WhatsUP - UP Consórcios
03/2022

Orientações valiosas para fazer as economias renderem na crise

Orientações valiosas para fazer as economias renderem na crise

Uma das principais dúvidas sobre o mercado financeiro é como fazer o dinheiro render. Ou seja, multiplicar o patrimônio ou, simplesmente, garantir a valorização para o futuro. Sem dúvida, esse é um dos maiores anseios de quem passa a se preocupar em fazer o dinheiro render.

Muitas pessoas pesquisam sobre o assunto, uma vez que essa não é uma tarefa das mais simples. Principalmente, em tempos de crise, os desafios acabam sendo ainda maiores. 

Mas não precisa ser assim, dá para simplificar as questões que podem se tornar problema. Antes de qualquer coisa, é importante entender o que significa fazer o seu dinheiro render.

Continue lendo este conteúdo e saiba como fazer as economias renderem na crise

Como fazer as economias renderem na crise 

Investir significa que o seu dinheiro vai render quando a rentabilidade superar a inflação do período, gerando, assim, retorno real para você.

Fato é que isso nunca vai acontecer, por exemplo, se você deixar dinheiro embaixo do colchão na conta corrente, ou mesmo, na poupança.

Com isso, o primeiro passo é fazer o dinheiro render para não perder dinheiro. Por mais que a poupança seja o investimento mais conhecido pelos brasileiros, está longe de ser a melhor opção, isso porque, nesse tipo de investimento, perde-se para a inflação anual, sobretudo, quando falamos em um cenário de juro real negativo, como o atual (somando também a crise sanitária e a crise política). 

O que fazer antes de pensar em fazer as economias renderem? 

orientacoes-valiosas-para-fazer-as-economias-renderem-na-crise

Monte sua reserva de emergência

O primeiro passo para ter uma vida financeira saudável e estável é a reserva de emergência. O uso dessa economia será capaz de solucionar qualquer imprevisto que possa ocorrer com você, sua família ou sua casa, por exemplo. 

Tendo esse método em ação, caso algo ultrapasse um valor possível de se arcar com a renda do mês, não serão comprometidos os gastos básicos.

A reserva de emergência deve ser feita em local que tenha liquidez diária, ou seja, que permita acessar o dinheiro a qualquer momento e que não sofra com flutuações do mercado.

Devido à popularidade da poupança tradicional, muitos ainda fazem a reserva por esse meio, contudo, não é a opção mais recomendável, uma vez que ela, via de regra, não acompanha a inflação e isso acaba por gerar perda indireta de dinheiro.

No plano ideal, a reserva de emergência deve contar com um montante equivalente a um período de seis a doze meses do seu custo de vida fixo. Ao estabelecer essa condição, será muito mais fácil impedir o comprometimento de sua renda no caminho para alcançar grandes conquistas. 

Defina seus prazos e objetivos

Qualquer que seja o investimento a ser feito, é fundamental ter um foco para orientar sua alocação. Além disso, definir aonde se deseja chegar com cada um é outro ponto essencial para entender em qual classe de ativos aplicar.

No mais, o tempo e a quantidade de dinheiro, que serão investidos para alcançar cada objetivo, serão determinantes para tomar conhecimento onde o dinheiro será colocado.

Caso o objetivo seja a liberdade financeira com foco no longo prazo, investir no consórcio pode ser uma excelente maneira de alcançar seus objetivos com segurança financeira. Isso porque, com o consórcio, você tem mais flexibilidade e planejamento. 

5 Benefícios do consórcio para fazer as economias renderem 

1. O consórcio não cobra altas taxas de juros

Com as taxas de juros elevadas, o financiamento se torna uma opção cada vez mais pesada para o bolso do brasileiro. Dando espaço para que o consórcio seja visto sempre com bons olhos, e não à toa.

Sem dúvida, esse é o grande diferencial do consórcio: adeus, altas taxas de juros! No caso do consórcio, existe uma taxa administrativa, que é diluída no total de parcelas.

2. Menos burocracia

O aumento da inadimplência, nesse período de crise, intensificou a burocracia e o rigor das instituições financeiras para liberar um financiamento. No consórcio, é simples: qualquer pessoa pode fazer. Você passa pela análise de crédito no momento da contemplação.

3. As parcelas cabem no seu bolso

No consórcio, você não precisa ter dinheiro para dar uma entrada ou para uma adesão, o valor total do bem é dividido em parcelas iguais. Antes de optar por essa compra planejada e segura, você pode, ainda, fazer uma simulação do valor de parcela que quer pagar por mês, sem se preocupar com as taxas de juros.

4. É uma ótima forma de poupar dinheiro

O consórcio é uma ótima solução para preservar seu dinheiro. Isso porque, além de investir em um bem, o valor estará sempre atualizado. A valorização da carta de crédito acompanha o índice de acordo com o segmento contratado: INCC para imóveis e IPCA para auto e serviços.

Você compra à vista. Quando recebe a carta de crédito, tem o poder de compra à vista do seu bem, possibilitando melhores negociações e economizando ainda mais.

5. Possibilidade de investir seu 13ª salário 

Podemos dizer que um dos motivos para que 13º salário não seja investido é por falta de educação financeira e planejamento da finanças, isso porque muitas pessoas costumam gastá-lo de maneira impulsiva ou com falta de responsabilidade financeira, ou seja, sem considerar outros usos para ‘’multiplicar’’ essa quantia no longo prazo.

O resultado disso pode ser um comprometimento no ano que está por vir, além disso, pode desdobrar em situações de endividamento, inadimplência e negativação. 

Nesse momento, vale lembrar que não estamos passando por uma situação econômica favorável, o Brasil (e o mundo) está em crise, por isso é fundamental ter prudência e tomar decisões bem pensadas e planejadas.

O 13º salário é a sua chance para investir com segurança naquilo que está nos seus planos há muito tempo. Que essa grana seja um incentivo para você concretizar conquistas, como comprar um imóvel, adquirir um carro ou fazer uma viagem inesquecível em família.

Para não desperdiçar nenhuma oportunidade, veja como você pode ir mais longe investindo seu dinheiro com segurança ao contratar um consórcio

Consórcio: segurança de investimento e poder de compra

A poupança ainda é um meio de rendimento de dinheiro bastante popular, ainda assim, está comprovado: a cada ano que passa os brasileiros têm considerado mais o consórcio, como meio de compra, para alcançar conquistas de alto valor. O consórcio é uma possibilidade de investir em um bem de forma parcelada. Ao contrário do que acontece com o financiamento, é possível adquirir o bem assim que o contrata.

Pelo consórcio, você entra em um grupo no qual vários outros consorciados investem mensalmente. Esse valor conjunto é aplicado para financiar os bens escolhidos. 

O consórcio fica responsável pela formação, administração e entrega das cartas de crédito, que correspondem ao valor total do bem escolhido. Essas entregas são feitas nas assembleias, via sorteio ou lance.

Pelo consórcio, você pode investir em:

  • Automóveis: pode ser um carro zero km ou seminovo (com até 5 anos de uso)
  • Imóveis: casa, apartamento, imóvel na planta, terrenos, empreendimento. Pode ser novo ou usado.
  • Serviços: categoria que inclui viagens, estudos, reforma, cirurgias, festas e casamento.

O UP é assim: TRANSPARENTE! Portanto, não perca mais tempo! Faça já uma simulação de consórcio e invista no seu objetivo.


Outras matérias relacionadas

03/2022

Dá pra comprar carro em qualquer loja com consórcio contemplado?

Após conquistar a carta de crédito no consórcio é possível comprar carro onde quiser. Vamos te mostrar como fazer a compra com consórcio contemplado.

03/2022

Quanto tá um consórcio de carro?

Ao se deparar com o valor de um carro ou casa, ou mesmo de alguns serviços, muitas pessoas se sentem intimidadas. E um consórcio talvez seja a melhor opção!

03/2022

Como usar o consórcio para executar a reforma da sua casa?

É mais que normal que um imóvel precise de reforma para manter seu bom estado de conservação. Acesse e saiba como usar o consórcio para reformar sua casa!

Orientações valiosas para fazer as economias renderem na crise

Orientações valiosas para fazer as economias renderem na crise

Uma das principais dúvidas sobre o mercado financeiro é como fazer o dinheiro render. Ou seja, multiplicar o patrimônio ou, simplesmente, garantir a valorização para o futuro. Sem dúvida, esse é um dos maiores anseios de quem passa a se preocupar em fazer o dinheiro render.

Muitas pessoas pesquisam sobre o assunto, uma vez que essa não é uma tarefa das mais simples. Principalmente, em tempos de crise, os desafios acabam sendo ainda maiores. 

Mas não precisa ser assim, dá para simplificar as questões que podem se tornar problema. Antes de qualquer coisa, é importante entender o que significa fazer o seu dinheiro render.

Continue lendo este conteúdo e saiba como fazer as economias renderem na crise

Como fazer as economias renderem na crise 

Investir significa que o seu dinheiro vai render quando a rentabilidade superar a inflação do período, gerando, assim, retorno real para você.

Fato é que isso nunca vai acontecer, por exemplo, se você deixar dinheiro embaixo do colchão na conta corrente, ou mesmo, na poupança.

Com isso, o primeiro passo é fazer o dinheiro render para não perder dinheiro. Por mais que a poupança seja o investimento mais conhecido pelos brasileiros, está longe de ser a melhor opção, isso porque, nesse tipo de investimento, perde-se para a inflação anual, sobretudo, quando falamos em um cenário de juro real negativo, como o atual (somando também a crise sanitária e a crise política). 

O que fazer antes de pensar em fazer as economias renderem? 

orientacoes-valiosas-para-fazer-as-economias-renderem-na-crise

Monte sua reserva de emergência

O primeiro passo para ter uma vida financeira saudável e estável é a reserva de emergência. O uso dessa economia será capaz de solucionar qualquer imprevisto que possa ocorrer com você, sua família ou sua casa, por exemplo. 

Tendo esse método em ação, caso algo ultrapasse um valor possível de se arcar com a renda do mês, não serão comprometidos os gastos básicos.

A reserva de emergência deve ser feita em local que tenha liquidez diária, ou seja, que permita acessar o dinheiro a qualquer momento e que não sofra com flutuações do mercado.

Devido à popularidade da poupança tradicional, muitos ainda fazem a reserva por esse meio, contudo, não é a opção mais recomendável, uma vez que ela, via de regra, não acompanha a inflação e isso acaba por gerar perda indireta de dinheiro.

No plano ideal, a reserva de emergência deve contar com um montante equivalente a um período de seis a doze meses do seu custo de vida fixo. Ao estabelecer essa condição, será muito mais fácil impedir o comprometimento de sua renda no caminho para alcançar grandes conquistas. 

Defina seus prazos e objetivos

Qualquer que seja o investimento a ser feito, é fundamental ter um foco para orientar sua alocação. Além disso, definir aonde se deseja chegar com cada um é outro ponto essencial para entender em qual classe de ativos aplicar.

No mais, o tempo e a quantidade de dinheiro, que serão investidos para alcançar cada objetivo, serão determinantes para tomar conhecimento onde o dinheiro será colocado.

Caso o objetivo seja a liberdade financeira com foco no longo prazo, investir no consórcio pode ser uma excelente maneira de alcançar seus objetivos com segurança financeira. Isso porque, com o consórcio, você tem mais flexibilidade e planejamento. 

5 Benefícios do consórcio para fazer as economias renderem 

1. O consórcio não cobra altas taxas de juros

Com as taxas de juros elevadas, o financiamento se torna uma opção cada vez mais pesada para o bolso do brasileiro. Dando espaço para que o consórcio seja visto sempre com bons olhos, e não à toa.

Sem dúvida, esse é o grande diferencial do consórcio: adeus, altas taxas de juros! No caso do consórcio, existe uma taxa administrativa, que é diluída no total de parcelas.

2. Menos burocracia

O aumento da inadimplência, nesse período de crise, intensificou a burocracia e o rigor das instituições financeiras para liberar um financiamento. No consórcio, é simples: qualquer pessoa pode fazer. Você passa pela análise de crédito no momento da contemplação.

3. As parcelas cabem no seu bolso

No consórcio, você não precisa ter dinheiro para dar uma entrada ou para uma adesão, o valor total do bem é dividido em parcelas iguais. Antes de optar por essa compra planejada e segura, você pode, ainda, fazer uma simulação do valor de parcela que quer pagar por mês, sem se preocupar com as taxas de juros.

4. É uma ótima forma de poupar dinheiro

O consórcio é uma ótima solução para preservar seu dinheiro. Isso porque, além de investir em um bem, o valor estará sempre atualizado. A valorização da carta de crédito acompanha o índice de acordo com o segmento contratado: INCC para imóveis e IPCA para auto e serviços.

Você compra à vista. Quando recebe a carta de crédito, tem o poder de compra à vista do seu bem, possibilitando melhores negociações e economizando ainda mais.

5. Possibilidade de investir seu 13ª salário 

Podemos dizer que um dos motivos para que 13º salário não seja investido é por falta de educação financeira e planejamento da finanças, isso porque muitas pessoas costumam gastá-lo de maneira impulsiva ou com falta de responsabilidade financeira, ou seja, sem considerar outros usos para ‘’multiplicar’’ essa quantia no longo prazo.

O resultado disso pode ser um comprometimento no ano que está por vir, além disso, pode desdobrar em situações de endividamento, inadimplência e negativação. 

Nesse momento, vale lembrar que não estamos passando por uma situação econômica favorável, o Brasil (e o mundo) está em crise, por isso é fundamental ter prudência e tomar decisões bem pensadas e planejadas.

O 13º salário é a sua chance para investir com segurança naquilo que está nos seus planos há muito tempo. Que essa grana seja um incentivo para você concretizar conquistas, como comprar um imóvel, adquirir um carro ou fazer uma viagem inesquecível em família.

Para não desperdiçar nenhuma oportunidade, veja como você pode ir mais longe investindo seu dinheiro com segurança ao contratar um consórcio

Consórcio: segurança de investimento e poder de compra

A poupança ainda é um meio de rendimento de dinheiro bastante popular, ainda assim, está comprovado: a cada ano que passa os brasileiros têm considerado mais o consórcio, como meio de compra, para alcançar conquistas de alto valor. O consórcio é uma possibilidade de investir em um bem de forma parcelada. Ao contrário do que acontece com o financiamento, é possível adquirir o bem assim que o contrata.

Pelo consórcio, você entra em um grupo no qual vários outros consorciados investem mensalmente. Esse valor conjunto é aplicado para financiar os bens escolhidos. 

O consórcio fica responsável pela formação, administração e entrega das cartas de crédito, que correspondem ao valor total do bem escolhido. Essas entregas são feitas nas assembleias, via sorteio ou lance.

Pelo consórcio, você pode investir em:

  • Automóveis: pode ser um carro zero km ou seminovo (com até 5 anos de uso)
  • Imóveis: casa, apartamento, imóvel na planta, terrenos, empreendimento. Pode ser novo ou usado.
  • Serviços: categoria que inclui viagens, estudos, reforma, cirurgias, festas e casamento.

O UP é assim: TRANSPARENTE! Portanto, não perca mais tempo! Faça já uma simulação de consórcio e invista no seu objetivo.


Últimas Postagens

Tabela de consórcio: o que é e como funciona?

A tabela de consórcio é um documento que contém todas as informações sobre valores de união. Essa é uma informação básica e você deve ficar atento a ela!

Consórcio de Van para quem quer empreender

Já pensou em um consórcio de van para abrir seu próprio negócio? Nos acompanhe na leitura e veja os benefícios deste investimento. Boa leitura!

Rendimento melhor que poupança

Quer investir seu dinheiro, mas em algo com um rendimento melhor que poupança? Nos acompanhe na leitura que preparamos e descubra as vantagens do consórcio.

Invista em Consorcios no pós pandemia

Invista em consórcio! Confira, neste artigo, os benefícios desta modalidade de investimento, mesmo em meio a crise deixada pela pandemia. Saiba mais!

No UP Consórcios o que importa é a experiência do cliente

Tornar a experiência do cliente positiva não é tarefa fácil. Muitas vezes envolve uma mudança de perspectiva, estratégia, cultura e liderança da empresa.

Meu Consórcio Digital é UP!

Sabe aquela satisfação em afirmar "meu consórcio é UP"? Se você não sabe, é porque ainda não contratou nossos serviços. Leia e saiba como funciona!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis