Voltar
06/2021

Sugestões para você reformar apartamento

Reformar apartamento é quase sempre sinônimo para dores de cabeça, atrasos e gastos e mais gastos. O que se percebe são muitos meses de bagunça, entulho, poeira e imprevistos. Contudo, aqueles que se planejam saem ganhando!

Isso vale tanto para a organização (e desorganização da reforma) quanto para o pagamento dos materiais e equipe de obra. 

Dicas para reformar apartamento sem transtornos!

1. Defina o objetivo para reformar o apartamento

Há muitas razões para decidir por reformar um imóvel, principalmente na quarentena. Você pode estar querendo aumentar seu valor de venda, ampliá-lo, corrigir falhas estruturais, alterar a arquitetura, criar um espaço gourmet para receber amigos, etc. Diante disso, o primeiro passo é criar um projeto de reforma.

O segundo passo para planejar uma reforma bem sucedida é segui-lo à risca. A maior causa de preocupações durante a reforma de apartamento acontece quando o morador se depara com imprevistos. Se o planejamento que foi realizado for respeitado, as chances de acontecerem eventualidades diminuem de maneira considerável.

2. Estabeleça um teto máximo para o orçamento

Se você é habituado a acompanhar os noticiários é possível que já tenha visto reportagens sobre obras superfaturadas, certo? Quando os repórteres analisam essas obras, percebem que uma construção pode ter custado muito mais do que deveria ao contribuinte.

Entretanto, nem sempre a corrupção é a real causa do aumento de custo em uma reforma dentro de um prédio. Muitas vezes, o responsável pela reforma não tem bom senso ao usar os recursos que foram estipulados durante um planejamento. 

Porém, mesmo que você esteja planejando pequenos consertos, não exclua a ideia de pesquisar o preço dos materiais que serão utilizados, assim como o custo com a mão de obra. Nesse sentido, você irá conseguir contratar a melhor empresa de reforma e poderá fazer um trabalho muito mais completo, afinal, estará utilizando os recursos com inteligência.

sugestoes-para-voce-reformar-apartamento

3. Conheça as novidades

Reformar o apartamento é uma excelente oportunidade para modernizar o seu imóvel. Diante disso, se você está reformando um apê antigo, é fundamental conversar com um profissional e questioná-lo sobre o que pode ser modernizado no imóvel.

O mercado de imóveis tem apresentado soluções muito interessantes para reformas.  As paredes de drywall, por exemplo, oferecem isolamento térmico e são fáceis de serem instaladas - esta é uma solução para alguém que está cansado de viver em uma casa fria ou quer ampliar um cômodo, por exemplo. 

Nesse sentido, entenda que existem muitas possibilidades no mercado atual, e em todos os aspectos de um imóvel. Os modelos de portas e janelas, por exemplo, mudaram muito nas últimas décadas, não é verdade? Assim como as ideias de projeções de luzes, e outras novidades. É uma boa oportunidade para avaliar bem a opção de atualizar o seu lar.

4. Crie um cronograma

Essa é a maneira mais simples e segura para acompanhar uma reforma de apartamento. O tempo passa muito rápido, diante disso é fácil desperdiçá-lo quando não monitoramos o encaminhamento das atividades.

Todas as ações que estiverem na sua ideia devem ir para o cronograma, desde o prazo para pesquisar o preço dos materiais até a entrega da reforma. Dica: para ser ágil nesse processo de planejamento de reforma, quebre os projetos em pequenas tarefas. Por exemplo, a compra do material para acabamento pode ser dividida: 

  • Listar as lojas de materiais de construção que fazem entrega no bairro que você reside;
  • Fazer visitas em lojas e pesquisar preços;
  • Conversar com o vendedor e verificar condições de pagamento;
  • Verificar qual a melhor data para entrega dos produtos, até porque você deve se programar para receber as compras ou ter alguém responsável pela conferência das entregas.

Dessa maneira, o comprador tem a garantia de estar fazendo o melhor negócio e se livrará de imprevistos, como perder a entrega da loja de construção porque não se planejou e foi trabalhar. Aplique essa técnica para toda ação que precisar de mais de uma tarefa para ser executada, e considere a facilidade na comunicação com a loja como um dos fatores decisivos na hora de escolher onde vai comprar.

5. Não centralize a obra em torno de si

Dependendo do tamanho da obra, é essencial delegar tarefas. Isso evita que os profissionais fiquem parados, aguardando orientações do proprietário. Não se esqueça que você deve entender o que está acontecendo em sua casa e saber o valor de todas as despesas, mas  também precisa confiar no trabalho das pessoas.

Um proprietário intransigente irá explorar o papel natural de um cliente. Isso acontece quando os conhecimentos e experiências do contratado são ignorados por total, dando como consequência o atraso no andamento da obra e desgaste entre as partes.

Relacionado a isso, lembre-se também que uma reforma irá afetar a vida de todos os moradores, porém, ninguém deve ser excluído de uma consulta e nenhuma opinião deve ser ignorada. Levando em consideração esses conselhos, você não terá brigas durante a obra de casa. 

6. Avalie a possibilidade de se mudar durante a reforma

Ainda que o aluguel vá representar um ônus no orçamento da reforma, é importante avaliar os gastos para ganhar qualidade de vida. Algumas reformas geram grande quantidade de poeira, que pode danificar móveis e eletrodomésticos, além disso, podem prejudicar a saúde de pessoas que têm problemas respiratórios.

Nesse sentido, inclua em seu projeto de reforma os custos de um eventual aluguel, além da contratação de uma equipe de mudanças para você driblar os problemas associados a esse fator.

7. Priorize os reparos de infraestrutura

Os reparos em infraestrutura ajudam na segurança do imóvel, além disso, contribuem para a valorização do imóvel. Diante disso, em uma reforma residencial deve-se priorizar a manutenção elétrica, hidráulica e reforços estruturais.

Trata-se de um cuidado que está atento ao desperdício de materiais e mão de obra. Imagine perceber que o encanamento do imóvel não está em boas condições na fase final da reforma? Totalmente desnecessário, né?

Isso iria demandar quebrar paredes e pesquisar por tubos e conexões. Nesse sentido, tudo o que já fora gasto com tintas, gesso, entre outros itens, seria jogado no lixo (junto com seu dinheiro). Eu sei que isso parece absurdo, mas é uma situação bem comum entre as pessoas que fazem reformas.

8. Não faça tudo de uma vez

O cronograma aparece com importância novamente. É comum que os proprietários busquem terminar a reforma do apartamento o mais rápido possível. E para cumprir com isso, colocam diversas equipes para trabalharem simultaneamente.

O problema está no fato de que, às vezes, um profissional só pode começar a trabalhar quando o outro finalizar sua tarefa. Ou seja, a obra fica mais cara, pois serão pagos dias de trabalho que não foram utilizados. Fique atento aos gastos com mão de obra, pois muitas vezes o número de pessoas trabalhando não condiz com os resultados (em tempo de entrega) dos ambientes em reforma

Fazer uma reforma no apartamento, para além de cuidar do seu imóvel e preservar a sua estrutura, é uma ação que valoriza muito o imóvel, sendo um diferencial tanto para quem deseja vendê-lo ou alugá-lo, quanto para quem está buscando um novo lar.

9. Faça um consórcio de reforma 

O consórcio para reformar o apartamento é uma excelente opção para quem quer contratar um serviço mesmo quando sua quitação à vista (e, nesse sentido, com descontos) for inviável. Nessa dinâmica, você faz uma poupança conjunta com os outros consorciados, buscando um objetivo a curto, médio ou longo prazo sem precisar fazer grandes sacrifícios, pode ser simples como abrir mão do cinema ou da pizza de sexta-feira.

As vantagens são enormes: você terá todo o recurso financeiro que precisa para não se perder com incontáveis parcelamentos e tudo isso sem pagar juros. Além disso, conseguirá se programar para fazer a obra por completo o que vai evitar dor de cabeça e interrupções.

Fazer um consórcio para reformar apartamento está relacionado perfeitamente a um bom planejamento financeiro de curto, médio e longo prazo. Com taxas fixas e previsíveis, você consegue estimar o tempo e os recursos necessários para atingir o objetivo de fazer aquela tão esperada reforma em casa. 

Para finalizar, uma última e importante dica: avalie suas finanças antes de reformar seu imóvel. É esse dinheiro que irá direcionar o que será feito, quais os materiais utilizados, entre outros aspectos essenciais para cumprir com as transformações do seu imóvel.

Todo esse conteúdo só quer dizer uma coisa, no fim: reformar o apartamento não precisa ser sinônimo de dor de cabeça. O que você precisa é de cuidado e planejamento. Aproveite essas dicas e boa reforma! 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre


Simule seu consórcio agora mesmo!

Simule agora

Outras matérias relacionadas

05/2021

Qual o critério de desempate para dois lances com mesmo percentual

Conheça qual o critério de desempate para dois lances com mesmo percentual e veja como ser contemplado o quanto antes.

05/2021

Principais maneiras de investir a partir do consórcio de imóveis

Podem falar o que quiser, mas o consórcio chegou para ficar. Acesse e confira as principais maneiras de investir a partir do Consórcio de Imóveis!

05/2021

Como economizar na hora de comprar um imóvel

Comprar um imóvel não é uma decisão que tomamos da noite pro dia. Confira nossa postagem e saiba como economizar na hora de comprar um imóvel!

Sugestões para você reformar apartamento

Sugestões para você reformar apartamento

Reformar apartamento é quase sempre sinônimo para dores de cabeça, atrasos e gastos e mais gastos. O que se percebe são muitos meses de bagunça, entulho, poeira e imprevistos. Contudo, aqueles que se planejam saem ganhando!

Isso vale tanto para a organização (e desorganização da reforma) quanto para o pagamento dos materiais e equipe de obra. 

Dicas para reformar apartamento sem transtornos!

1. Defina o objetivo para reformar o apartamento

Há muitas razões para decidir por reformar um imóvel, principalmente na quarentena. Você pode estar querendo aumentar seu valor de venda, ampliá-lo, corrigir falhas estruturais, alterar a arquitetura, criar um espaço gourmet para receber amigos, etc. Diante disso, o primeiro passo é criar um projeto de reforma.

O segundo passo para planejar uma reforma bem sucedida é segui-lo à risca. A maior causa de preocupações durante a reforma de apartamento acontece quando o morador se depara com imprevistos. Se o planejamento que foi realizado for respeitado, as chances de acontecerem eventualidades diminuem de maneira considerável.

2. Estabeleça um teto máximo para o orçamento

Se você é habituado a acompanhar os noticiários é possível que já tenha visto reportagens sobre obras superfaturadas, certo? Quando os repórteres analisam essas obras, percebem que uma construção pode ter custado muito mais do que deveria ao contribuinte.

Entretanto, nem sempre a corrupção é a real causa do aumento de custo em uma reforma dentro de um prédio. Muitas vezes, o responsável pela reforma não tem bom senso ao usar os recursos que foram estipulados durante um planejamento. 

Porém, mesmo que você esteja planejando pequenos consertos, não exclua a ideia de pesquisar o preço dos materiais que serão utilizados, assim como o custo com a mão de obra. Nesse sentido, você irá conseguir contratar a melhor empresa de reforma e poderá fazer um trabalho muito mais completo, afinal, estará utilizando os recursos com inteligência.

sugestoes-para-voce-reformar-apartamento

3. Conheça as novidades

Reformar o apartamento é uma excelente oportunidade para modernizar o seu imóvel. Diante disso, se você está reformando um apê antigo, é fundamental conversar com um profissional e questioná-lo sobre o que pode ser modernizado no imóvel.

O mercado de imóveis tem apresentado soluções muito interessantes para reformas.  As paredes de drywall, por exemplo, oferecem isolamento térmico e são fáceis de serem instaladas - esta é uma solução para alguém que está cansado de viver em uma casa fria ou quer ampliar um cômodo, por exemplo. 

Nesse sentido, entenda que existem muitas possibilidades no mercado atual, e em todos os aspectos de um imóvel. Os modelos de portas e janelas, por exemplo, mudaram muito nas últimas décadas, não é verdade? Assim como as ideias de projeções de luzes, e outras novidades. É uma boa oportunidade para avaliar bem a opção de atualizar o seu lar.

4. Crie um cronograma

Essa é a maneira mais simples e segura para acompanhar uma reforma de apartamento. O tempo passa muito rápido, diante disso é fácil desperdiçá-lo quando não monitoramos o encaminhamento das atividades.

Todas as ações que estiverem na sua ideia devem ir para o cronograma, desde o prazo para pesquisar o preço dos materiais até a entrega da reforma. Dica: para ser ágil nesse processo de planejamento de reforma, quebre os projetos em pequenas tarefas. Por exemplo, a compra do material para acabamento pode ser dividida: 

  • Listar as lojas de materiais de construção que fazem entrega no bairro que você reside;
  • Fazer visitas em lojas e pesquisar preços;
  • Conversar com o vendedor e verificar condições de pagamento;
  • Verificar qual a melhor data para entrega dos produtos, até porque você deve se programar para receber as compras ou ter alguém responsável pela conferência das entregas.

Dessa maneira, o comprador tem a garantia de estar fazendo o melhor negócio e se livrará de imprevistos, como perder a entrega da loja de construção porque não se planejou e foi trabalhar. Aplique essa técnica para toda ação que precisar de mais de uma tarefa para ser executada, e considere a facilidade na comunicação com a loja como um dos fatores decisivos na hora de escolher onde vai comprar.

5. Não centralize a obra em torno de si

Dependendo do tamanho da obra, é essencial delegar tarefas. Isso evita que os profissionais fiquem parados, aguardando orientações do proprietário. Não se esqueça que você deve entender o que está acontecendo em sua casa e saber o valor de todas as despesas, mas  também precisa confiar no trabalho das pessoas.

Um proprietário intransigente irá explorar o papel natural de um cliente. Isso acontece quando os conhecimentos e experiências do contratado são ignorados por total, dando como consequência o atraso no andamento da obra e desgaste entre as partes.

Relacionado a isso, lembre-se também que uma reforma irá afetar a vida de todos os moradores, porém, ninguém deve ser excluído de uma consulta e nenhuma opinião deve ser ignorada. Levando em consideração esses conselhos, você não terá brigas durante a obra de casa. 

6. Avalie a possibilidade de se mudar durante a reforma

Ainda que o aluguel vá representar um ônus no orçamento da reforma, é importante avaliar os gastos para ganhar qualidade de vida. Algumas reformas geram grande quantidade de poeira, que pode danificar móveis e eletrodomésticos, além disso, podem prejudicar a saúde de pessoas que têm problemas respiratórios.

Nesse sentido, inclua em seu projeto de reforma os custos de um eventual aluguel, além da contratação de uma equipe de mudanças para você driblar os problemas associados a esse fator.

7. Priorize os reparos de infraestrutura

Os reparos em infraestrutura ajudam na segurança do imóvel, além disso, contribuem para a valorização do imóvel. Diante disso, em uma reforma residencial deve-se priorizar a manutenção elétrica, hidráulica e reforços estruturais.

Trata-se de um cuidado que está atento ao desperdício de materiais e mão de obra. Imagine perceber que o encanamento do imóvel não está em boas condições na fase final da reforma? Totalmente desnecessário, né?

Isso iria demandar quebrar paredes e pesquisar por tubos e conexões. Nesse sentido, tudo o que já fora gasto com tintas, gesso, entre outros itens, seria jogado no lixo (junto com seu dinheiro). Eu sei que isso parece absurdo, mas é uma situação bem comum entre as pessoas que fazem reformas.

8. Não faça tudo de uma vez

O cronograma aparece com importância novamente. É comum que os proprietários busquem terminar a reforma do apartamento o mais rápido possível. E para cumprir com isso, colocam diversas equipes para trabalharem simultaneamente.

O problema está no fato de que, às vezes, um profissional só pode começar a trabalhar quando o outro finalizar sua tarefa. Ou seja, a obra fica mais cara, pois serão pagos dias de trabalho que não foram utilizados. Fique atento aos gastos com mão de obra, pois muitas vezes o número de pessoas trabalhando não condiz com os resultados (em tempo de entrega) dos ambientes em reforma

Fazer uma reforma no apartamento, para além de cuidar do seu imóvel e preservar a sua estrutura, é uma ação que valoriza muito o imóvel, sendo um diferencial tanto para quem deseja vendê-lo ou alugá-lo, quanto para quem está buscando um novo lar.

9. Faça um consórcio de reforma 

O consórcio para reformar o apartamento é uma excelente opção para quem quer contratar um serviço mesmo quando sua quitação à vista (e, nesse sentido, com descontos) for inviável. Nessa dinâmica, você faz uma poupança conjunta com os outros consorciados, buscando um objetivo a curto, médio ou longo prazo sem precisar fazer grandes sacrifícios, pode ser simples como abrir mão do cinema ou da pizza de sexta-feira.

As vantagens são enormes: você terá todo o recurso financeiro que precisa para não se perder com incontáveis parcelamentos e tudo isso sem pagar juros. Além disso, conseguirá se programar para fazer a obra por completo o que vai evitar dor de cabeça e interrupções.

Fazer um consórcio para reformar apartamento está relacionado perfeitamente a um bom planejamento financeiro de curto, médio e longo prazo. Com taxas fixas e previsíveis, você consegue estimar o tempo e os recursos necessários para atingir o objetivo de fazer aquela tão esperada reforma em casa. 

Para finalizar, uma última e importante dica: avalie suas finanças antes de reformar seu imóvel. É esse dinheiro que irá direcionar o que será feito, quais os materiais utilizados, entre outros aspectos essenciais para cumprir com as transformações do seu imóvel.

Todo esse conteúdo só quer dizer uma coisa, no fim: reformar o apartamento não precisa ser sinônimo de dor de cabeça. O que você precisa é de cuidado e planejamento. Aproveite essas dicas e boa reforma! 

No UP Consórcios você encontra as menores parcelas do mercado. Simule, compare e compre


Últimas Postagens

Consórcio de maquinário agrícola vale a pena?

A mecanização na agricultura elevou o agronegócio a um patamar de produtividade nunca antes visto. Mas consócio de maquinário vale a pena? Confira!

Test drive de trator: entenda a importância do teste antes de comprar

Alguma vez você já fez um test drive de trator? Te explicamos a importância de fazer antes de fechar a compra. Confira os detalhes neste artigo!

Consórcio de veículos em crescimento no Brasil

Se você quer fazer um comprar um carro, antes precisa entender como consórcio de veículos em crescimento no Brasil pode te ajudar.

O que acontece com o consórcio após a morte do consorciado sem seguro?

Você sabe o que acontece com o consórcio após a morte do consorciado sem seguro? É uma situação triste, mas explicamos a parte burocrática.

Investimento imobiliário em Balneário Camboriu

Saiba tudo sobre investimento imobiliário em Balneário Camboriu. Não perca mais tempo e invista na compra do seu imóvel com o UP Consórcios!

Quais as exigências para entrar no consórcio? 5 tópicos que você precisa saber

Conseguir conquistar algum bem de alto valor, como um imóvel ou um carro novo, envolve se organizar financeiramente.
Próximo
1 / 94
Facebook - UP Consórcios
Instagram - UP Consórcios
Twitter - UP Consórcios
Linkedin - UP Consórcios
Youtube - UP Consórcios
Deezer - UP Consórcios
Spotify - UP Consórcios