WhatsUP - UP Consórcios
08/2021

Quais custos estão inseridos nas parcelas do consórcio?

Quando se fala de consórcios, seja de veículos ou imóveis, podem surgir algumas dúvidas. Apesar de alguns aspectos parecerem simples, existem outros que podem ser um pouco mais difíceis de compreender, como a parcela do consórcio, que é um dos assuntos mais recorrentes.

Quais são os custos inseridos nas parcelas do consórcio?

Além do valor que corresponde à carta de crédito, há outros incluídos na parcela do consórcio e que precisam ser conhecidos. Os mais comuns são a taxa de administração, que é adotada pela maior parte das administradoras, e o fundo de reserva.

A taxa de administração é voltada para custos de operação e gestão, enquanto que o fundo de reserva se destina à manutenção dos ativos do grupo e que, entre outros aspectos, tem o como objetivo garantir e viabilizar todas as contemplações no decorrer dos meses.

Mas se atente: é essencial ler com atenção o contrato e sanar todas as dúvidas com a administradora do consórcio.

quais-custos-estao-inseridos-nas-parcelas-do-consorcio

Como é o cálculo da parcela do consórcio?

Como pode ser observado na introdução, a parcela do consórcio envolve algumas taxas administrativas e outras obrigações, previstas no contrato. Por conta disso, é essencial ler os documentos contratuais com atenção. Para entender melhor como as parcelas do consórcio funcionam, comece por uma simulação de consórcio.

E te digo mais: o UP Consórcios não tem cobrança de taxas até a sua contemplação.
O valor que você irá pagar de taxa de administração é de 0,35% do crédito para auto e para imóvel é de 0,45% do crédito para serviços e, melhor ainda, você irá pagar somente depois que for contemplado.

Como ocorre o reajuste dos valores das parcelas no consórcio?

Apesar dos benefícios do consórcio, é bastante comum que eles tenham reajustes no dia do aniversário da cota. Ou seja, na data em que o contrato foi firmado.

Normalmente, os reajustes da parcela são fixados por indicadores econômicos, como o IPCA, responsável por medir a taxa de inflação. Ele é utilizado, frequentemente, para automóveis e serviços.

No caso de compra de imóveis, as administradoras costumam utilizar o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção). Dessa maneira, ao final de cada ano, um pequeno percentual será acrescido às suas parcelas em caráter de reajuste.

Como se planejar para pagar as parcelas do consórcio sem atrasos

Atrasar parcelas de consórcio pode indicar que aquela conquista que está nos seus planos será pausada por tempo indeterminado. Isso porque, uma das regras do consórcio é que as parcelas sejam pagas corretamente. 

Se o seu momento atual é de atraso de parcelas do consórcio, o primeiro passo é entrar em contato com o UP para negociá-las.

Prezamos pela negociação pelo seguinte motivo: caso o atraso seja superior a 2 meses, o participante corre o risco de ser excluído do grupo, além disso, também são acrescentados juros e multa de acordo com seu contrato. E mais algumas penalizações entram em jogo, afinal, outras pessoas são afetadas com o atraso do pagamento de parcelas do consórcio. 

Não se sinta mal se esse for o seu caso, mas excluído é o termo oficial utilizado pelo sistema de consórcios. Excluídos são os participantes que deixaram de fazer parte de um grupo de consórcio

Há duas maneiras de se tornar um excluído: a primeira, e mais correta, é o consorciado, identificando os problemas financeiros, pedir à administradora que o exclua do grupo. A segunda, e essa é mais problemática e danosa, é a exclusão em decorrência de inadimplência.

Ter um planejamento financeiro pode ser o primeiro passo para mudar a situação das suas finanças e acabar de vez com a dor de cabeça causada pela falta de segurança financeira. Um bom planejamento financeiro começa por entender como funcionam suas finanças pessoais e pela definição de objetivos financeiros. 

Se durante o consórcio você  ficar ainda apertado, é possível tentar renegociar com a administradora o valor da carta de crédito. Assim, você pode ter uma redução no valor das parcelas mensais.

Por outro lado, está sentindo que não será possível realmente pagar as mensalidades do consórcio? Você pode repassar a cota do consórcio para outra pessoa. E aqui vamos às dicas para você não ter dificuldades de pagar as parcelas do consórcio:

Organize as dívidas sem se preocupar

Você não precisa desistir do consórcio porque está com dificuldades financeiras. Afinal, seu crédito não será analisado enquanto você não for contemplado. O fundamental é que você mantenha seus pagamentos em dia e tente lidar com as demais despesas da melhor maneira possível. 

Cada pessoa tem uma maneira própria de consumir e organizar o seu dinheiro. Enquanto alguns têm facilidade para poupar, outros cedem às compras por impulso e ficam no vermelho antes mesmo de o mês acabar. Para montar um bom planejamento financeiro pessoal, é necessário compreender a forma como você lida com o dinheiro e como funcionam suas finanças pessoais. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas? Essas são questões importantes nesse momento. 

Se você receber a carta de crédito apenas no final do prazo do consórcio, ela poderá ser utilizada para a quitação do que restar. Vale destacar, ainda, que, por mais que você esteja com dívidas, cancelar um consórcio no meio nunca é a opção mais interessante. Até porque o valor não é devolvido imediatamente e há a cobrança de multas por desistência.

Se organize para fugir de dívidas: o consórcio te apoia nisso!

Para não ter o nome sujo, ser aprovado em análises de crédito e ter uma vida mais tranquila, é fundamental seguir alguns passos básicos de educação financeira. O primeiro deles é conhecer todos os seus débitos, ou seja, saber onde e o que está devendo. 

Faça essa lista com apoio de planilhas disponíveis na internet. Feito isso, você precisará organizar as finanças: cortar gastos desnecessários e planejar o que será pago de maneira mais rápida.

Você pode entrar em contato com as empresas credoras e tentar fazer uma negociação dos débitos. É bem provável que uma proposta seja passada para que esse pagamento seja quitado. Negocie bem e prepare-se para começar a pagar – pode ser que leve alguns meses, mas, com disciplina e controle sobre o dinheiro, você consegue pagar as parcelas do consórcio com tranquilidade.

Poupança com retorno 

Poupar dinheiro é o caminho para o sucesso desde quando minha avó era menina. Quando seu nome estiver limpo, com saldo positivo, que tal criar o hábito de poupar todos os meses?

Comece assim que possível, mesmo que seja uma pequena quantia. Todo o dinheiro que você poupar poderá se tornar uma reserva de emergência para você pagar as parcelas do consórcio e lidar com imprevistos.

Aprender a poupar dinheiro começa por ter em mente um objetivo muito simples: você precisa gastar menos do que ganha. Pode parecer muito óbvio, mas há muitas pessoas que não conseguem atingir esse objetivo dentro de um planejamento financeiro e se perdem.

Resultado? Ficam sempre no vermelho e precisam recorrer a empréstimos e afins para cobrir os rombos na conta. Aprender a poupar dinheiro exige avaliar as despesas de maneira objetiva, ter metas realistas e, sobretudo, determinação e persistência para mudar hábitos e economizar um pouco a cada mês até atingir seus objetivos financeiros.

O consórcio é um investimento mais que seguro, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital e busca aumentar seu patrimônio a baixo custo.

Faça uma simulação de consórcio aqui no UP e prepare-se para tirar os planos do papel com total segurança e tranquilidade, pois consórcio bom é consórcio que contempla!

Simule e comprove!

 



Outras matérias relacionadas

07/2021

O que você precisa saber antes de construir uma casa

O que você precisa saber antes de construir uma casa: Acompanhe este conteúdo para ter conhecimento de tudo o que você precisa para iniciar uma construção!

07/2021

Cinco mitos e verdades sobre consórcio

Confira as incertezas mais comuns em torno do consórcio e tire suas dúvidas.

07/2021

Conheça as novas tendências nos tratamentos estéticos para 2021

Já sabe quais são as tendências nos tratamentos estéticos para 2021? A gente te conta!

Quais custos estão inseridos nas parcelas do consórcio?

Quais custos estão inseridos nas parcelas do consórcio?

Quando se fala de consórcios, seja de veículos ou imóveis, podem surgir algumas dúvidas. Apesar de alguns aspectos parecerem simples, existem outros que podem ser um pouco mais difíceis de compreender, como a parcela do consórcio, que é um dos assuntos mais recorrentes.

Quais são os custos inseridos nas parcelas do consórcio?

Além do valor que corresponde à carta de crédito, há outros incluídos na parcela do consórcio e que precisam ser conhecidos. Os mais comuns são a taxa de administração, que é adotada pela maior parte das administradoras, e o fundo de reserva.

A taxa de administração é voltada para custos de operação e gestão, enquanto que o fundo de reserva se destina à manutenção dos ativos do grupo e que, entre outros aspectos, tem o como objetivo garantir e viabilizar todas as contemplações no decorrer dos meses.

Mas se atente: é essencial ler com atenção o contrato e sanar todas as dúvidas com a administradora do consórcio.

quais-custos-estao-inseridos-nas-parcelas-do-consorcio

Como é o cálculo da parcela do consórcio?

Como pode ser observado na introdução, a parcela do consórcio envolve algumas taxas administrativas e outras obrigações, previstas no contrato. Por conta disso, é essencial ler os documentos contratuais com atenção. Para entender melhor como as parcelas do consórcio funcionam, comece por uma simulação de consórcio.

E te digo mais: o UP Consórcios não tem cobrança de taxas até a sua contemplação.
O valor que você irá pagar de taxa de administração é de 0,35% do crédito para auto e para imóvel é de 0,45% do crédito para serviços e, melhor ainda, você irá pagar somente depois que for contemplado.

Como ocorre o reajuste dos valores das parcelas no consórcio?

Apesar dos benefícios do consórcio, é bastante comum que eles tenham reajustes no dia do aniversário da cota. Ou seja, na data em que o contrato foi firmado.

Normalmente, os reajustes da parcela são fixados por indicadores econômicos, como o IPCA, responsável por medir a taxa de inflação. Ele é utilizado, frequentemente, para automóveis e serviços.

No caso de compra de imóveis, as administradoras costumam utilizar o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção). Dessa maneira, ao final de cada ano, um pequeno percentual será acrescido às suas parcelas em caráter de reajuste.

Como se planejar para pagar as parcelas do consórcio sem atrasos

Atrasar parcelas de consórcio pode indicar que aquela conquista que está nos seus planos será pausada por tempo indeterminado. Isso porque, uma das regras do consórcio é que as parcelas sejam pagas corretamente. 

Se o seu momento atual é de atraso de parcelas do consórcio, o primeiro passo é entrar em contato com o UP para negociá-las.

Prezamos pela negociação pelo seguinte motivo: caso o atraso seja superior a 2 meses, o participante corre o risco de ser excluído do grupo, além disso, também são acrescentados juros e multa de acordo com seu contrato. E mais algumas penalizações entram em jogo, afinal, outras pessoas são afetadas com o atraso do pagamento de parcelas do consórcio. 

Não se sinta mal se esse for o seu caso, mas excluído é o termo oficial utilizado pelo sistema de consórcios. Excluídos são os participantes que deixaram de fazer parte de um grupo de consórcio

Há duas maneiras de se tornar um excluído: a primeira, e mais correta, é o consorciado, identificando os problemas financeiros, pedir à administradora que o exclua do grupo. A segunda, e essa é mais problemática e danosa, é a exclusão em decorrência de inadimplência.

Ter um planejamento financeiro pode ser o primeiro passo para mudar a situação das suas finanças e acabar de vez com a dor de cabeça causada pela falta de segurança financeira. Um bom planejamento financeiro começa por entender como funcionam suas finanças pessoais e pela definição de objetivos financeiros. 

Se durante o consórcio você  ficar ainda apertado, é possível tentar renegociar com a administradora o valor da carta de crédito. Assim, você pode ter uma redução no valor das parcelas mensais.

Por outro lado, está sentindo que não será possível realmente pagar as mensalidades do consórcio? Você pode repassar a cota do consórcio para outra pessoa. E aqui vamos às dicas para você não ter dificuldades de pagar as parcelas do consórcio:

Organize as dívidas sem se preocupar

Você não precisa desistir do consórcio porque está com dificuldades financeiras. Afinal, seu crédito não será analisado enquanto você não for contemplado. O fundamental é que você mantenha seus pagamentos em dia e tente lidar com as demais despesas da melhor maneira possível. 

Cada pessoa tem uma maneira própria de consumir e organizar o seu dinheiro. Enquanto alguns têm facilidade para poupar, outros cedem às compras por impulso e ficam no vermelho antes mesmo de o mês acabar. Para montar um bom planejamento financeiro pessoal, é necessário compreender a forma como você lida com o dinheiro e como funcionam suas finanças pessoais. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas? Essas são questões importantes nesse momento. 

Se você receber a carta de crédito apenas no final do prazo do consórcio, ela poderá ser utilizada para a quitação do que restar. Vale destacar, ainda, que, por mais que você esteja com dívidas, cancelar um consórcio no meio nunca é a opção mais interessante. Até porque o valor não é devolvido imediatamente e há a cobrança de multas por desistência.

Se organize para fugir de dívidas: o consórcio te apoia nisso!

Para não ter o nome sujo, ser aprovado em análises de crédito e ter uma vida mais tranquila, é fundamental seguir alguns passos básicos de educação financeira. O primeiro deles é conhecer todos os seus débitos, ou seja, saber onde e o que está devendo. 

Faça essa lista com apoio de planilhas disponíveis na internet. Feito isso, você precisará organizar as finanças: cortar gastos desnecessários e planejar o que será pago de maneira mais rápida.

Você pode entrar em contato com as empresas credoras e tentar fazer uma negociação dos débitos. É bem provável que uma proposta seja passada para que esse pagamento seja quitado. Negocie bem e prepare-se para começar a pagar – pode ser que leve alguns meses, mas, com disciplina e controle sobre o dinheiro, você consegue pagar as parcelas do consórcio com tranquilidade.

Poupança com retorno 

Poupar dinheiro é o caminho para o sucesso desde quando minha avó era menina. Quando seu nome estiver limpo, com saldo positivo, que tal criar o hábito de poupar todos os meses?

Comece assim que possível, mesmo que seja uma pequena quantia. Todo o dinheiro que você poupar poderá se tornar uma reserva de emergência para você pagar as parcelas do consórcio e lidar com imprevistos.

Aprender a poupar dinheiro começa por ter em mente um objetivo muito simples: você precisa gastar menos do que ganha. Pode parecer muito óbvio, mas há muitas pessoas que não conseguem atingir esse objetivo dentro de um planejamento financeiro e se perdem.

Resultado? Ficam sempre no vermelho e precisam recorrer a empréstimos e afins para cobrir os rombos na conta. Aprender a poupar dinheiro exige avaliar as despesas de maneira objetiva, ter metas realistas e, sobretudo, determinação e persistência para mudar hábitos e economizar um pouco a cada mês até atingir seus objetivos financeiros.

O consórcio é um investimento mais que seguro, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital e busca aumentar seu patrimônio a baixo custo.

Faça uma simulação de consórcio aqui no UP e prepare-se para tirar os planos do papel com total segurança e tranquilidade, pois consórcio bom é consórcio que contempla!

Simule e comprove!

 



Últimas Postagens

Educação financeira e finanças pessoais para ser contemplado mais rápido

A educação financeira também é capaz de torná-lo mais consciente frente a oportunidades e aos riscos que envolvem diferentes tipos de investimento. Entenda!

Consórcio para construir imóvel: dicas de planejamento financeiro

Você precisa de alguns cuidados antes de comprar um imóvel. Neste artigo, apresentaremos dicas que você precisa saber antes de construir imóvel com consórcio. 

Consórcio de moto Yamaha: confira os principais benefícios

O consórcio de moto Yamaha funciona como uma espécie de poupança: você não paga altos juros, somente uma taxa administrativa. Entenda mais neste artigo!

Dicas para comprar imóvel com planejamento de compra

Comprar imóvel é uma das ações mais importantes da vida pessoal, não é mesmo? Faça a leitura deste conteúdo e confira dicas para comprar seu imóvel.

Como funciona o consórcio gamer

Os jovens estão cada vez mais dispostos a investir. então porque não saber como funciona o consórcio de gamer? Vamos te contar como funciona esse processo.

7 benefícios ao comprar automóvel usado com o UP Consórcios!

Comprar um automóvel usado pode ser a solução para muitos dos desafios relacionados à compra de um automóvel zero km. Saiba mais sobre o assunto, neste artigo!
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios