WhatsUP - UP Consórcios
03/2022

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Conseguir conquistar algum bem de alto valor, como um imóvel ou um carro novo, envolve se organizar financeiramente, pois são investimentos caros para serem pagos à vista. 

Entre as opções de compra parceladas, o consórcio é muito mais vantajoso, pois nele não há cobrança de altos juros e nem burocracia que te faz desistir de suas conquistas. 

No entanto, o consórcio, como qualquer outro acordo, tem exigências para que ninguém saia perdendo! 

Quais as exigências para entrar no consórcio?

Para ser sincera, falar em exigência com consórcio é forte demais, pois não é preciso muito. À começar que no consórcio você não paga entrada para conquistar um bem, há ausência de juros e poder de compra. Mas… claro, vamos aos itens que você deve se atentar:

1) Documentos para contratação do consórcio

Para entrar no consórcio, você deve reunir a documentação necessária para assinar o contrato. Afinal, sem isso, a própria administradora não poderá fazer o seu cadastro como cliente.

O bom é que nenhum desses papéis está fora do seu alcance, pois são documentos para o dia a dia, que devem ser apresentados em versões originais e cópias:

  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de residência válido.

O uso desses documentos é muito simples: verificar o seu nome e a sua situação fiscal, facilitando a parte da análise de crédito.

Tendo esses documentos em mãos, basta enviá-los à empresa, ler o contrato e, contratar - tudo isso sem sair de casa.. Viu? Tudo muito simples!

2) Documentos para contemplação no consórcio

Quando você for contemplado no consórcio (ô Glória!), é hora de enviar mais alguns documentos à empresa para que sua carta de crédito seja liberada. Ela permite a compra à vista, seja de um imóvel ou qualquer outro bem ou serviço.

Os documentos para consórcio variam de acordo com o tipo de contratação realizada, sendo alguns do comprador e outros do vendedor. 

Para comprador, será preciso comprovar a capacidade de pagar por todos os débitos faltantes —  esta é a etapa de análise de crédito! Os documentos exigidos são: 

  • Comprovante de renda;
  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de endereço atual e dos últimos três meses, como contas de água, de energia ou do seu telefone fixo;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento ou de união estável, se ainda não for casado no papel;
  • Para pessoas casadas, também será necessário que o cônjuge apresente seus documentos; 
  • E os documentos para análise de crédito, de acordo com a profissão do consorciado contemplado. 

Para o vendedor do bem do consórcio também há exigências na apresentação de documentos, assim a transação ocorre com segurança, sendo eles: 

Pessoa física:

  • Documentos pessoais (RG, CPF);
  • Declaração de profissão;
  • Se casado, a certidão de casamento;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão Conjunta de Débitos relativos aos Tributos Federais.

‍Pessoa jurídica:

  • Ata de eleição da Diretoria registrada na Junta Comercial;
  • Carta com firma reconhecida dos representantes da empresa;
  • Cópia do Contrato Social;
  • Cópia da Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais e
  • Cópia da Certidão Negativa de Débito.

Além disso, outros documentos relacionados ao produto são exigidos, como uma cópia do IPTU para imóveis, por exemplo. Mas a administradora fica responsável por explicar quais são necessários e em quais situações.

3) Estou com o nome negativado, posso entrar no consórcio?

Mesmo que você esteja negativado, poderá participar normalmente das assembleias (faça isso!), desde que as mensalidades estejam em dia. Ou seja, o mais importante, como já falamos acima, é estar com o seu pagamento em dia — quem atrasa as parcelas têm a cota retirada do sorteio de contemplação.

No entanto, se você está com restrição no nome, pode ser que tenha que apresentar um comprovante de renda ou contar com a ajuda de um devedor solidário (que garanta o pagamento naquele mês que as contas apertaram) antes de obter aprovação da carta contemplada para conseguir realizar a compra de determinado bem (que que cê tá querendo, diz aí: carro, casa?) ou a contratação do serviço (aquela eurotrip, intercâmbio,festa de casamento…). Se isso acontecer, o departamento de finanças da administradora do consórcio está pronto para te auxiliar da melhor forma. 

Para que a carta de crédito seja aprovada, é feita uma análise que leva em conta também o histórico do consumidor e suas dívidas. Diante disso, fazer consórcio com restrição no nome pode atrapalhar o recebimento da carta de crédito. Mas tudo é planejamento, e você pode terminar o consórcio com o nome limpo, certo? Essa é a ideia do consórcio, você conseguir investir dentro das suas condições! 

4) Estou com problemas para confirmar renda

Quem trabalha de maneira informal ou tem renda inconstante, como autônomos e MEI 's, podem se deparar com alguns problemas para confirmar seus ganhos, pois não há contracheques.

Nessas situações, o recomendado é levar seus extratos bancários como forma de comprovação. Quanto mais longo for o histórico, melhor. Mas tenho certeza que você conseguirá comprovar rapidamente. 

No entanto, pode ser que essa situação contribui negativamente em sua análise de crédito, afinal, a administradora pode entender que falta estabilidade a longo prazo. Dependendo do tempo, do valor recebido e do seu credor, pode ser possível melhorar um pouco a situação.

5) Planejamento financeiro

Todos os itens acima podem ser potencializados, ou seja, você pode não ter nenhum problema se confiar no planejamento financeiro, a parte boa é que o consórcio te ajuda nisso. 

O consórcio é um grande aliado do planejamento financeiro e economia, pois é uma modalidade de compra parcelada, com o diferencial de que estarão reunidos no grupo de consórcio pessoas com o mesmo objetivo, assim, o consórcio funciona como uma poupança turbinada, como você pode perceber.
O principal objetivo em ter um planejamento financeiro bem definido é evitar problemas do começo ao fim de sua compra. No entanto, o primeiro passo é ter um controle verdadeiro de gastos e rendas, é necessário considerar tudo que entra e tudo que sai (na sua conta bancária).
Apenas a partir de um planejamento é que será possível conhecer profundamente a sua situação orçamentária, determinar objetivos que serão atingidos e definir os melhores trajetos e medidas para alcançar essas metas.
Por fim, a gente tem que andar com um pé no hoje e outro no amanhã, principalmente quando se trata de dinheiro. O lance não é ficar rico de uma hora pra outra e comprar tudo que vê pela frente, mas sim ter saúde financeira para poder planejar o que você quer e precisa comprar. Simule e comprove

 


Outras matérias relacionadas

03/2022

Dicas exclusivas para viajar de carro ao Sul da Bahia

Os motivos para viajar de carro ao Sul da Bahia são muitos. A terrinha foi realmente abençoada e é repleta de paisagens que deixam qualquer um de queixo caído.

03/2022

Dicas para organizar uma festa de casamento sem preocupações

Quando se decide pelo casamento, os gastos vão além da festa, certo? Tem o apartamento, a compra de carro, gastos de viagem com lua de mel e muito mais.

03/2022

Dicas para quitar a cota de consórcio

Você quer quitar sua cota de consórcio, mas não sabe por onde começar? Nós preparamos esse artigo para tirar todas as suas dúvidas. Confira!

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Conseguir conquistar algum bem de alto valor, como um imóvel ou um carro novo, envolve se organizar financeiramente, pois são investimentos caros para serem pagos à vista. 

Entre as opções de compra parceladas, o consórcio é muito mais vantajoso, pois nele não há cobrança de altos juros e nem burocracia que te faz desistir de suas conquistas. 

No entanto, o consórcio, como qualquer outro acordo, tem exigências para que ninguém saia perdendo! 

Quais as exigências para entrar no consórcio?

Para ser sincera, falar em exigência com consórcio é forte demais, pois não é preciso muito. À começar que no consórcio você não paga entrada para conquistar um bem, há ausência de juros e poder de compra. Mas… claro, vamos aos itens que você deve se atentar:

1) Documentos para contratação do consórcio

Para entrar no consórcio, você deve reunir a documentação necessária para assinar o contrato. Afinal, sem isso, a própria administradora não poderá fazer o seu cadastro como cliente.

O bom é que nenhum desses papéis está fora do seu alcance, pois são documentos para o dia a dia, que devem ser apresentados em versões originais e cópias:

  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de residência válido.

O uso desses documentos é muito simples: verificar o seu nome e a sua situação fiscal, facilitando a parte da análise de crédito.

Tendo esses documentos em mãos, basta enviá-los à empresa, ler o contrato e, contratar - tudo isso sem sair de casa.. Viu? Tudo muito simples!

2) Documentos para contemplação no consórcio

Quando você for contemplado no consórcio (ô Glória!), é hora de enviar mais alguns documentos à empresa para que sua carta de crédito seja liberada. Ela permite a compra à vista, seja de um imóvel ou qualquer outro bem ou serviço.

Os documentos para consórcio variam de acordo com o tipo de contratação realizada, sendo alguns do comprador e outros do vendedor. 

Para comprador, será preciso comprovar a capacidade de pagar por todos os débitos faltantes —  esta é a etapa de análise de crédito! Os documentos exigidos são: 

  • Comprovante de renda;
  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de endereço atual e dos últimos três meses, como contas de água, de energia ou do seu telefone fixo;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento ou de união estável, se ainda não for casado no papel;
  • Para pessoas casadas, também será necessário que o cônjuge apresente seus documentos; 
  • E os documentos para análise de crédito, de acordo com a profissão do consorciado contemplado. 

Para o vendedor do bem do consórcio também há exigências na apresentação de documentos, assim a transação ocorre com segurança, sendo eles: 

Pessoa física:

  • Documentos pessoais (RG, CPF);
  • Declaração de profissão;
  • Se casado, a certidão de casamento;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão Conjunta de Débitos relativos aos Tributos Federais.

‍Pessoa jurídica:

  • Ata de eleição da Diretoria registrada na Junta Comercial;
  • Carta com firma reconhecida dos representantes da empresa;
  • Cópia do Contrato Social;
  • Cópia da Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais e
  • Cópia da Certidão Negativa de Débito.

Além disso, outros documentos relacionados ao produto são exigidos, como uma cópia do IPTU para imóveis, por exemplo. Mas a administradora fica responsável por explicar quais são necessários e em quais situações.

3) Estou com o nome negativado, posso entrar no consórcio?

Mesmo que você esteja negativado, poderá participar normalmente das assembleias (faça isso!), desde que as mensalidades estejam em dia. Ou seja, o mais importante, como já falamos acima, é estar com o seu pagamento em dia — quem atrasa as parcelas têm a cota retirada do sorteio de contemplação.

No entanto, se você está com restrição no nome, pode ser que tenha que apresentar um comprovante de renda ou contar com a ajuda de um devedor solidário (que garanta o pagamento naquele mês que as contas apertaram) antes de obter aprovação da carta contemplada para conseguir realizar a compra de determinado bem (que que cê tá querendo, diz aí: carro, casa?) ou a contratação do serviço (aquela eurotrip, intercâmbio,festa de casamento…). Se isso acontecer, o departamento de finanças da administradora do consórcio está pronto para te auxiliar da melhor forma. 

Para que a carta de crédito seja aprovada, é feita uma análise que leva em conta também o histórico do consumidor e suas dívidas. Diante disso, fazer consórcio com restrição no nome pode atrapalhar o recebimento da carta de crédito. Mas tudo é planejamento, e você pode terminar o consórcio com o nome limpo, certo? Essa é a ideia do consórcio, você conseguir investir dentro das suas condições! 

4) Estou com problemas para confirmar renda

Quem trabalha de maneira informal ou tem renda inconstante, como autônomos e MEI 's, podem se deparar com alguns problemas para confirmar seus ganhos, pois não há contracheques.

Nessas situações, o recomendado é levar seus extratos bancários como forma de comprovação. Quanto mais longo for o histórico, melhor. Mas tenho certeza que você conseguirá comprovar rapidamente. 

No entanto, pode ser que essa situação contribui negativamente em sua análise de crédito, afinal, a administradora pode entender que falta estabilidade a longo prazo. Dependendo do tempo, do valor recebido e do seu credor, pode ser possível melhorar um pouco a situação.

5) Planejamento financeiro

Todos os itens acima podem ser potencializados, ou seja, você pode não ter nenhum problema se confiar no planejamento financeiro, a parte boa é que o consórcio te ajuda nisso. 

O consórcio é um grande aliado do planejamento financeiro e economia, pois é uma modalidade de compra parcelada, com o diferencial de que estarão reunidos no grupo de consórcio pessoas com o mesmo objetivo, assim, o consórcio funciona como uma poupança turbinada, como você pode perceber.
O principal objetivo em ter um planejamento financeiro bem definido é evitar problemas do começo ao fim de sua compra. No entanto, o primeiro passo é ter um controle verdadeiro de gastos e rendas, é necessário considerar tudo que entra e tudo que sai (na sua conta bancária).
Apenas a partir de um planejamento é que será possível conhecer profundamente a sua situação orçamentária, determinar objetivos que serão atingidos e definir os melhores trajetos e medidas para alcançar essas metas.
Por fim, a gente tem que andar com um pé no hoje e outro no amanhã, principalmente quando se trata de dinheiro. O lance não é ficar rico de uma hora pra outra e comprar tudo que vê pela frente, mas sim ter saúde financeira para poder planejar o que você quer e precisa comprar. Simule e comprove

 


Últimas Postagens

Dicas para investir em imóveis através do consórcio

A seguir, você vai conferir resumidamente 4 dicas úteis para quem busca investir em imóveis por meio de um consórcio. Leia o artigo completo e saiba mais!

Existe prazo de recompra após a contemplação?

Foi contemplado e quer saber se existe prazo de recompra da sua carta de crédito? Então fique ligado, que aqui você vai tirar todas as dúvidas sobre o assunto.

Consigo fazer reativação da cota excluída?

Quer saber como fazer a reativação da cota excluída, mas não sabe como? Leia o artigo completo que preparamos para você e faça sua ativação - Infracommerce

Como funciona o consórcio de terreno?

Em um consórcio de terreno, um grupo de pessoas se reúne para alcançar o objetivo em comum. Quer saber como funciona? Continue a leitura que preparamos!

Use o FGTS para comprar seu carro

Quer saber como usar seu FGTS para comprar seu carro? Então leia este artigo que preparamos para você, tire suas dúvidas e conquiste a compra do seu automóvel.

Motivos que comprovam que o UP é o melhor consórcio nacional

Não perca mais tempo e conquiste seus objetivos com o melhor consórcio nacional, o UP! Quer saber os motivos? Então, continue lendo e comprove!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis