07/2021

Investir ou quitar dívidas: o que fazer?

Não tá fácil para ninguém! 

Decidi começar o conteúdo assim para servir de consolo nesse momento atípico, com tantas incertezas sobre investimentos. Aliás, não é coisa de outro mundo ficar devendo, do contrário, é algo que acontece com bastante facilidade. 

A gente nem precisa fazer tanto esforço para isso acontecer, basta um pequeno desequilíbrio com as contas e o orçamento passa a fugir do controle planejado. No entanto, é essencial saber sair das situações difíceis e como driblar as dívidas.

Quer saber de uma coisa muito importante? 

É possível investir e quitar suas dívidas ao mesmo tempo!!! O consórcio permite que um investimento seja feito por meio de contribuições mensais. Com isso, não tem riscos de perda e ainda há a possibilidade de receber o crédito total desejado antes mesmo de ter o montante acumulado. O consórcio é o melhor aliado para quem quer consolidar a vida financeira organizada e fugir de dívidas.

Investir ou quitar dívidas: qual a melhor opção?

Faça os dois ao mesmo tempo! Para te tranquilizar, não é de hoje que o consórcio é a melhor alternativa de compras de alto valor, nele, além de não existir risco de perdas financeiras, o patrimônio acumulado é corrigido monetariamente até o momento em que o participante receba o crédito contratado. 

Outros benefícios incluem vender ou transferir o consórcio em andamento para outra pessoa, no momento que for preciso. Se o consorciado for contemplado, mas não quiser utilizar o crédito, também tem a opção de transferir o consórcio com uma boa rentabilidade financeira.

Tudo mudou muito rápido. Nossos hábitos de consumo mudaram, assim como nossas prioridades. Buscamos mais do que nunca na nossa história estabilidade e conforto.

E é neste contexto que, mais uma vez, o consórcio é a solução ideal. Motivo de tantas vantagens em meio a crise econômica, afinal, reúne em um único produto: 

  • ferramenta de poupança;
  • modalidade de crédito;
  • produto de investimento.

Infelizmente, principalmente numa crise, muitas vezes não tem como fugir do endividamento. O consórcio entra como solução pelo seguinte motivo: basicamente, ele é um recurso útil como medida preventiva para não cair no endividamento. 

Ao entrar no consórcio, ao mesmo tempo em que você paga suas contas e vai limpar seu nome, pode também juntar dinheiro para seus projetos, sem depender de cartões de crédito, cheque especial, empréstimos ou financiamentos. E, somado a isso, o consórcio é uma alternativa super viável, pode comparar com outras modalidades e comprovar! 

Auxilia no controle de contas

É comum que as alternativas de crédito sejam as principais causas de endividamento. Muitas pessoas, que não têm outras opções, acabam recorrendo ao cartão de crédito ou a empréstimos para conquistar bens de alto valor, fazer uma viagem em família ou reformar a casa. 

Porém, o efeito que isso tem é contrário à organização financeira, principalmente quando a decisão é tomada sem pensar antes. Devido aos juros, em algum momento as parcelas ficam altas demais e podem prejudicar o orçamento familiar. Já com o consórcio, é possível planejar todas as suas necessidades, sobretudo os itens mais caros, como carros e motos. Afinal, quando você entra no consórcio, escolhe o plano ideal para o seu orçamento, evitando assim se envolver em mais dívidas.

investir-ou-quitar-dividas-o-que-fazer

Corta gastos desnecessários

No consórcio, você terá um compromisso:  honrar as mensalidades do seu consórcio. Assim, você ficará livre de gastar dinheiro com itens superficiais, e estará sendo impulsionado a direcionar seus recursos de forma inteligente. O dinheiro passa a ficar reservado para o que realmente importa: chega de gastar dinheiro com bobagens!

Aos poucos, isso vai se tornando um bom hábito, pois, mesmo que as mensalidades estejam em dia, sua consciência terá sido programada para reservar dinheiro, ao invés de gastar. Até por isso, nós do UP falamos que o consórcio é como uma poupança turbinada

Te ajuda a fugir de dívidas altas

Quando você escolhe por um financiamento e não um consórcio, deve ter em mente que pagará uma dívida por um período muito longo. Caso não consiga arcar com os custos, volta a ficar no vermelho. 

Por outro lado, o consórcio é um investimento: você faz pagamentos programados que formam um fundo financeiro específico para cada projeto pessoal.

Além disso, há uma maior flexibilidade nessa forma de investir. Se o valor mensal for muito alto, é possível buscar alternativas com a administradora do consórcio, e assim evitar o atraso nas parcelas.

