WhatsUP - UP Consórcios
11/2021

Existe reajuste do consórcio?

O consórcio é uma modalidade ÚNICA de compra parcelada. Para começar, nele não são cobradas taxas abusivas de juros, as administradoras cobram somente uma taxa de administração

A taxa no consórcio é o valor cobrado pela administradora para que assim seja feita a gestão dos grupos de consorciados. O UP Consórcios é uma modalidade sem taxa de administração até a contemplação.

Você deve se perguntar: Como o UP oferece um consórcio 100% livre de taxas?

É bem simples, aqui não temos intermediários! A tecnologia trabalha a seu favor, oferecendo aquela autonomia na contratação, sem pressão e com liberdade de escolha! 

Reajuste do consórcio: o que está inserido nas parcelas? 

Para que o grupo tenha um perfeito funcionamento, a administradora investe o valor das mensalidades do consórcio em um fundo e realiza assembleias para os sorteios das cartas de crédito. Nas assembleias, o consorciado pode optar por ofertar lance e, assim, antecipar a conquista do bem que escolheu.

Para a formação, organização e gestão dos grupos de consorciados é cobrada a taxa de administração, ou seja, a remuneração destinada à empresa com a qual você fechou o consórcio. Além disso, a taxa é usada para garantir assessoria e atendimento aos consorciados durante todo o prazo do plano.

existe-reajuste-do-consorcio

Valores cobrados na parcela do consórcio tradicional

Diferente dos altos juros do  financiamento, - que vamos combinar, nunca dá para saber onde vão parar (Deus me dibre!) - no consórcio, além da fatia correspondente à carta de crédito (ou seja, o valor do bem dividido pelo número de parcelas), a mensalidade de um consórcio convencional inclui valores como:

● Taxa de administração: valor arrecadado pela administradora para gerir os grupos de consorciados;

● Fundo comum: recursos destinados ao pagamento das cartas de crédito;

● Fundo de reserva: usado para cobrir uma eventual inadimplência;

● Seguro: valor opcional para eventualidades como quebra de garantia, seguro de vida e seguro-desemprego (que garante o pagamento de algumas mensalidades caso o consorciado perca o emprego, por exemplo).

Diferente do financiamento, não é preciso dar valor de entrada para investir na carta de crédito. Ah, e de novo, o consórcio não tem taxas de juros!

Como funciona a taxa de consórcio 

A taxa de consórcio (taxa de administração) pode chegar a 30% do valor da carta de crédito contratada. Numa modalidade comum de consórcio, ela é diluída nas mensalidades.
Por exemplo, se você divide o valor da carta de crédito para 60 meses, apenas 0.50% do valor da parcela é cobrado mês a mês.

A taxa do consórcio costuma ser confundida com os juros, prática comum no financiamento. A diferença é que o juros é uma cobrança variável e progressiva: quanto menor o valor de entrada para adquirir um bem, maiores serão os juros. Por isso, muitas vezes o consumidor acaba pagando o dobro (ou até mais) do valor do bem no financiamento.

Entenda a importância do reajuste do consórcio

No consórcio, existe o reajuste anual da cota, caso não fosse uma realidade deste sistema, o participante pode não receber o crédito necessário para compra do seu bem. 

Isso acontece porque a inflação do IPCA e a do INCC influenciam no valor dos bens adquiridos.

No consórcio, todos os integrantes devem participar de forma igual e respeitar os reajustes. A medida é fundamental para que o bem seja entregue a todos, considerando também as mudanças no valor das parcelas durante o contrato.

Esse procedimento é essencial para que os últimos sorteados possam adquirir o bem desejado. Por ser um investimento de longo prazo, o consórcio demanda que todos os membros estejam comprometidos em respeitar os valores e os prazos de pagamento.

Além disso, é fundamental que a administradora atue para evitar a inadimplência dos participantes do consórcio e garanta que todas as regras sejam devidamente seguidas até o fim do consórcio.

Como ser transparente é um dos aspectos cada vez mais valorizados por consumidores e empresas atualmente, nós, do UP Consórcios, valorizamos essa informação: mesmo que um participante seja contemplado, as parcelas do consórcio serão corrigidas no aniversário da cota. E agora você já sabe que isso se deve ao fato de o grupo de consórcio necessitar de recursos para atualizar o crédito dos integrantes que ainda não foram beneficiados.

Qual o impacto do reajuste do consórcio nas parcelas?

Tendo em vista que o crédito precisa ser reajustado, o valor do parcelamento precisa ser alterado a cada ano. Mas não se esqueça de que, em um consórcio você pode se livrar das altas taxas de juros em relação ao financiamento.

Ou seja, isso significa que o reajuste do valor da parcela contribuirá para que a carta de crédito seja suficiente para atender às reais necessidades dos consorciados. Assim, você não perderá o poder de compra.

O reajuste do limite de crédito – e o reajuste do parcelamento – é realizado de acordo com as regras estabelecidas no contrato de consórcio. As regras estão vinculadas aos tipos de bens ou serviços que os consorciados pretendem obter, cabendo aos gestores do consórcio definir as regras de reajuste, que devem ser baseadas no índice de preços estabelecido para determinado segmento de mercado.

Em qual mês do ano é aplicado o reajuste no consórcio?

O reajuste de consórcio é realizado anualmente no mês de outubro. Assim, os reajustes de IPCA dos consórcios de carro, moto, caminhão, eletro, móveis, serviços e agro ocorrem juntamente com o reajuste do INCC para o consórcio de imóvel. Ou seja, as pessoas, que forem contempladas em outubro, já irão receber a carta de crédito atualizada.

O reajuste no consórcio acontece uma vez no ano, uma vez que, além de garantir o poder de compra do bem ou serviço, busca ajudar o consorciado a não ter problemas na hora da contemplação e da realização do sonho.

Como lidar com o reajuste do consórcio?

A carta de crédito será ajustada e constará no contrato. Para lidar da melhor forma com essa mudança de valor, rastreie as flutuações dos últimos anos e faça previsões.

Não há como escapar do realinhamento do consórcio. Quando a duração do grupo é curta, pode ser ainda mais fácil prever o valor do último período. No entanto, ao escolher um administrador sério, competente e com experiência, você pode compreender com mais segurança o valor final da carta de crédito.

Benefícios do reajuste do consórcio

Para superar os “preconceitos”. Para começar, precisamos compreender que reajuste não é sinônimo de aumento de preço. 

No sistema de consórcio, o reajuste refere-se à atualização do valor do crédito e do valor de mercado dos bens ou serviços. Ou seja, é a valorização da carta de crédito.

É importante considerar, também, que devido à recente instabilidade econômica e ao histórico de aumento da inflação no País, os preços tendem a subir, portanto, é natural esperar um aumento no valor.

Por outro lado, caso o índice, utilizado no reajuste anual, seja negativo ou o preço dos bens ou dos serviços tenha caído, a participação do consórcio também pode ser menor. Três fatos sobre ajustes:

  • Todas as alterações são feitas com base no que a administradora de consórcio estabeleceu em contrato;
  • O consórcio é feito em grupo, o reajuste é dividido, igualitariamente, entre todos os participantes; 
  • O reajuste não é cobrado sobre as parcelas anteriores, isso significa que incidirá apenas nas subsequentes, ou seja, no saldo devedor.

Como não há um valor fixo em relação aos reajustes com base nos índices, atente-se ao que é estabelecido no contrato.

O UP Consórcios apresenta uma forma inovadora de cobrar as mensalidades. Antes de tudo, não há cobrança de fundo de reserva, nem adesão em nenhum momento do plano.

Além disso, a taxa no UP Consórcios só é cobrada após a contemplação. Dessa forma, se o cliente solicitar uma carta de crédito no valor de R$ 100 mil, para pagamento em 100 meses, terá uma parcela de R$ 1.000 até a contemplação. Só depois de receber o bem a taxa administrativa passa a ser cobrada.

Mais que moderno e digital, o UP é um consórcio totalmente transparente e o único consórcio sem nenhuma taxa até a contemplação. O melhor de tudo é que ele pode ser contratado online, sem intermediários. 

Entende como o consórcio é o melhor investimento para você? Por isso, não fique de fora, combinado? Conselho bom é conselho UP! 

Faça uma simulação de consórcio no site e invista no seu objetivo de forma simples, e sem perder seu dinheiro 


Outras matérias relacionadas

11/2021

O que precisa saber antes de fazer um consórcio?

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Confira nosso conteúdo e veja o que você precisa saber antes de fazer um consórcio!

11/2021

Avaliação de Automóveis: Descubra como é feita e o que é considerado para definir o valor

Você sabe o que é a Avaliação de Automóveis? Acesse esse conteúdo e descubra como é feita e o que é considerado para definir o valor!

11/2021

Descubra o Consórcio de Equipamentos

Investir no consórcio é a melhor alternativa para quem precisa de equipamentos.

Existe reajuste do consórcio?

Existe reajuste do consórcio?

O consórcio é uma modalidade ÚNICA de compra parcelada. Para começar, nele não são cobradas taxas abusivas de juros, as administradoras cobram somente uma taxa de administração

A taxa no consórcio é o valor cobrado pela administradora para que assim seja feita a gestão dos grupos de consorciados. O UP Consórcios é uma modalidade sem taxa de administração até a contemplação.

Você deve se perguntar: Como o UP oferece um consórcio 100% livre de taxas?

É bem simples, aqui não temos intermediários! A tecnologia trabalha a seu favor, oferecendo aquela autonomia na contratação, sem pressão e com liberdade de escolha! 

Reajuste do consórcio: o que está inserido nas parcelas? 

Para que o grupo tenha um perfeito funcionamento, a administradora investe o valor das mensalidades do consórcio em um fundo e realiza assembleias para os sorteios das cartas de crédito. Nas assembleias, o consorciado pode optar por ofertar lance e, assim, antecipar a conquista do bem que escolheu.

Para a formação, organização e gestão dos grupos de consorciados é cobrada a taxa de administração, ou seja, a remuneração destinada à empresa com a qual você fechou o consórcio. Além disso, a taxa é usada para garantir assessoria e atendimento aos consorciados durante todo o prazo do plano.

existe-reajuste-do-consorcio

Valores cobrados na parcela do consórcio tradicional

Diferente dos altos juros do  financiamento, - que vamos combinar, nunca dá para saber onde vão parar (Deus me dibre!) - no consórcio, além da fatia correspondente à carta de crédito (ou seja, o valor do bem dividido pelo número de parcelas), a mensalidade de um consórcio convencional inclui valores como:

● Taxa de administração: valor arrecadado pela administradora para gerir os grupos de consorciados;

● Fundo comum: recursos destinados ao pagamento das cartas de crédito;

● Fundo de reserva: usado para cobrir uma eventual inadimplência;

● Seguro: valor opcional para eventualidades como quebra de garantia, seguro de vida e seguro-desemprego (que garante o pagamento de algumas mensalidades caso o consorciado perca o emprego, por exemplo).

Diferente do financiamento, não é preciso dar valor de entrada para investir na carta de crédito. Ah, e de novo, o consórcio não tem taxas de juros!

Como funciona a taxa de consórcio 

A taxa de consórcio (taxa de administração) pode chegar a 30% do valor da carta de crédito contratada. Numa modalidade comum de consórcio, ela é diluída nas mensalidades.
Por exemplo, se você divide o valor da carta de crédito para 60 meses, apenas 0.50% do valor da parcela é cobrado mês a mês.

A taxa do consórcio costuma ser confundida com os juros, prática comum no financiamento. A diferença é que o juros é uma cobrança variável e progressiva: quanto menor o valor de entrada para adquirir um bem, maiores serão os juros. Por isso, muitas vezes o consumidor acaba pagando o dobro (ou até mais) do valor do bem no financiamento.

Entenda a importância do reajuste do consórcio

No consórcio, existe o reajuste anual da cota, caso não fosse uma realidade deste sistema, o participante pode não receber o crédito necessário para compra do seu bem. 

Isso acontece porque a inflação do IPCA e a do INCC influenciam no valor dos bens adquiridos.

No consórcio, todos os integrantes devem participar de forma igual e respeitar os reajustes. A medida é fundamental para que o bem seja entregue a todos, considerando também as mudanças no valor das parcelas durante o contrato.

Esse procedimento é essencial para que os últimos sorteados possam adquirir o bem desejado. Por ser um investimento de longo prazo, o consórcio demanda que todos os membros estejam comprometidos em respeitar os valores e os prazos de pagamento.

Além disso, é fundamental que a administradora atue para evitar a inadimplência dos participantes do consórcio e garanta que todas as regras sejam devidamente seguidas até o fim do consórcio.

Como ser transparente é um dos aspectos cada vez mais valorizados por consumidores e empresas atualmente, nós, do UP Consórcios, valorizamos essa informação: mesmo que um participante seja contemplado, as parcelas do consórcio serão corrigidas no aniversário da cota. E agora você já sabe que isso se deve ao fato de o grupo de consórcio necessitar de recursos para atualizar o crédito dos integrantes que ainda não foram beneficiados.

Qual o impacto do reajuste do consórcio nas parcelas?

Tendo em vista que o crédito precisa ser reajustado, o valor do parcelamento precisa ser alterado a cada ano. Mas não se esqueça de que, em um consórcio você pode se livrar das altas taxas de juros em relação ao financiamento.

Ou seja, isso significa que o reajuste do valor da parcela contribuirá para que a carta de crédito seja suficiente para atender às reais necessidades dos consorciados. Assim, você não perderá o poder de compra.

O reajuste do limite de crédito – e o reajuste do parcelamento – é realizado de acordo com as regras estabelecidas no contrato de consórcio. As regras estão vinculadas aos tipos de bens ou serviços que os consorciados pretendem obter, cabendo aos gestores do consórcio definir as regras de reajuste, que devem ser baseadas no índice de preços estabelecido para determinado segmento de mercado.

Em qual mês do ano é aplicado o reajuste no consórcio?

O reajuste de consórcio é realizado anualmente no mês de outubro. Assim, os reajustes de IPCA dos consórcios de carro, moto, caminhão, eletro, móveis, serviços e agro ocorrem juntamente com o reajuste do INCC para o consórcio de imóvel. Ou seja, as pessoas, que forem contempladas em outubro, já irão receber a carta de crédito atualizada.

O reajuste no consórcio acontece uma vez no ano, uma vez que, além de garantir o poder de compra do bem ou serviço, busca ajudar o consorciado a não ter problemas na hora da contemplação e da realização do sonho.

Como lidar com o reajuste do consórcio?

A carta de crédito será ajustada e constará no contrato. Para lidar da melhor forma com essa mudança de valor, rastreie as flutuações dos últimos anos e faça previsões.

Não há como escapar do realinhamento do consórcio. Quando a duração do grupo é curta, pode ser ainda mais fácil prever o valor do último período. No entanto, ao escolher um administrador sério, competente e com experiência, você pode compreender com mais segurança o valor final da carta de crédito.

Benefícios do reajuste do consórcio

Para superar os “preconceitos”. Para começar, precisamos compreender que reajuste não é sinônimo de aumento de preço. 

No sistema de consórcio, o reajuste refere-se à atualização do valor do crédito e do valor de mercado dos bens ou serviços. Ou seja, é a valorização da carta de crédito.

É importante considerar, também, que devido à recente instabilidade econômica e ao histórico de aumento da inflação no País, os preços tendem a subir, portanto, é natural esperar um aumento no valor.

Por outro lado, caso o índice, utilizado no reajuste anual, seja negativo ou o preço dos bens ou dos serviços tenha caído, a participação do consórcio também pode ser menor. Três fatos sobre ajustes:

  • Todas as alterações são feitas com base no que a administradora de consórcio estabeleceu em contrato;
  • O consórcio é feito em grupo, o reajuste é dividido, igualitariamente, entre todos os participantes; 
  • O reajuste não é cobrado sobre as parcelas anteriores, isso significa que incidirá apenas nas subsequentes, ou seja, no saldo devedor.

Como não há um valor fixo em relação aos reajustes com base nos índices, atente-se ao que é estabelecido no contrato.

O UP Consórcios apresenta uma forma inovadora de cobrar as mensalidades. Antes de tudo, não há cobrança de fundo de reserva, nem adesão em nenhum momento do plano.

Além disso, a taxa no UP Consórcios só é cobrada após a contemplação. Dessa forma, se o cliente solicitar uma carta de crédito no valor de R$ 100 mil, para pagamento em 100 meses, terá uma parcela de R$ 1.000 até a contemplação. Só depois de receber o bem a taxa administrativa passa a ser cobrada.

Mais que moderno e digital, o UP é um consórcio totalmente transparente e o único consórcio sem nenhuma taxa até a contemplação. O melhor de tudo é que ele pode ser contratado online, sem intermediários. 

Entende como o consórcio é o melhor investimento para você? Por isso, não fique de fora, combinado? Conselho bom é conselho UP! 

Faça uma simulação de consórcio no site e invista no seu objetivo de forma simples, e sem perder seu dinheiro 


Últimas Postagens

Superando obstáculos para comprar apartamento

Comprar um apartamento não é só conquistar o seu espaço. Vamos trazer para você os principais pontos a serem observados antes de comprar apartamento.

Carta de Crédito no Consórcio: mitos e verdades

A carta de crédito é adquirida através do sorteio ou lance. Conheça todos os mitos e verdades da carta de crédito no consórcio, neste artigo. Confira!

Melhor maneira de comprar carro usado em 2022

Você já pensou em investir em um consórcio para comprar carros usados? Aqui nós vamos te mostrar os benefícios desse sistema. Leia o artigo completo!

Casa para comprar com consórcio: como funciona

Muitas pessoas duvidam que o consórcio imobiliário valha a pena. Entenda como funciona comprar com consórcio o imóvel que sempre quis ter. Confira!

Consórcio quitado? Invista na sua aposentadoria!

Alcançar grandes objetivos em um curto período, cumprir suas obrigações atuais e criar um fundo são resultados incríveis quando o assunto é consórcio quitado. 

FGTS para construção de imóvel: como funciona

Você já ouviu falar sobre as possibilidades de usar o FGTS para construção de imóvel? Confira neste artigo como funciona esse procedimento e como utilizar. 
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios