WhatsUP - UP Consórcios
03/2022

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise

Tempos de crise econômica, sem dúvida, coloca à prova as finanças pessoais. Inflação, juros altos, risco de desemprego e elevação do grau de incerteza sobre o futuro da economia são fantasmas que assombram todas as pessoas que vivem em um país em crise econômica. Dado o nosso sistema financeiro global, que conecta acordos entre todos os países de mesma estrutura econômica, o dinheiro fica mais curto no fim do mês e, se o indivíduo não possui o controle financeiro pessoal, pode entrar no efeito bola de neve das dívidas.

Dessa forma, ter um planejamento financeiro pessoal durante a crise econômica é fundamental para colocar em prática o que sempre esteve nos seus planos. Não queremos ser chatos, mas essa não é uma tarefa fácil e exige níveis significativos de disciplina e força de vontade. Mas, acredite, fazer um controle financeiro pessoal é essencial e tem o poder de reverter os rumos de sua situação financeira em menos tempo do que você imagina. Dá uma olhada nesse conteúdo comece agora mesmo a conquistar o seu controle financeiro.  

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise 

Ter um controle financeiro pessoal é uma forma de organizar todas as entradas e saídas de capital de um indivíduo, considerando assim contas e despesas gerais.

Se tratando de dinheiro, muitas pessoas ainda não têm o real conhecimento do quanto ganham e quanto gastam por mês. Porém, para quem busca por controle financeiro pessoal e independência financeira é essencial ter clareza do que entra e do que sai.

Que tal organizar uma planilha que irá te auxiliar na hora de realizar o seu planejamento e controle financeiro pessoal? Para isso, a princípio, responda a você mesmo as seguintes questões:


1)      Quanto eu ganho por mês?

2)      Quanto eu gasto por mês?

3)      Quanto eu poupo por mês?


A seguir, confira nossas dicas sobre como gerir finanças pessoais para superar a crise econômica com mais tranquilidade: 

1. Tenha um controle de todos os gastos do mês

Como você percebeu do que foi dito acima, o controle financeiro deve ser feito mensalmente e é sem dúvida o primeiro passo para quem quer organizar as finanças. Caso você não faça este acompanhamento, nunca será possível saber realmente como é o seu orçamento, além disso, não irá conseguir se planejar para comprar aquela casa dos sonhos ou realizar uma viagem inesquecível que sempre esteve em seus planos!

Porém, para ter este controle financeiro pessoal, é necessário que você utilize as planilhas de Contas a pagar e Contas a receber, dessa maneira, você irá anotar todos os seus gastos e todos os seus ganhos. A planilha possibilita que você anote o item, a data de vencimento, o valor e o status do pagamento, e assim manterá um controle completo de suas finanças.

2. Estabeleça prioridades

Se você consegue visualizar o seu plano de contas, torna-se mais fácil seguir esta segunda dica. Verificando assim o que é fundamental e o que é dispensável em seu orçamento pessoal, você evita comprometer a sua renda ganho com compras desnecessárias e foca no pagamento das dívidas em aberto. Por outro lado, o dinheiro que você deixa de gastar em itens superficiais pode ser investido em sua poupança turbinada, ou seja, um consórcio daquele bem que sempre quis.  

3. Estabeleça metas

Falar em investimento nos faz pensar em metas. Além de alcançar todos nossos objetivos, é essencial pensar em sua segurança financeira, principalmente em tempos de crise econômica. E, ao falarmos dessa tão infeliz crise, nos lembramos automaticamente em fazer economias. 

Não é possível prever o futuro, porém, é possível (e devemos) manter uma reserva de contingências para eventuais imprevistos. Além disso, estabelecer um valor  mensal é sempre uma boa tarefa para economizar. 

4. Reeducação para utilizar o cartão de crédito

Se você estabelece prioridades e metas, o seu orçamento pessoal irá começar a tomar forma e enxergar o seu futuro financeiro será bem mais fácil. Assim, você também aprende a utilizar o cartão de crédito. Ao contrário do que muitos imaginam, para controlar o financeiro pessoal, não é necessário proibir o uso do cartão de crédito, porém deve-se usá-lo com sabedoria. Ao parcelar, avalie quanto de sua renda ficará comprometida no próximo mês, e claro, veja se você realmente tem a capacidade financeira para debitar esta dívida e seguir utilizando o cartão de crédito. 

5. Planeje os seus gastos

Agora chegamos a nossa dica final! Ao compreender como se utiliza o cartão de crédito, é possível também compreender como realizar compras em geral. Ou seja, você aprende a fazer avaliação do impacto que determinada compra terá nas suas despesas e se elas comportam a troca de um carro, por exemplo.

O que queremos dizer aqui é, um dos segredos de ouro para alcançar um controle financeiro pessoal é registrar todas as despesas e receitas realizadas e previstas, sempre avaliando o impacto de seus gastos no orçamento. Além disso, não se esqueça de separar uma reserva para emergências. Quer uma solução para investir sua cota mensal? Faça um UP Consórcios

Finanças Pessoais com o UP Consórcios!

O consórcio pode ser uma ótima maneira de você investir com segurança, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar: sua cota mensal poderá ir para os valores de lance do consórcio. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital em mãos e busca aumentar seu patrimônio a custos baixos.

Faça um UP Consórcios! Que tal começar por uma simulação no UP

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seus questionamentos nos comentários! Ou entre em contato conosco


Até a próxima!

Outras matérias relacionadas

03/2022

Para que serve o apartamento decorado em um empreendimento imobiliário?

Para que serve o apartamento decorado em um empreendimento imobiliário? Caso você esteja pensando em comprar um apartamento, essa postagem é para você!

03/2022

Com o Consórcio de Viagem você vai chegar no país que quiser!

Já pensou em fazer uma viagem mas nunca conseguiu guardar dinheiro para isso? Conheça o Consórcio de Viagem do UP e faça a viagem que você sempre quis!

04/2022

Posso transferir minha carta de crédito para outra pessoa?

Sabemos que imprevistos acontecem. E se por algum motivo, você pensou em transferir sua carta de crédito para outra pessoa, aqui você poderá tirar suas dúvidas!

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise

Tempos de crise econômica, sem dúvida, coloca à prova as finanças pessoais. Inflação, juros altos, risco de desemprego e elevação do grau de incerteza sobre o futuro da economia são fantasmas que assombram todas as pessoas que vivem em um país em crise econômica. Dado o nosso sistema financeiro global, que conecta acordos entre todos os países de mesma estrutura econômica, o dinheiro fica mais curto no fim do mês e, se o indivíduo não possui o controle financeiro pessoal, pode entrar no efeito bola de neve das dívidas.

Dessa forma, ter um planejamento financeiro pessoal durante a crise econômica é fundamental para colocar em prática o que sempre esteve nos seus planos. Não queremos ser chatos, mas essa não é uma tarefa fácil e exige níveis significativos de disciplina e força de vontade. Mas, acredite, fazer um controle financeiro pessoal é essencial e tem o poder de reverter os rumos de sua situação financeira em menos tempo do que você imagina. Dá uma olhada nesse conteúdo comece agora mesmo a conquistar o seu controle financeiro.  

Como gerir finanças pessoais em tempos de crise 

Ter um controle financeiro pessoal é uma forma de organizar todas as entradas e saídas de capital de um indivíduo, considerando assim contas e despesas gerais.

Se tratando de dinheiro, muitas pessoas ainda não têm o real conhecimento do quanto ganham e quanto gastam por mês. Porém, para quem busca por controle financeiro pessoal e independência financeira é essencial ter clareza do que entra e do que sai.

Que tal organizar uma planilha que irá te auxiliar na hora de realizar o seu planejamento e controle financeiro pessoal? Para isso, a princípio, responda a você mesmo as seguintes questões:


1)      Quanto eu ganho por mês?

2)      Quanto eu gasto por mês?

3)      Quanto eu poupo por mês?


A seguir, confira nossas dicas sobre como gerir finanças pessoais para superar a crise econômica com mais tranquilidade: 

1. Tenha um controle de todos os gastos do mês

Como você percebeu do que foi dito acima, o controle financeiro deve ser feito mensalmente e é sem dúvida o primeiro passo para quem quer organizar as finanças. Caso você não faça este acompanhamento, nunca será possível saber realmente como é o seu orçamento, além disso, não irá conseguir se planejar para comprar aquela casa dos sonhos ou realizar uma viagem inesquecível que sempre esteve em seus planos!

Porém, para ter este controle financeiro pessoal, é necessário que você utilize as planilhas de Contas a pagar e Contas a receber, dessa maneira, você irá anotar todos os seus gastos e todos os seus ganhos. A planilha possibilita que você anote o item, a data de vencimento, o valor e o status do pagamento, e assim manterá um controle completo de suas finanças.

2. Estabeleça prioridades

Se você consegue visualizar o seu plano de contas, torna-se mais fácil seguir esta segunda dica. Verificando assim o que é fundamental e o que é dispensável em seu orçamento pessoal, você evita comprometer a sua renda ganho com compras desnecessárias e foca no pagamento das dívidas em aberto. Por outro lado, o dinheiro que você deixa de gastar em itens superficiais pode ser investido em sua poupança turbinada, ou seja, um consórcio daquele bem que sempre quis.  

3. Estabeleça metas

Falar em investimento nos faz pensar em metas. Além de alcançar todos nossos objetivos, é essencial pensar em sua segurança financeira, principalmente em tempos de crise econômica. E, ao falarmos dessa tão infeliz crise, nos lembramos automaticamente em fazer economias. 

Não é possível prever o futuro, porém, é possível (e devemos) manter uma reserva de contingências para eventuais imprevistos. Além disso, estabelecer um valor  mensal é sempre uma boa tarefa para economizar. 

4. Reeducação para utilizar o cartão de crédito

Se você estabelece prioridades e metas, o seu orçamento pessoal irá começar a tomar forma e enxergar o seu futuro financeiro será bem mais fácil. Assim, você também aprende a utilizar o cartão de crédito. Ao contrário do que muitos imaginam, para controlar o financeiro pessoal, não é necessário proibir o uso do cartão de crédito, porém deve-se usá-lo com sabedoria. Ao parcelar, avalie quanto de sua renda ficará comprometida no próximo mês, e claro, veja se você realmente tem a capacidade financeira para debitar esta dívida e seguir utilizando o cartão de crédito. 

5. Planeje os seus gastos

Agora chegamos a nossa dica final! Ao compreender como se utiliza o cartão de crédito, é possível também compreender como realizar compras em geral. Ou seja, você aprende a fazer avaliação do impacto que determinada compra terá nas suas despesas e se elas comportam a troca de um carro, por exemplo.

O que queremos dizer aqui é, um dos segredos de ouro para alcançar um controle financeiro pessoal é registrar todas as despesas e receitas realizadas e previstas, sempre avaliando o impacto de seus gastos no orçamento. Além disso, não se esqueça de separar uma reserva para emergências. Quer uma solução para investir sua cota mensal? Faça um UP Consórcios

Finanças Pessoais com o UP Consórcios!

O consórcio pode ser uma ótima maneira de você investir com segurança, do tipo ideal para quem não tem disciplina na hora de economizar: sua cota mensal poderá ir para os valores de lance do consórcio. Além disso, é perfeito para quem tem um bom capital em mãos e busca aumentar seu patrimônio a custos baixos.

Faça um UP Consórcios! Que tal começar por uma simulação no UP

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seus questionamentos nos comentários! Ou entre em contato conosco


Até a próxima!

Últimas Postagens

Tabela de consórcio: o que é e como funciona?

A tabela de consórcio é um documento que contém todas as informações sobre valores de união. Essa é uma informação básica e você deve ficar atento a ela!

Consórcio de Van para quem quer empreender

Já pensou em um consórcio de van para abrir seu próprio negócio? Nos acompanhe na leitura e veja os benefícios deste investimento. Boa leitura!

Rendimento melhor que poupança

Quer investir seu dinheiro, mas em algo com um rendimento melhor que poupança? Nos acompanhe na leitura que preparamos e descubra as vantagens do consórcio.

Invista em Consorcios no pós pandemia

Invista em consórcio! Confira, neste artigo, os benefícios desta modalidade de investimento, mesmo em meio a crise deixada pela pandemia. Saiba mais!

No UP Consórcios o que importa é a experiência do cliente

Tornar a experiência do cliente positiva não é tarefa fácil. Muitas vezes envolve uma mudança de perspectiva, estratégia, cultura e liderança da empresa.

Meu Consórcio Digital é UP!

Sabe aquela satisfação em afirmar "meu consórcio é UP"? Se você não sabe, é porque ainda não contratou nossos serviços. Leia e saiba como funciona!
Facebook - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Instagram - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Twitter - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Linkedin - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Youtube - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Deezer - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis
Spotify - UP Consórcios - O Melhor Consórcio de Automóveis