Voltar
12/2020

Crise econômica: como lidar com a perda de renda

A crise econômica atual é bastante complexa, além da economia toda bagunçada (que já era algo que estávamos por dentro), a pandemia trouxe uma situação ainda mais delicada. O cenário econômico afeta diretamente nossas vidas, é fácil cair em uma espiral de desânimo, raiva, medo, ansiedade, preocupação e ressentimento. Mas se isso te causa desespero, saiba que você não está sozinho. 

A situação econômica instável é um momento bastante desafiador! Entretanto, o mais importante é que esse estado não afete suas expectativas do futuro. Afinal, você precisa estar autoconfiante, energizado e motivado para ir em busca de algo novo! 

Crise econômica: dicas para lidar com perda de renda

Ficar desempregado, ou seja, perder renda, não é agradável para ninguém. Muito menos para pessoas que já estavam com planos de aumentar o patrimônio, comprar um carro, fazer um intercâmbio, entre outros planos que atravessam nosso imaginário de ‘’Coisas a conquistar…’’. Nós, do UP Consórcios, temos duas boas notícias: 

  1. Acompanhe nossas dicas para driblar o ‘’surto coletivo’’, em caso de perda de renda;
  2. É possível tirar os planos do papel mesmo em situação de perda de renda! O consórcio é uma modalidade de compra mais justa! 

Dê tempo ao tempo 

Separe um tempo pra você esfriar a cabeça, processar o que aconteceu e se permitir sentir a perda do emprego. Não há necessidade de fingir que tudo está bem. Utilize esse momento para refletir o que pode ser melhorado profissionalmente em sua vida. Você tem o direito de se sentir assim – mas por pouco tempo, afinal, o mundo está acontecendo e as oportunidades também.

Você não está sozinho

Ter total conhecimento disso é fundamental. Você pode não saber, mas essas coisas não acontecem só com você. Acontecem com quase todo mundo em algum momento da carreira, e diante desse contexto econômico desafiador, esta é uma realidade ainda mais comum no nosso país (quiçá no mundo todo). 

Reflita sobre os próximos desafios

Faça questionamentos a si mesmo como:

  • Eu quero continuar na mesma profissão?
  • Devo otimizar minha carreira?
  • Fiz algo de errado no último emprego que pode ser melhorado?
  • É tempo de colocar em prática aquela vontade de abrir um negócio?
  • Faz sentido fazer um curso ou uma pós-graduação?
crise-economica-como-lidar-com-a-perda-de-renda

Tenha uma rotina!

Ter uma rotina mesmo desempregado é importantíssimo para evitar cair em uma espiral de desânimo Mantenha uma rotina diária rigorosa e saudável de alimentação, evite o consumo excessivo de álcool, exercite-se, faça contato regular com as pessoas, participar de eventos relacionados ao setor e ler sobre novos desenvolvimentos em sua área de atuação.

Planejamento

Faça um plano de ação detalhando sobre como você vai encontrar um novo emprego. É o momento de se reconectar com antigos colegas de trabalho e entender como está o mercado onde eles estão. Siga seu planejamento todos os dias, sobretudo quando estiver perdendo a esperança.

Celebre as pequenas vitórias

Você não pode esquecer JAMAIS que o momento pode ser bem difícil, mas tudo vai passar. Ao ser positivo, comemorar as pequenas vitórias do dia a dia, novas oportunidades surgem para você se reinventar e seguir em frente. Enfrente esse momento. 

Investimento seguro a longo prazo: faça um UP Consórcios!

Se você perdeu renda, não se desespere, ainda assim é possível fazer investimento seguro e fugir de crises futuras. Tudo tem a ver com planejamento, certo?

O consórcio de imóvel, por exemplo, pode ser um aliado para você construir uma pousada, abrir um restaurante e muito mais! Essa é a hora de concretizar os seus planos! 

A visão é a seguinte: o consórcio é democrático, xuxuzinho, e oferece tudo que a gente precisa.  Ele por si só já é uma maneira de poupar em grupo para realizar uma compra planejada, seja de um bem ou serviço. 

Ao final de um consórcio de imóveis, por exemplo, todos os participantes têm o crédito necessário, disponibilizado em uma carta para compra do bem. Quando é contemplado, o consorciado parte para a aquisição de um imóvel.

O consórcio é mais humano, fala sério! Todos que participam do consórcio devem pagar uma mensalidade, sem juros (real oficial), referente ao crédito que será acumulado. Aqueles que estão com os pagamentos em dia podem participar da assembleia e dos sorteios de contemplação, que acontecem todo mês.

Nela, a pessoa sorteada recebe a carta de crédito naquele mês e assim sucessivamente, até que todos do grupo sejam contemplados. Porém, quem atrasa os pagamentos pode ficar de fora da assembleia e, como consequência, dos sorteios. Portanto, o mais importante de tudo é avaliar sua capacidade de pagamento antes de entrar em um consórcio. Do contrário, ficará de fora dos sorteios.

Mas afinal, posso participar das assembleias após a perda de renda?

Sim! Mesmo que você esteja negativado, desempregado, no vermelho, poderá participar normalmente das assembleias (faça isso!), desde que as mensalidades estejam em dia. Ou seja, o mais importante, como já falamos acima, é estar com o seu pagamento em dia — quem atrasa mais as parcelas não participa do sorteio de contemplação.

Entretanto, se você está com restrição no nome, pode ser que tenha que apresentar um comprovante de renda ou contar com a ajuda de um devedor solidário (que garanta o pagamento naquele mês que as contas apertaram) antes de obter aprovação da carta contemplada para conseguir realizar a compra de determinado bem (que que cê tá querendo, diz aí: carro, casa?) ou a contratação do serviço (aquela eurotrip, intercâmbio,festa de casamento…). Se isso acontecer, o departamento de finanças da administradora do consórcio está pronto para te auxiliar da melhor forma. 

Para que a carta de crédito seja aprovada, é feita uma análise que leva em conta também o histórico do consumidor e suas dívidas. Diante disso, fazer consórcio com restrição no nome pode atrapalhar o recebimento da carta de crédito. Mas tudo é planejamento, e você pode terminar o consórcio com o nome limpo, certo? Essa é a ideia do consórcio, você conseguir investir dentro das suas condições! 

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Simule direto no nosso site ou chama no WhatsApp. 








Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

12/2020

Por que os jovens devem investir em Consórcio

Quer comprar um imóvel, um carro ou fazer a viagem dos seus sonhos? Acesse nossa postagem e saiba por que os jovens devem investir em Consórcio!

12/2020

O que é consórcio de reforma?

Saiba o que é o Consórcio de Reforma e como você pode repaginar seu lar!

12/2020

5 razões para fazer um consórcio de automóvel

Acesse nossa postagem e confira 5 razões para fazer um Consórcio de Automóvel!

Crise econômica: como lidar com a perda de renda

Crise econômica: como lidar com a perda de renda

A crise econômica atual é bastante complexa, além da economia toda bagunçada (que já era algo que estávamos por dentro), a pandemia trouxe uma situação ainda mais delicada. O cenário econômico afeta diretamente nossas vidas, é fácil cair em uma espiral de desânimo, raiva, medo, ansiedade, preocupação e ressentimento. Mas se isso te causa desespero, saiba que você não está sozinho. 

A situação econômica instável é um momento bastante desafiador! Entretanto, o mais importante é que esse estado não afete suas expectativas do futuro. Afinal, você precisa estar autoconfiante, energizado e motivado para ir em busca de algo novo! 

Crise econômica: dicas para lidar com perda de renda

Ficar desempregado, ou seja, perder renda, não é agradável para ninguém. Muito menos para pessoas que já estavam com planos de aumentar o patrimônio, comprar um carro, fazer um intercâmbio, entre outros planos que atravessam nosso imaginário de ‘’Coisas a conquistar…’’. Nós, do UP Consórcios, temos duas boas notícias: 

  1. Acompanhe nossas dicas para driblar o ‘’surto coletivo’’, em caso de perda de renda;
  2. É possível tirar os planos do papel mesmo em situação de perda de renda! O consórcio é uma modalidade de compra mais justa! 

Dê tempo ao tempo 

Separe um tempo pra você esfriar a cabeça, processar o que aconteceu e se permitir sentir a perda do emprego. Não há necessidade de fingir que tudo está bem. Utilize esse momento para refletir o que pode ser melhorado profissionalmente em sua vida. Você tem o direito de se sentir assim – mas por pouco tempo, afinal, o mundo está acontecendo e as oportunidades também.

Você não está sozinho

Ter total conhecimento disso é fundamental. Você pode não saber, mas essas coisas não acontecem só com você. Acontecem com quase todo mundo em algum momento da carreira, e diante desse contexto econômico desafiador, esta é uma realidade ainda mais comum no nosso país (quiçá no mundo todo). 

Reflita sobre os próximos desafios

Faça questionamentos a si mesmo como:

  • Eu quero continuar na mesma profissão?
  • Devo otimizar minha carreira?
  • Fiz algo de errado no último emprego que pode ser melhorado?
  • É tempo de colocar em prática aquela vontade de abrir um negócio?
  • Faz sentido fazer um curso ou uma pós-graduação?
crise-economica-como-lidar-com-a-perda-de-renda

Tenha uma rotina!

Ter uma rotina mesmo desempregado é importantíssimo para evitar cair em uma espiral de desânimo Mantenha uma rotina diária rigorosa e saudável de alimentação, evite o consumo excessivo de álcool, exercite-se, faça contato regular com as pessoas, participar de eventos relacionados ao setor e ler sobre novos desenvolvimentos em sua área de atuação.

Planejamento

Faça um plano de ação detalhando sobre como você vai encontrar um novo emprego. É o momento de se reconectar com antigos colegas de trabalho e entender como está o mercado onde eles estão. Siga seu planejamento todos os dias, sobretudo quando estiver perdendo a esperança.

Celebre as pequenas vitórias

Você não pode esquecer JAMAIS que o momento pode ser bem difícil, mas tudo vai passar. Ao ser positivo, comemorar as pequenas vitórias do dia a dia, novas oportunidades surgem para você se reinventar e seguir em frente. Enfrente esse momento. 

Investimento seguro a longo prazo: faça um UP Consórcios!

Se você perdeu renda, não se desespere, ainda assim é possível fazer investimento seguro e fugir de crises futuras. Tudo tem a ver com planejamento, certo?

O consórcio de imóvel, por exemplo, pode ser um aliado para você construir uma pousada, abrir um restaurante e muito mais! Essa é a hora de concretizar os seus planos! 

A visão é a seguinte: o consórcio é democrático, xuxuzinho, e oferece tudo que a gente precisa.  Ele por si só já é uma maneira de poupar em grupo para realizar uma compra planejada, seja de um bem ou serviço. 

Ao final de um consórcio de imóveis, por exemplo, todos os participantes têm o crédito necessário, disponibilizado em uma carta para compra do bem. Quando é contemplado, o consorciado parte para a aquisição de um imóvel.

O consórcio é mais humano, fala sério! Todos que participam do consórcio devem pagar uma mensalidade, sem juros (real oficial), referente ao crédito que será acumulado. Aqueles que estão com os pagamentos em dia podem participar da assembleia e dos sorteios de contemplação, que acontecem todo mês.

Nela, a pessoa sorteada recebe a carta de crédito naquele mês e assim sucessivamente, até que todos do grupo sejam contemplados. Porém, quem atrasa os pagamentos pode ficar de fora da assembleia e, como consequência, dos sorteios. Portanto, o mais importante de tudo é avaliar sua capacidade de pagamento antes de entrar em um consórcio. Do contrário, ficará de fora dos sorteios.

Mas afinal, posso participar das assembleias após a perda de renda?

Sim! Mesmo que você esteja negativado, desempregado, no vermelho, poderá participar normalmente das assembleias (faça isso!), desde que as mensalidades estejam em dia. Ou seja, o mais importante, como já falamos acima, é estar com o seu pagamento em dia — quem atrasa mais as parcelas não participa do sorteio de contemplação.

Entretanto, se você está com restrição no nome, pode ser que tenha que apresentar um comprovante de renda ou contar com a ajuda de um devedor solidário (que garanta o pagamento naquele mês que as contas apertaram) antes de obter aprovação da carta contemplada para conseguir realizar a compra de determinado bem (que que cê tá querendo, diz aí: carro, casa?) ou a contratação do serviço (aquela eurotrip, intercâmbio,festa de casamento…). Se isso acontecer, o departamento de finanças da administradora do consórcio está pronto para te auxiliar da melhor forma. 

Para que a carta de crédito seja aprovada, é feita uma análise que leva em conta também o histórico do consumidor e suas dívidas. Diante disso, fazer consórcio com restrição no nome pode atrapalhar o recebimento da carta de crédito. Mas tudo é planejamento, e você pode terminar o consórcio com o nome limpo, certo? Essa é a ideia do consórcio, você conseguir investir dentro das suas condições! 

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Simule direto no nosso site ou chama no WhatsApp. 








Últimas Postagens

Qual é a importância do Consórcio na Crise Econômica?

O momento não tá fácil, por isso te mostraremos a importância do consórcio na crise econômica.

Conheça os melhores carros populares do momento!

Saibas quais são os carros populares do momento. Com certeza você gostaria de ter um desses.

Como comprar imóvel na praia (sem entrada e juros!!!)

Está pensando em comprar um imóvel na praia? Maravilha! A gente te conta como fazer.

Como funciona o consórcio de equipamentos?

Você sabe para que serve o consórcio de equipamentos? Nós te contamos como funciona.

Como funciona um plano de aposentadoria através do consórcio

Entenda como funciona um plano de aposentadoria através do consórcio, e fique despreocupado com o futuro.

Como funciona o consórcio náutico?

Entenda de uma vez por todas como funciona o consórcio náutico.
Próximo
1 / 69
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios