações o valor for reduzido mediante uma boa parcela de “choro”. 

Pare de bobagem, ein. Pechinchar é uma arte. E sendo ela é uma arte, exige tempo e paciência, por isso jamais vá com pressa a uma loja. Também não hesite em pedir descontos aos prestadores de serviço, como pedreiros, pintores, entre outros profissionais que vão te ajudar nesse momento. O preço inicial sempre pode ser reduzido após uma conversa sincera e amigável.

Não se esqueça que o sucesso de uma negociação depende de um resultado positivo para ambas as partes, diante disso, sempre que entrar em uma disputa pelo preço, lembre-se de, em contrapartida, oferecer um benefício.


Dica da amiga: mesmo nas grande redes de materiais de construção, chama o gerente! Sempre, eu repito, sempre dá pra ganhar algo no choro!

Pesquise alternativas criativas

Podemos dizer que, hoje, o Google é o pai da criatividade e para quem precisa de alternativas mais em conta de decoração, reforma, revestimento, entre outros. não poderia haver ferramenta mais eficiente. 

Para fazer um ótimo uso das ideias disponíveis na rede, esteja aberto à possibilidade do “faça você mesmo”. É surpreendente a quantidade de propostas com custo reduzido que aparecem todos os dias por aí.

Se quiser ir para além do Google, baixa o Pinterest. Você não faz ideia do quanto pode economizar curtindo esse APP.

Faça um UP Consórcio para reforma

De acordo pesquisas levantadas pela ABAC (Associação Brasileira de Consórcios), cerca de 60% dos cotistas que investem em consórcio de serviços optam por reformas. Entre os principais gastos estão arquitetura, churrasqueira, eletricidade, hidráulica, manutenção e tratamento de piscinas, marcenaria, paisagismo e pintura.

Entenda, na hora de fazer uma reforma, o seu direcionamento é o valor que está disposto a pagar. a reforma de um banheiro pode custar 3 ou 30 mil. Portanto, a primeira coisa a fazer é avaliar a parcela que cabe no seu orçamento, com uma ideia geral do quanto vai gastar.

Após chegar a este valor final, você pode fazer uma simulação e inseri-lo como total da carta de crédito. Nesse caso, não se preocupe em fechar o valor certinho; caso o valor seja maior que o custo da reforma, ele pode ser utilizado para quitar as parcelas restantes da sua cota. Mas reforço, quando o assunto é reforma, dificilmente sobra dinheiro... você vai acabar escolhendo aquele azulejo top!

A categoria de serviços permite uma carta de até R$ 30 mil, que pode ser parcelada em até 40 meses. A vantagem do UP é que o consorciado só paga a taxa de administração depois de ser contemplado. Isso significa que, se escolher uma carta de R$ 30 mil para 30 meses, paga R$ 1 mil até a contemplação. Se você precisa de mais, é só contratar mais de uma carta!

Após receber a carta de crédito, o valor da parcela inclui a taxa de administração, chegando a R$ 1.145, ou seja, 0,45% a mais – taxa bem inferior aos juros de um financiamento, por exemplo, é incomparável!

Quando um consorciado é contemplado, recebe o valor integral da carta de crédito que selecionou lá no início. Este valor é corrigido a partir de índices inflacionários ano a ano. Isso significa que você não perde dinheiro caso haja uma desvalorização da moeda nesse período, por exemplo. Aliás, é impossível perder dinheiro no UP Consórcios!

Ao receber a carta de crédito, você informa ao UP que deseja realizar uma reforma. Em seguida, indica a empresa ou pessoa jurídica responsável por conduzir toda essa mudança no seu lar, para que a administradora faça o repasse diretamente a ele. A grande vantagem é que a carta dá poder de compra à vista ao consorciado. Isso garante melhor margem de negociação, principalmente se conseguir fechar com uma única empresa a realização de toda a reforma.

Reforçando, se tiver interesse em um valor mais elevado para realizar a obra, não tem problemas. Você pode investir em mais de uma cota de consórcio de serviços, desde que as mensalidades não ultrapassem 30% da sua renda mensal.


Comece a se organizar o quanto antes! Faça uma simulação e repagine o seu lar com uma bela reforma.


Como oferecemos um consórcio 100% livre de taxas? Não temos intermediários! Aqui a tecnologia trabalha a seu favor, oferecendo autonomia na contratação, sem pressão e com liberdade de escolha!


Por esses e outros tantos motivos podemos afirmar que REINVENTAMOS O CONSÓRCIO!

Fala com a gente e entenda melhor como podemos ajudar você!


Até a próxima!

Últimas Postagens

Comprar um imóvel pensando na aposentadoria é um bom negócio?

Neste artigo vamos te mostrar como investir em imóveis vale a pena e como você pode obter bom retorno com isso, garantindo sua aposentadoria. Confira!

Qual a melhor forma de pagamento de um imóvel?

Comprar um imóvel está entre nossos principais objetivos e sem dúvidas é uma etapa marcante. Acesse e saiba qual a melhor forma de pagamento de um imóvel!

Para quem pagar o valor de corretagem imobiliária?

Numa negociação do imóvel, a comissão do corretor irá variar. Você sabe para quem pagar o valor da corretagem imobiliária? Acesse nossa postagem e saiba mais!

Tire suas dúvidas sobre o Imposto de Renda

Confira nossa postagem e tire suas principais dúvidas sobre consórcio no Imposto de Renda, tanto para contribuintes contemplados ou não contemplados!

Para que serve o apartamento decorado em um empreendimento imobiliário?

Para que serve o apartamento decorado em um empreendimento imobiliário? Caso você esteja pensando em comprar um apartamento, essa postagem é para você!

O que é a corretagem imobiliária?

Escrevemos este artigo para você compreender as principais responsabilidades e deveres que envolvem a corretagem imobiliária. Acesse e confira!
Próximo
1 / 29