Atua como segurança para o futuro

O consórcio é mais seguro para suas conquistas. A partir dele é possível conquistar pequenos projetos, como a reforma do quarto para o filho que está chegando, preparar uma festa de casamento, viagem de lua de mel, e muito mais. 

Mas além disso, o consórcio também permite que você construa um patrimônio, planeje a aposentadoria e consiga ter uma vida mais estável. 

5 Fatos para investir no Consórcio com segurança

1. Não há cobrança de juros

Quando se compara o consórcio com as demais formas de investimento em bens, como o financiamento, um dos seus principais benefícios é poder efetuar o pagamento das parcelas sem juros. Apenas uma taxa de administração é embutida nas parcelas e ela é bem mais baixa do que a taxa dos juros aplicada nas demais modalidades de compra.

Isso significa que, quando comparamos o consórcio com outras formas de pagamento a prazo, o valor que será pago ao final do período de quitação será, sem dúvidas, mais baixo. Tal vantagem faz do consórcio uma ótima opção de investimento em longo prazo. Sim, consórcio é investimento!

2. Não há valor de entrada

Quando um financiamento é feito, há alguns valores de entrada que são exigidos. No consórcio, esse investimento não é solicitado. Além disso, é essencial ressaltar que não existe a necessidade de fazer comprovação de renda quando se investe em um consórcio. Isso acontece apenas no momento em que o investidor é contemplado.

3. Educação financeira em atividade 

Mais do que nunca, a educação financeira tem sido vista como um dos pilares mais relevantes para a realização de qualquer projeto, seja familiar, seja pessoal. Diante desse cenário, as adesões aos consórcios crescem cada vez mais. Isso não ocorre por acaso. O consórcio possibilita a formação de poupança com os valores que serão destinados para as parcelas todos os meses. Ou seja: propícia ao investidor a programação da compra de um bem com mais segurança e garantia.
Além disso, tem sempre o objetivo de concretizar aquele plano que sempre esteve ali, ou de ampliar o seu patrimônio empresarial ou pessoal. Então, nada melhor para educar a disciplina financeira do que investir o seu dinheiro mensalmente, não é mesmo? Em um consórcio de imóvel, por exemplo, tal investimento é feito por meio do pagamento das parcelas mensais.

4. É possível dar lances

Sabe aquele dinheiro que você vai guardar quando é possível? Você pode utilizá-lo para dar lances todos os meses, até o momento de ser contemplado.
Assim, caso o seu lance seja o vencedor, o imóvel será adquirido antes do prazo previsto ou de você ser sorteado. Mas lembre-se de que, para ofertar lances, é preciso estar com todas as parcelas em dia, certo? Lembrando que os valores dos lances podem variar conforme as regras do contrato e, claro, conforme as ofertas dos consorciados.
Então, faça sempre uma consulta sobre as estatísticas de lances para analisar as suas chances.

5. Possibilidade de utilização do FGTS

O investidor tem a possibilidade de fazer uso do seu FGTS para amortizar ou liquidar o saldo devedor, ofertar lances, pagar algumas parcelas do consórcio ou até complementar a carta de crédito.
Aqui, quando o valor do imóvel desejado for maior do que o valor da carta, esse tipo de operação pode ser realizado pela própria administradora. A empresa também pode indicar uma instituição financeira para o procedimento, desde que sejam conveniadas. Lembre-se de que esse recurso é utilizado apenas para o segmento de imóvel.
Faça um UP Consórcios! Que tal começar por uma simulação no UP? A hora é agora!




Outras matérias relacionadas

07/2021

10 destinos paradisíacos para passar a virada do ano

Fique por dentro dos 10 destinos mais apreciados em terras brasileiras, além de uma dica de ouro para você fazer o planejamento da viagem dos sonhos.

07/2021

Comprar um imóvel pensando na aposentadoria é um bom negócio?

Neste artigo vamos te mostrar como investir em imóveis vale a pena e como você pode obter bom retorno com isso, garantindo sua aposentadoria. Confira!

07/2021

Dicas de ouro para não ter problemas na hora de comprar carro!

Comprar um carro pode ser complicado quando não se sabe ao certo como funciona. Segue algumas dicas de ouro para não ter problemas na hora de comprar carro!

Investir ou quitar dívidas: o que fazer?

Investir ou quitar dívidas: o que fazer?

Não tá fácil para ninguém! 

Decidi começar o conteúdo assim para servir de consolo nesse momento atípico, com tantas incertezas sobre investimentos. Aliás, não é coisa de outro mundo ficar devendo, do contrário, é algo que acontece com bastante facilidade. 

A gente nem precisa fazer tanto esforço para isso acontecer, basta um pequeno desequilíbrio com as contas e o orçamento passa a fugir do controle planejado. No entanto, é essencial saber sair das situações difíceis e como driblar as dívidas.

Quer saber de uma coisa muito importante? 

É possível investir e quitar suas dívidas ao mesmo tempo!!! O consórcio permite que um investimento seja feito por meio de contribuições mensais. Com isso, não tem riscos de perda e ainda há a possibilidade de receber o crédito total desejado antes mesmo de ter o montante acumulado. O consórcio é o melhor aliado para quem quer consolidar a vida financeira organizada e fugir de dívidas.

Investir ou quitar dívidas: qual a melhor opção?

Faça os dois ao mesmo tempo! Para te tranquilizar, não é de hoje que o consórcio é a melhor alternativa de compras de alto valor, nele, além de não existir risco de perdas financeiras, o patrimônio acumulado é corrigido monetariamente até o momento em que o participante receba o crédito contratado. 

Outros benefícios incluem vender ou transferir o consórcio em andamento para outra pessoa, no momento que for preciso. Se o consorciado for contemplado, mas não quiser utilizar o crédito, também tem a opção de transferir o consórcio com uma boa rentabilidade financeira.

Tudo mudou muito rápido. Nossos hábitos de consumo mudaram, assim como nossas prioridades. Buscamos mais do que nunca na nossa história estabilidade e conforto.

E é neste contexto que, mais uma vez, o consórcio é a solução ideal. Motivo de tantas vantagens em meio a crise econômica, afinal, reúne em um único produto: 

  • ferramenta de poupança;
  • modalidade de crédito;
  • produto de investimento.

Infelizmente, principalmente numa crise, muitas vezes não tem como fugir do endividamento. O consórcio entra como solução pelo seguinte motivo: basicamente, ele é um recurso útil como medida preventiva para não cair no endividamento. 

Ao entrar no consórcio, ao mesmo tempo em que você paga suas contas e vai limpar seu nome, pode também juntar dinheiro para seus projetos, sem depender de cartões de crédito, cheque especial, empréstimos ou financiamentos. E, somado a isso, o consórcio é uma alternativa super viável, pode comparar com outras modalidades e comprovar! 

Auxilia no controle de contas

É comum que as alternativas de crédito sejam as principais causas de endividamento. Muitas pessoas, que não têm outras opções, acabam recorrendo ao cartão de crédito ou a empréstimos para conquistar bens de alto valor, fazer uma viagem em família ou reformar a casa. 

Porém, o efeito que isso tem é contrário à organização financeira, principalmente quando a decisão é tomada sem pensar antes. Devido aos juros, em algum momento as parcelas ficam altas demais e podem prejudicar o orçamento familiar. Já com o consórcio, é possível planejar todas as suas necessidades, sobretudo os itens mais caros, como carros e motos. Afinal, quando você entra no consórcio, escolhe o plano ideal para o seu orçamento, evitando assim se envolver em mais dívidas.

investir-ou-quitar-dividas-o-que-fazer

Corta gastos desnecessários

No consórcio, você terá um compromisso:  honrar as mensalidades do seu consórcio. Assim, você ficará livre de gastar dinheiro com itens superficiais, e estará sendo impulsionado a direcionar seus recursos de forma inteligente. O dinheiro passa a ficar reservado para o que realmente importa: chega de gastar dinheiro com bobagens!

Aos poucos, isso vai se tornando um bom hábito, pois, mesmo que as mensalidades estejam em dia, sua consciência terá sido programada para reservar dinheiro, ao invés de gastar. Até por isso, nós do UP falamos que o consórcio é como uma poupança turbinada

Te ajuda a fugir de dívidas altas

Quando você escolhe por um financiamento e não um consórcio, deve ter em mente que pagará uma dívida por um período muito longo. Caso não consiga arcar com os custos, volta a ficar no vermelho. 

Por outro lado, o consórcio é um investimento: você faz pagamentos programados que formam um fundo financeiro específico para cada projeto pessoal.

Além disso, há uma maior flexibilidade nessa forma de investir. Se o valor mensal for muito alto, é possível buscar alternativas com a administradora do consórcio, e assim evitar o atraso nas parcelas.

Atua como segurança para o futuro

O consórcio é mais seguro para suas conquistas. A partir dele é possível conquistar pequenos projetos, como a reforma do quarto para o filho que está chegando, preparar uma festa de casamento, viagem de lua de mel, e muito mais. 

Mas além disso, o consórcio também permite que você construa um patrimônio, planeje a aposentadoria e consiga ter uma vida mais estável. 

5 Fatos para investir no Consórcio com segurança

1. Não há cobrança de juros

Quando se compara o consórcio com as demais formas de investimento em bens, como o financiamento, um dos seus principais benefícios é poder efetuar o pagamento das parcelas sem juros. Apenas uma taxa de administração é embutida nas parcelas e ela é bem mais baixa do que a taxa dos juros aplicada nas demais modalidades de compra.

Isso significa que, quando comparamos o consórcio com outras formas de pagamento a prazo, o valor que será pago ao final do período de quitação será, sem dúvidas, mais baixo. Tal vantagem faz do consórcio uma ótima opção de investimento em longo prazo. Sim, consórcio é investimento!

2. Não há valor de entrada

Quando um financiamento é feito, há alguns valores de entrada que são exigidos. No consórcio, esse investimento não é solicitado. Além disso, é essencial ressaltar que não existe a necessidade de fazer comprovação de renda quando se investe em um consórcio. Isso acontece apenas no momento em que o investidor é contemplado.

3. Educação financeira em atividade 

Mais do que nunca, a educação financeira tem sido vista como um dos pilares mais relevantes para a realização de qualquer projeto, seja familiar, seja pessoal. Diante desse cenário, as adesões aos consórcios crescem cada vez mais. Isso não ocorre por acaso. O consórcio possibilita a formação de poupança com os valores que serão destinados para as parcelas todos os meses. Ou seja: propícia ao investidor a programação da compra de um bem com mais segurança e garantia.
Além disso, tem sempre o objetivo de concretizar aquele plano que sempre esteve ali, ou de ampliar o seu patrimônio empresarial ou pessoal. Então, nada melhor para educar a disciplina financeira do que investir o seu dinheiro mensalmente, não é mesmo? Em um consórcio de imóvel, por exemplo, tal investimento é feito por meio do pagamento das parcelas mensais.

4. É possível dar lances

Sabe aquele dinheiro que você vai guardar quando é possível? Você pode utilizá-lo para dar lances todos os meses, até o momento de ser contemplado.
Assim, caso o seu lance seja o vencedor, o imóvel será adquirido antes do prazo previsto ou de você ser sorteado. Mas lembre-se de que, para ofertar lances, é preciso estar com todas as parcelas em dia, certo? Lembrando que os valores dos lances podem variar conforme as regras do contrato e, claro, conforme as ofertas dos consorciados.
Então, faça sempre uma consulta sobre as estatísticas de lances para analisar as suas chances.

5. Possibilidade de utilização do FGTS

O investidor tem a possibilidade de fazer uso do seu FGTS para amortizar ou liquidar o saldo devedor, ofertar lances, pagar algumas parcelas do consórcio ou até complementar a carta de crédito.
Aqui, quando o valor do imóvel desejado for maior do que o valor da carta, esse tipo de operação pode ser realizado pela própria administradora. A empresa também pode indicar uma instituição financeira para o procedimento, desde que sejam conveniadas. Lembre-se de que esse recurso é utilizado apenas para o segmento de imóvel.
Faça um UP Consórcios! Que tal começar por uma simulação no UP? A hora é agora!




Últimas Postagens

Não tem dinheiro para dar de entrada? Saiba como comprar a sua moto!

O consórcio te ajuda no planejamento de compra e não vai ser uma dor de cabeça para você com altos juros. Saiba como comprar a sua moto com consórcio!

Regras para comprar carros usados com consórcio

Você quer comprar um carro usado, mas não sabe se o consórcio vale a pena? Vamos te explicas as regras para comprar carros usados com consórcio.

Reclame Aqui UP Consórcios: Feedbacks dos nossos clientes

Todas as empresas bem posicionadas no mercado precisam ter feedbacks de clientes. Por isso vamos te falar sobre o Reclame Aqui UP Consórcios.

Quanto tempo para receber a carta de crédito após a contemplação?

A liberação da carta de crédito é responsável por permitir que o consorciado adquira o imóvel, compre seu veículo ou contrate o serviço desejado.

Como funciona a carta de crédito para comprar automóvel?

No consórcio, você pode adquirir uma variedade imensa de bens e serviços utilizando uma carta de crédito, de modo simples, acessível e econômico.

Como entrar em um consórcio em andamento?

Não é raro receber uma proposta para um consórcio em andamento. Acompanhe este conteúdo e entenda como funciona este tipo de negócio! Boa leitura!
Próximo
1 / 100
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios